segunda-feira, 29 de junho de 2020

As hesitações de Sérgio Conceição: lentidão a refrescar a equipa

A equipa Portista venceu, conseguiu mais 3 pontos mas...
Que se passa com a equipa técnica do FC Porto e o seu líder Sérgio Conceição, porquê a lentidão ou hesitação em refrescar a equipa?! Depois de Pepa ter refrescado a equipa Pacense com 4 jogadores a fim de tentar obter um bom resultado? Será que o orçamento do Paços Ferreira é superior ao dos Dragões e por isso o plantel do Passos dispõe de mais soluções...?! Não creio, mas até parece...!

A arbitragem de Luís Godinho
Houve momentos que Luís Godinho a apitar o jogo mais parecia um adepto benfiquista...!
Foi prolífero a exibir cartões amarelos por dá cá aquela palha aos portistas... Em contra partida só mostrou a cartolina amarela aos de Paços Ferreira nas últimas, ou seja, quando seria vergonhoso se não o fizesse. Inclusivamente aos 55' Luís Godinho perdoou o segundo cartão amarelo e consequente vermelho a Hélder Ferreira (55'), antes de Soares testar os reflexos de Ricardo Ribeiro (59').


Ficha oficial do jogo - Estádio da Capital do Móvel - 29 de Junho de 2020

O FC Porto venceu esta segunda-feira o Paços de Ferreira (1-0), no Estádio Capital do Móvel, em partida referente à 29.ª jornada da Liga NOS. Um golo de Mbemba, logo aos sete minutos, permitiu aos Dragões reforçar a liderança do campeonato, com 70 pontos, mais seis do que o Benfica, segundo classificado.

Árbitro: Luís Godinho da A.F. de Évora
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4º Árbitro: Hugo Silva
VAR: Tiago Martins, auxiliado por Pedro Mota.

FC PAÇOS DE FERREIRA: 87Ricardo Ribeiro
5Oleg Reabciuk, 21Jorge Silva, 26Maracás, 44Marcelo
10Pedrinho, 46Stephen Eustáquio 3, 22Luiz Carlos
42João Amaral, 17Hélder Ferreira, 99Douglas Tanque

SUPLENTES : 23Marco Ribeiro, 6Bruno Teles, 2Marco Baixinho
13Bruno Santos, 7Bernardo Martins, 29Vasco Rocha, 24Mohamed Diaby
20Adriano Castanheira, 9Uilton Silva

TREINADOR : Pepa

FC PORTO : 32Agustín Marchesín,
18Wilson Manafá, 19Mbemba, 3Pepe, 13Alex Telles
16Matheus Uribe, 22Danilo Pereira, 25Otávio,
11Marega, 29Soares 69', 17Tecatito

SUPLENTES : 31Diogo Costa
2Tomás Esteves, 4Diogo Leite, 50Fábio Vieira, 15Mamadou Loum
77Vítor Ferreira, 9Aboubakar, 7Luis Díaz 69', 49Fábio Silva

TREINADOR : Sérgio Conceição

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Próximo jogo dos "A" e futebolistas da Formação

Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira. O encontro com os pacenses, referente à 29.ª jornada da Liga, está agendado para segunda-feira, dia 29 de Junho, às 21h15 (Sport TV).

Futebolistas saídos da Formação do FC Porto
Já são sete os campeões europeus de Sub-19 lançados por Sérgio Conceição na equipa principal do FC Porto. O último a estrear-se foi Fábio Vieira, que cumpriu um sonho de criança ao entrar no decorrer da segunda parte do jogo com o Marítimo (1-0), em pleno Estádio do Dragão, na 26.ª jornada do campeonato. No dérbi com o Boavista (4-0), o jovem médio voltou a merecer a confiança do treinador e retribuiu com uma assistência magistral para Marega, a primeira de muitas. Aquele pé esquerdo não engana.

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol nomeou Luís Godinho para arbitrar o Paços de Ferreia-FC Porto, relativo à 29.ª jornada da Liga. O encontro está agendado para esta segunda-feira, às 21h15 (Sport TV), no Estádio Capital do Móvel.
O árbitro da Associação de Futebol de Évora terá como assistentes Rui Teixeira e Valter Rufo, sendo Hugo Silva o quarto árbitro. No videoárbitro estará Tiago Martins, auxiliado por Pedro Mota.

terça-feira, 23 de junho de 2020

Valeu a segunda parte da equipa azul e branca

Primeira parte
A jogar assim duvido que o FC Porto consiga ganhar algum jogo...!!
Os jogadores portistas têm de se mentalizar que têm de ser mais rápidos e correr mais do que os adversários...!

Segundos 45' minutos
Ainda bem que a segunda parte foi diferente. A equipa conseguiu ser mais assertiva, o conjunto funcionou muito melhor e as jogadas perfeitas para golo aconteceram... Parabéns portanto à equipa pela eficácia do seu jogo!!

Os golos
Marega 53’
Alex Telles 60'
Sérgio Oliveira 69'
Marega 84'

A equipa de arbitragem
Soares Dias e os seus assistentes funcionaram de modo a não se dar pela equipa de arbitragem, ou seja, teve um desempenho que não influenciou o resultado do jogo


Ficha oficial do jogo - Estádio do Dragão 23 de Junho de 2020

















Árbitro: Artur Soares Dias
Assistentes: Rui Licínio e Paulo Soares
4º Árbitro: Fábio Melo
VAR: Manuel Oliveira
AVAR: Pedro Ricardo Ribeiro

FC PORTO : 32Agustín Marchesín
2Tomás Esteves 45', 19Mbemba, 3Pepe, 13Alex Telles
25Otávio, 27Sérgio Oliveira 73', 7Luis Díaz 45'
17Tecatito 80', 29Soares 73', 11Marega (2)

SUPLENTES : 31Diogo Costa, 4Diogo Leite, 18Wilson Manafá 45'
16Matheus Uribe 45', 77Vítor Ferreira, 22Danilo Pereira 73'
50Fábio Vieira 80', 9Aboubakar, 49Fábio Silva 73'

TREINADOR : Sérgio Conceição

BOAVISTA FC : 90Helton
6Marlon Xavier, 13Gustavo Dulanto, 18Fabiano, 22Ricardo Costa
30Paulinho, 17Carraça, 42Idris Mandiang, 8Gustavo Sauer
14Alberto Bueno, 11Yusupha Njie

SUPLENTES : 1Bracali, 3Lucas Tagliapietra, 88Ackah, 4Obiora
16Miguel Reisinho, 91Heriberto, 9Mateus, 19Stojilijkovic, 21Fernando Cardozo

TREINADOR : Daniel Ramos

domingo, 21 de junho de 2020

Soares Dias no dérbi FC Porto x Boavista

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol nomeou Artur Soares Dias para arbitrar o dérbi entre o FC Porto e o Boavista, relativo à 28.ª jornada da Liga. O encontro está agendado para esta terça-feira, às 21h15 (Sport TV), no Estádio do Dragão.

O árbitro da Associação de Futebol do Porto terá como assistentes Rui Licínio e Paulo Soares, sendo Fábio Melo o quarto árbitro. No videoárbitro estará Manuel Oliveira, auxiliado por Pedro Ricardo Ribeiro.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

O Benfica "levado ao colo" em Vila do Conde!

Como de costume facilidades para o Benfica, os árbitros a proteger os jogadores benfiquistas, ou seja, para ganhar o Benfica precisou que Luís Godinho expulsasse dois futebolistas do Rio Ave... E diga-se o que se disser, assim é muito mais fácil (jogar contra 9) ganhar os jogos...! E não discuto se foram bem ou mal expulsos, o que afirmo é que foram expulsos porque estavam a jogar contra as camisolas vermelhas, se fossem azuis e brancas então a decisão (critério) de Luís Godinho seria muito diferente...!

“A lei da rolha” imposta pelo Conselho de Disciplina da FPF ás ordens dos actuai s dirigentes benfiquistas...! 


Carvalhal técnico do Rio Ave : "Tudo o que disser vai voltar-se contra mim"

Carlos Carvalhal, mostrou-se bastante crítico da arbitragem de Luís Godinho, na derrota dos vila-condenses, em casa, frente ao Benfica (2-1), na 27.ª jornada da Liga, sem nunca mencionar o árbitro de Évora.
"Não me peça para comentar, nem quero perder tempo com isto. Não vou perder tempo com isto, não vou. Não vale a pena dizer, porque tudo o que disser vai voltar-se contra mim. Está analisado. Foi um típico jogo de campeonato português. Dividimos o jogo. Não há muito mais a dizer, agora que venham os programas desportivos, abram-se garrafas de champanhe e discuta-se. No futebol português já nada me surpreende", começou por dizer o juiz do encontro.
E prosseguiu com as críticas: "Vou ter de dizer isto: tínhamos o objetivo de chegar à final four da Taça da Liga e fomos atirados para fora dessa prova aqui mesmo neste estádio. Temos o objetivo da obter a melhor classificação de sempre do Rio Ave no campeonato e vamos tentar fazer os pontos se nos deixarem".
Bastante agastado, Carlos Carvalhal finalizou: "Estamos a fazer tudo dentro do campo para pontuar. Não quero entrar por aí [arbitragem]. Não sei se tudo o que disser tem justificação, em Portugal tudo tem duas justificações. Agora, abram-se garrafas de champanhe, soltem as opiniões. É disto que o povo gosta, isto é que é o combustível do futebol português. Agora, é pôr a malta a falar nos programas desportivos. Não vale a pena um profissional perder tempo com isto".



terça-feira, 16 de junho de 2020

CD Aves 0 FC Porto 0

Este empate do FC Porto no estádio do CD Aves essencialmente assenta em três factores:
a) À arbitragem habilidosa de Carlos Xistra que permitiu o jogo faltoso dos jogadores do Aves, tipo vale tudo: canelada, agarrões, empurrões e em ultimo recurso quando passa a bola não passa o homem...!
b) Inépcia atacante dos portistas no capítulo da finalização, que até desperdiçaram uma grande penalidade (remate fraco e denunciado), ausência de capacidade de remate de meia distância e muita precipitação no último passe, ou seja, nas assistências para golo (finalização).
c) Muita precipitação na entrega da bola ao colega desmarcado, muitos passes errados, falha do jogo de conjunto da equipa. Falha de entendimento, ou Inexistente entre a defesa, o meio campo e o ataque.

A equipa portista
Sérgio Conceição escolheu o seguinte onze: Marchesín, Tomás Esteves, Pepe (cap.), Mbemba, Diogo Leite, Matheus Uribe, Sérgio Oliveira, Otávio, Tecatito Corona, Luis Díaz e Zé Luís.

No banco, o treinador terá as seguintes alternativas: Diogo Costa, Danilo, Romário Baró, Vítor Ferreira, Fábio Vieira, João Mário, Marega, Soares e Aboubakar.

Ficha oficial do jogo - Estádio do CD Aves 16 de Junho de 2020
O FC Porto empatou esta terça-feira diante do CD Aves (0-0), no Estádio do Aves, em jogo da 27.ª jornada da Liga NOS. Os Dragões seguem na liderança do campeonato, com 64 pontos, e por lá vão ficar independentemente do que aconteça nesta ronda.

Árbitro: Carlos Xistra da AF Castelo Branco
Assistentes: Jorge Cruz e Marco Vieira
4º Árbitro: Luís Máximo
VAR: Bruno Esteves, AVAR: Ricardo Santos

CD AVES . 12Fábio Szymonek
25Afonso Figueiredo, 15Oumar Diakhité, 32Buatu, 44Bruno Morais
29Cláudio Falcão, 55Estrela 92', 20Zidane Banjaqui 64', 96Kevin Yamga
90Pedro Soares, 73', 23Mohammadi 73'

SUPLENTES : 1Aflalo, 77Mato Milos, 28Bruno Lourenço 92'
7Rúben Oliveira 64', 26Aaron Tshibola, 10Pedro Delgado
27Rúben Macedo 73', 45José Varela 73', 18Boateng

TREINADOR : Nuno Santos

FC PORTO: 32Agustín Marchesín
2Tomás Esteves 59', 19Mbemba, 3Pepe, 4Diogo Leite
16Matheus Uribe 76', 25Otávio 89', 27Sérgio Oliveira
7Luis Díaz, 20Zé Luís 77', 17Tecatito

SUPLENTES : 31Diogo Costa, 8Romário Baró, 50Fábio Vieira
22Danilo Pereira, 77Vítor Ferreira 77', 9Aboubakar 89', 11Marega 59'
29Soares 76', 57João Mário

TREINADOR :Sérgio Conceição

Num Conselho de Disciplina controlado pelo Benfica...!

Conselho de Disciplina da FPF "vergonhoso"

Num Conselho de Disciplina da FPF controlado por serventuários do Benfica, Alex Telles nunca seria despenalizado, por mais inocente que fosse... O que foi provado com imagens do lance no Porto Canal...!!




VAR Bruno Esteves um dos serventuários do actual sistema...!

Uns anos atrás Luís Filipe Vieira disse: - "melhor do que ter boas equipas é ter os homens certos nos lugares certos" - e por isso é que actualmente os órgãos de poder do futebol estão infestados de gente (predisposta) serventuária do clube da águia... Com o apoio da Comunicação Social afecta ao Benfica...!!

Analisando os desempenhos nos últimos anos das equipas de arbitragem constatamos que existe um condicionamento imposto pelo Benfica com o fim de na dúvida prejudicar sistematicamente o FC Porto a fim de facilitar o trabalho (levar ao colo) ao Benfica na conquista de títulos!


O Conselho de Arbitragem (secção profissional) Membros:
Presidente: Fontelas Gomes - Vice-presidente João Ferreira ("o João pode ser o João Ferreira").
Vogais: Bertino Miranda e Ricardo Duarte.

Conselho de Disciplina da FPF membros :
Presidente: José Manuel Meirim (Cláudia Santos)
Secção Profissional:
Vice-presidente: Maria José Carvalho
Vogais: Isabel Lestra, Ricardo Pereira, Fernanda Santos, José Coutinho de Almeida e Carla Pera Vieira

O Conselho de Arbitragem nomeou Carlos Xistra (AF Castelo Branco) para dirigir o jogo CD Aves x FC Porto de terça-feira.

CD Aves-FC Porto
Árbitro: Carlos Xistra da AF Castelo Branco
Assistentes: Jorge Cruz e Marco Vieira
4.º árbitro: Luís Máximo
VAR: Bruno Esteves
AVAR: Ricardo Santos

PS - Só com a existência dum Tribunal Arbitral do Desporto constituído por juristas independentes a que os clubes possam recorrer se poderá instituir alguma transparência no futebol português.

domingo, 14 de junho de 2020

Funcionário do Benfica desafia a PJ

Rui Pinto denuncia funcionário do Benfica que desafia a PJ 
                              

sexta-feira, 12 de junho de 2020

FC Porto - Sete futebolistas da geração campeã

Os sete magníficos


Fake News Benfica

Fake News Benfica
A edição de ontem da newsletter News Benfica, que é justamente conhecida como Fake News Benfica, foi integralmente dedicada ao FC Porto. Como é habitual, não passou de mais um chorrilho de mentiras que teve como único propósito tentar desviar o foco das várias crises que o clube atravessa:
1. A crise que resultou da rejeição pela CMVM da OPA do Benfica sobre a própria SAD, que poderia ter como principal beneficiário um sócio secreto de Luís Filipe Vieira.
2. A crise que resultou do conhecimento público dos negócios de Luís Filipe Vieira com José António dos Santos, que o presidente do Benfica sempre escondeu dos sócios e acionistas do seu clube e do mercado, ao contrário do que era sua obrigação.
3. A crise que resultou de um artigo de fundo num dos melhores jornais do mundo que expôs de forma insofismável o domínio ilegítimo do Benfica sobre vários setores da sociedade portuguesa.
4. A crise que resultou da divulgação de um conjunto de ações de colonização de outros clubes da Liga, que só algum tolinho poderá considerar que não constituem casos flagrantes de concorrência desleal com possível impacto elevado na verdade desportiva do campeonato.
5. A crise que resultou de demissão do presidente da Assembleia Geral do Benfica, em conflito aberto com a direção do clube.
6. A crise que resultou do apedrejamento selvagem ao autocarro do Benfica e da vandalização das casas de vários jogadores e de Bruno Lage por parte de elementos das claques que Vieira continua a fingir não reconhecer, apesar de vários anos a financiá-las e a conceder-lhes benefícios.
7. A crise que resultou da reeleição de Jorge Nuno Pinto da Costa como presidente do FC Porto, apesar dos esforços da imprensa vermelha e dos porta-vozes oficiosos do Benfica para denegri-lo durante a campanha eleitoral, talvez esperançados num desfecho diferente.
8. A crise que resultava de apenas uma vitória nos nove jogos anteriores, e que ontem se prolongou para uma vitória em dez encontros, apesar dos recorrentes benefícios da arbitragem – a propósito, como é que o videoárbitro Bruno Esteves não viu uma mão de Taarabt na área em Portimão? Pior: como é que Bruno Esteves, que deixou de ser árbitro de campo por ser incompetente, que é um videoárbitro incompetente, que tem o passado que tem e que tem as ligações ao Benfica que tem, pode continuar a participar em jogos do clube de Vieira? Ou será que o que toda a gente vê como incompetência, sobretudo nos jogos do Benfica, é afinal "competência" e o motivo para continuar a fazer o que faz?
São, portanto, pelo menos oito os factores da crise do Benfica, que só não é mais vezes referida assim – como crise do Benfica – porque a submissão de uma parte importante da comunicação social aos interesses deste clube continua a ser uma realidade. As estratégias “vieiristas” para enfrentá-la já estão em marcha há muito e passam essencialmente por duas coisas:

1. Sacrificar Bruno Lage, como se fosse Bruno Lage o responsável, por exemplo, por Pizzi ter falhado dois dos quatro penáltis de que o Benfica beneficiou nas últimas quatro jornadas. E como se Bruno Lage tivesse alguma dose de culpa nas vieirices que atiram constantemente o nome do clube para a lama.
2. Atacar o FC Porto, activando os mecanismos de uma caríssima máquina de propaganda que não hesita em recorrer à mentira para intoxicar o espaço público e desviar as atenções do que não interessa.
Vem tudo isto a propósito, como já se disse, da edição de ontem da Fake News Benfica. Eis algumas das mentiras flagrantes:
1. Os responsáveis pela comunicação do FC Porto surgiram a “elogiar o trabalho isento e equilibrado de José Manuel Meirim” depois de tomarem conhecimento da candidatura de Cláudia Santos ao Conselho de Disciplina da FPF. Isto, pura e simplesmente, nunca aconteceu. Ninguém, em nome do FC Porto, alguma vez recuou em relação às críticas já dirigidas a José Manuel Meirim.
2. O FC Porto tem vindo a “colocar em causa a nova candidatura por se tratar de uma deputada e existir uma eventual incompatibilidade face ao exercício desse cargo político”. Falso, também. O FC Porto tem criticado Cláudia Santos, e requereu inclusivamente a rejeição da sua candidatura, por causa do seu desempenho parcial na Comissão de Instrutores da Liga e por uma animosidade fanática em relação ao FC Porto que é apontada por quem bem a conhece. Quem não tiver a memória fresca só tem de consultar o Dragões Diário de 1 de Maio ou rever a entrevista de Jorge Nuno Pinto da Costa ao Porto Canal a 8 de Junho e a edição do dia seguinte do Universo Porto da Bancada.
3. Rui Moreira está ligado a “processos de decisão que estão a gerar polémicas”, na sequência de “intervenção noticiada e nunca desmentida do atual presidente do Conselho Superior do FC Porto e presidente da Câmara Municipal do Porto”. Nada mais falso. O que o Benfica diz que nunca foi desmentido, na realidade, foi desmentido por Jorge Nuno Pinto da Costa no Porto Canal: “O Dr. Rui Moreira soube onde será o centro há dias. Nem tinha que saber, pois não é um assunto dele”. É só puxar atrás na box. E, já agora, Rui Moreira não é presidente do Conselho Superior do FC Porto. É vice-presidente.
4. O presidente do FC Porto foi “condenado por corrupção desportiva pelas instâncias da justiça desportiva”. O Benfica esconde que a decisão tomada em 2008 pelo fanático benfiquista Ricardo Costa, também conhecido como “Regresso ao Passado”, foi revertida por instâncias superiores desportivas e desacreditada pela justiça civil. Ou seja, nunca houve qualquer condenação transitada em julgado ao FC Porto ou ao seu presidente. O que é natural, tendo em conta que Jorge Nuno Pinto da Costa não é nem nunca foi um reles ladrão de camiões. Nem sequer costuma começar a chorar quando é mandado parar pela polícia no trânsito, com medo de que seja encontrada droga na mala ou nos pneus do seu carro. Nem sequer trabalha num estádio que terá funcionado como entreposto de comércio de droga. Nem sequer teve um motorista e dirigente condenado por tráfico de droga.
A edição de ontem da Fake News Benfica não é, note-se, o mero resultado de um vulgar trabalho de um mitómano. É antes mais um sintoma de uma crise cada vez mais indisfarçável, que resulta da lama que as acções de Vieira continuam a lançar sobre o Benfica. Os seus papagaios bem podem continuar a atirar a porcaria que os cobre para a frente da ventoinha para tentar atingir os outros. O cheiro pestilento que exalam não os há de largar.

Sport TV equiparada à BTV

No meio de tantos aspectos agradáveis – a vitória, a liderança isolada, a estreia de mais um jovem promissor – há um ponto negativo que não pode deixar de ser assinalado: a emissão da Sport TV. Pura e simplesmente, não é admissível que não haja repetições dos lances duvidosos em que o FC Porto pode ter sido prejudicado. Ontem, isso aconteceu várias vezes. Quem paga a Sport TV não tem de levar com transmissões à moda da BTV.