quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Ecos da Imprensa - Erros grosseiros do letão

 Confirmação dos erros grosseiros do árbitro letão
Ecos da imprensa desportiva em Portugal
         




































Declarações de Sérgio Conceição e Pepe

Declarações de Sérgio Conceição que mostrou-se satisfeito com o desempenho dos jogadores e indignado com a actuação do árbitro letão frente ao Manchester City.

Postura de Guardiola condicionou a arbitragem
“O José Guardiola se calhar foi por isso que tocou nesse ponto na antevisão do jogo. Tenho que aprender com ele, na forma como condiciona os árbitros como fala com os jogadores e banco adversário. Nisso tenho que aprender. Se ele falou e teve a particularidade de frisar isso antes do jogo com o FC Porto, nós hoje fomos uns verdadeiros passarinhos em confronto com o banco contrário.”

Prontos para a luta
“Estamos confiantes e convictos de que vamos dar uma boa resposta. Somos um forte candidato a passar à fase seguinte. Lembro-me de não começar tão bem a Liga dos Campeões no meu primeiro ano e acabámos por passar. Estamos um processo que não é fácil, com a vinda de alguns jogadores novos, com essa habituação que têm de ter a um clube diferente. E isto não é só de letra. É muito exigente, nós somos muito rigorosos no trabalho, queremos que os jogadores saiam da sua zona de conforto e, num primeiro momento, isso não é fácil. Mas é assim que nós queremos e é assim que vamos ganhar. Estamos aqui prontos para a luta.”

Pepe: não nos deixaram ganhar
Pepe foi o rosto da revolta do balneário portista após o apito final em Manchester
Depois da frustrante derrota no reduto do Manchester City na jornada de abertura do grupo C da Liga dos Campeões 2020/21 - por um resultado (3-1) que não espelha a verdadeira valia de ambos os conjuntos durante os noventa minutos – Pepe mostrou-se indignado com a equipa de arbitragem liderada pelo letão Andris Treimanis. “Sinto uma sensação de impotência”, confidenciou o capitão dos Dragões, que considera que o adversário “não precisava da ajuda do árbitro”. “Eles ainda vão ao Dragão e espero que não nos tirem esse sonho de poder passar à próxima fase porque nós vamos lutar. Somos uma equipa que vai dar luta e que nunca vai desistir de ganhar. É isso que este clube nos exige todos os dias, é para isso que trabalhamos todos os dias e hoje demonstrámos que somos capazes de ir a qualquer campo e ganhar”, acrescentou Pepe.

Corajosos e humildes contra um adversário beneficiado
“Eu acho que sim, com a tecnologia que tomos temos hoje, é óbvio. Quando nós estávamos por cima do jogo, estávamos bem e cientes do que estávamos a fazer dentro do campo, a fazer o que o nosso mister pediu, fomos uma equipa que não deixou o City entrar com jogo interior. Forçámos muito o jogo exterior deles, pelas laterais. Conseguimos marcar, logo de seguida o árbitro, com toda a tecnologia que temos hoje, não foi chamado. Isso demonstra que hoje nós não saímos daqui com uma vitória porque nos tiraram. É esse o meu sentimento, hoje em dia um erro destes é inadmissível. E não fica por aí, depois disso ainda há um penálti sobre mim, em que eu sinto completamente o empurrão nas minhas costas. O que é que posso dizer mais? Sinto uma sensação de impotência. Trabalhámos bem, fomos uma equipa corajosa dentro do campo, fomos humildes, porque trabalhamos muito forte em conjunto, respeitámos sempre o adversário, mas eles não precisavam dessa ajuda do árbitro. Este é o meu ponto de vista.”

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Latvian referee without category benefits Manchester City

A Latvian referee was preponderant for this result
A Latvian and a dutch helped the english party. Latvian home referee helps Manchester City
In various situations the game always made wrong decisions for the benefit of Manchester City, that is, in several soccer moves used a duality of criteria favorable to City.

Conclusion, this referee's performance was clearly homey and decisive for City's victory


Analise do jogo
O FC Porto perdeu nesta quarta-feira frente ao Manchester City (3-1), no City of Manchester Stadium, em jogo da primeira jornada do Grupo C da Liga dos Campeões. Os Dragões até estiveram em vantagem com um belo golo de Luis Díaz, logo aos 14 minutos, mas a partir daqui começou o chorrilho de erros do árbitro Andris Treimanis, sempre em prejuízo do FC Porto. Kun Agüero, Gündoğan e Ferrán Torres marcaram para os ingleses.
Numa magnífica jogada individual, Luís Díaz deixou vários adversários para trás no caminho para a área e rematou rasteiro sem hipóteses para Ederson, abrindo o ativo com categoria (14m). A vantagem foi sol de pouca dura, pois o árbitro letão Andris Treimanis e seus pares assinalaram um penálti a favor dos ingleses num lance precedido de falta sobre Marchesín.
Marchesin foi nitidamente pisado por Gündoğan e, na sequência, Pepe derrubou Sterling na área, o que levou à marcação do penálti. Mesmo perante a falta escandalosa de Gündoğan sobre Marchesín que as repetições confirmaram, o VAR holandês Jochem Kamphuis fez vista grossa e nem sequer convidou Andris Treimanis a ver as imagens, algo verdadeiramente inacreditável...!
Aos 43m, João Cancelo empurra descaradamente, faz falta nítida sobre Pepe dentro da área, mas Andris Treimanis mandou seguir e o jogo foi para intervalo com 1-1 no marcador.
Na sequência de uma falta inexistente assinalada a Fábio Vieira, o médio alemão fez o 2-1 num livre direto sem hipóteses para o guarda-redes internacional argentino do FC Porto, que voou em vão (65m).

Ficha do jogo Estádio do Manchester City 21 de Outubro de 2020

Árbitro : Andris Treimanis
Assistentes : Haralds Gudermanis e Aleksejs Spasjonnikovs
4º Árbitro : Aleksandrs Golubevs
VAR : Jochem Kamphuis
AVAR : Kevin Blom

MANCHESTER CITY FC: 31Ederson
2Kyle Walker, 3Rúben Dias, 27João Cancelo, 50Eric García
7Raheem Sterling, 26Mahrez, 8Gundogan 68', 16Rodri
20Bernardo Silva, 10Sergio Aguero 68'

SUPLENTES : 33Scott Carson, 13Zack Steffen, 5John Stones 94'
11Zinchenko, 78Harwood-Bellis, 21Ferrán Torres 68', 82Adrian Bernabe
25Fernandinho 94', 47Phil Foden 68', 61Felix Nmecha, 69Thomas Doyle
80Cole Palmer

TREINADOR :Guardiola

FC PORTO : 1Agustín Marchesín
17Tecatito, 19Mbemba, 3Pepe, 12Zaidu 77',
27Sérgio Oliveira, 32Malang Sarr 80', 8Matheus Uribe,
, , 50Fábio Vieira 77', 7Luis Díaz 55', 11Marega 77'

SUPLENTES :99Diogo Costa, 31Nanu 77', 18Wilson Manafá 55'
4Diogo Leite, 21Romário Baró, 6Mamadou Loum, 16Marko Grujic
10Nakajima 77', 9Mehdi Taremi 77', 30Evanilson 80', 29Toni Martínez
28Felipe Anderson

TREINADOR : Sérgio Conceição

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Manchester City-FC Porto já tem árbitro

O letão Andris Treimanis, árbitro internacional desde Janeiro de 2011, reencontra amanhã o FC Porto, sensivelmente um ano e um mês depois de ter dirigido o jogo entre Dragões e Young Boys, que os azuis e brancos venceram por 2-1. Treimanis, de apenas 35 anos, iniciou carreira na arbitragem aos 13 anos e aos 20 já apitava na liga letã, conciliando actualmente a actividade de árbitro com a de advogado na televisão estatal da Letónia.

Jogo da primeira jornada do Grupo C da Liga dos Campeões disputa-se na quarta-feira (20h00), em Manchester (Inglaterra)

O Comité de Arbitragem da UEFA designou Andris Treimanis (Letónia) para arbitrar o Manchester City-FC Porto, referente à primeira jornada do Grupo C da Liga dos Campeões. O jogo realiza-se na quarta-feira, a partir das 20h00 (TVI), no Estádio Cidade de Manchester (Inglaterra).

O árbitro de 35 anos terá como assistentes os compatriotas Haralds Gudermanis e Aleksejs Spasjonnikovs, sendo Aleksandrs Golubevs, igualmente letão, o quarto árbitro. O neerlandês Jochem Kamphuis será o videoárbitro e contará com a ajuda de Kevin Blom (AVAR), também dos Países Baixos.

Pertencente ao segundo escalão da arbitragem europeia e internacional desde 2011, Andris Treimanis reencontra o FC Porto depois de ter dirigido a vitória caseira dos portistas por 2-1 face à equipa suíça do Young Boys, em Setembro do ano passado, na ronda inaugural da fase de grupos da Liga Europa.

Árbitro : 
Andris Treimanis
Assistentes : 
Haralds Gudermanis e Aleksejs Spasjonnikovs
4º Árbitro : 
Aleksandrs Golubevs
VAR : 
Jochem Kamphuis
AVAR : 
Kevin Blom

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Desmistificar a “pseudo-birra” de Luís Filipe Vieira

Desmistificar a “pseudo-birra” de Luís Filipe Vieira sobre a Presidência da Liga de Clubes

Luís Filipe Vieira que segundo ele, queria Luís Duque na presidência da Liga de Clubes.

 1) Antes de mais o Pedro Proença dá mais garantias de isenção.
2) Depois quem se pode acreditar num homem com o já longo historial de Luís Filipe Vieira, que constantemente: aldraba, adopta processos ilícitos (trapaças) para atingir os seus objectivos e que está muito longe de ser isento, impoluto...?!
3) Mas mais, que credibilidade tem Luís Filipe Vieira que pelo facto de ser presidente do Benfica tem o apoio da Comunicação Social fanática alfacinha, sempre predisposta a relevar, escamotear, as trapaças dele. (dito/cujo).
Diz o povo : quem não o conhecer que o compre!    

Comunicação Social fanática alfacinha embandeirando em arco e...!
   

        




      

domingo, 18 de outubro de 2020

SCP-FCP - Varandas e Rúben Amorim fanfarrões e fanáticos

Ó Varandas e Rúben Amorim vocês são mesmo exageradamente fanáticos!!
Então o vosso jogador Pote (Pedro Gonçalves) atira-se para a piscina e vocês queriam grande penalidade?!
Os jogadores do Sporting são um bando de "caceteiros" e pelo menos Feddal devia ter visto o 2º amarelo por falta sobre Otávio.


Como diria o Diego Maradona: “que la chupen y la sigan chupando”



sábado, 17 de outubro de 2020

SCP x FCP Indisciplina nos sportinguistas

Dirigir jogos em Alvalade requer juízes do apito isentos e com personalidade, ou seja, sem medo, pois os jogadores do leoninos acham que em Alvalade podem tudo, dar canelada nos adversários e até atemorizar os árbitros.
Resultado final Sporting 2 FC Porto 2
Um resultado que se aceita porque o meio campo portista na segunda parte estourou e o recurso às novas aquisições não funcionaram porque estão em fase de adaptação e ainda sem ritmo. Por outro lado as substituições sportinguistas resultaram porque, o seus técnicos recorreram a jovens rápidos, mais e melhor entrosados, muito agressivos, com grande disponibilidade para correr e para se sacrificarem pela equipa.


Ficha oficial do jogo . Estádio de Alvalade - 17 de Outubro de 2020

Árbitro: Luís Godinho da AF Évora
Assistentes: Rui Teixeira e Ricardo Santos
4º Árbitro: Hélder Malheiro
VAR e AVAR: Tiago Martins e Pedro Mota.

SPORTING CP : 1Adán
13Luís Neto 62', 4Sebastián Coates, 5Nuno Mendes, 3Feddal
24Pedro Porro 78', 8Matheus Nunes 78', 6João Palhinha
28Pedro Gonçalves, 11Nuno Santos 62', 77Jovane Cabral 56'

SUPLENTES : 81Luís Maximiano
52Gonçalo Inácio, 55Antunes, 17João Mário 78'
19Tiago Tomás 62', 10Vietto 56', 20Gonzalo Plata 62',
7Bruno Tabata, 9Sporar 78'

TREINADOR : Rúben Amorim

FC PORTO : 1Agustín Marchesín
18Wilson Manafá 76', 19Mbemba, 3Pepe, 12Zaidu
25Otávio 76', 8Matheus Uribe 91', 27Sérgio Oliveira
7Luis Díaz 59', 11Marega 59', 17Tecatito

SUPLENTES : 99Diogo Costa
31Nanu 76', 4Diogo Leite, 6Mamadou Loum, 21Romário Baró 76'
10Nakajima, 9Mehdi Taremi 91', 29Toni Martínez 59'
28Felipe Anderson 59'

TREINADOR : Sérgio Conceição

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Clássico SCP x FCP já tem árbitro

O Conselho de Arbitragem nomeou Luís Godinho para o clássico Sporting-FC Porto, deste sábado, no José Alvalade.

O juiz de Évora será auxiliado por Tiago Martins no VAR, Rui Teixeira e Ricardo Santos como assistentes e Hélder Malheiro como 4.º árbitro. O assistente de VAR é Pedro Mota.

Árbitro: Luís Godinho da AF Évora
Assistentes: 
Rui Teixeira e Ricardo Santos
4º Árbitro: 
Hélder Malheiro
VAR e AVAR: 
Tiago Martins e Pedro Mota.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Futebol - Narrativa especulativa, mas não muito...

Para começar surpreende-me que os lampiões consigam valorizar tanto os jogadores formados no Seixal, como por exemplo o parcial "flop" João Félix que foi vendido por 120 milhões e o Fábio Silva tão bom ou melhor, só por 40...!!
Outro problema importante do Clube são os chorudos vencimentos dos membros da direcção não obstante as dificuldades financeiras... Assunto já abordado aquando das últimas eleições pelo candidato José Fernando Rio.


Mais um a preço de saldo Zé Luís, cada coisa mais incompreensível, os jogadores campeões no Porto desvalorizam, nos outros valorizam tipo Wendel e Ruben Dias, parece que até o Sporting nos passou a perna a nível de vendas e contratações, quem diria que isto podia acontecer no reinado de Pinto da Costa...
MT
.
O que se passa actualmente no Porto parece um filme de terror. Vão buscar por empréstimo um jogador de 21 anos e cedem em definitivo um outro da nossa formação e com os mesmos 21 anos. Acordem-me que eu devo estar a sonhar. Esta Sad levou o clube à falência e cada vez mais o afunda com negócios absolutamente ruinosos. Compra Ze Luis por 8M e vende-o por 5, compra Loum por 7,5 e oferece Galeno por 3, etc etc etc. Mas é esta gestão que queremos? Pelos vistos sim, pois prolongamos a incompetência por mais 4 anos. É tempo de serem pedidas responsabilidades.
Anónimo

E la se foi diogo Queiros e não emprestado que mau negocio.
Contratamos um jovem central emprestado que vamos valorizar e não ficamos com ele mas deixamos sair um dos nossos melhores produtos da formação.
JDos Santos

Já ando a jogar o 21 há quase uma semana, amigo. Está disponível para todas as plataformas através do EA Play.
RK 

O princípio devia ser o que era no passado: tínhamos um plantel formado pela SAD, escolhíamos o treinador, ele até podia sugerir este e aquele, se fosse possível, dávamos, como demos a vários, mas nada de fazer todas as vontades aos treinadores. Depois, 1º, tinham de ter determinado perfil, preço, qualidade, idade. 2º e fundamental, o OK do scouting do FCP.
O senhor presidente mudou e estamos a pagar essa mudança com língua de palmo.

Pronto fechou o mercado, o plantel está formado, pelo menos até Janeiro, e agora é como os melões, só vamos saber se são bons depois de abertos, o futebol é dos jogos em que o fator sorte, chamemos assim, tem mais influência, ou alguém por exemplo acreditava que o Liverpool levava 7, e basta ver os golos, 3 deles são remates de fora da área que ressaltam em defesas e entram, não há Fifa 2020,nem nada que se possa fazer para evitar esses caprichos da sorte, sabendo que se fizermos bons jogos estaremos sempre mais próximo da vitória e menos expostos aos golpes da sorte.
Leio muitas criticas ao SC neste último jogo, mas o treinador estava numa situação delicada, por um lado sabia que os jogadores iam sair e talvez não devia ter os posto à jogar, por outro seria de certeza criticado se não os colocasse e como aconteceu perdessem os o jogo.
Num ano sem precedentes na história em que nos debatemos com tantos problemas (Fairplay financeiro, ausência de adeptos com consequente perda de receitas) o mercado foi o possível e o plantel à disposição de SC parece ser mais equilibrado.
Paulo S 

Duvido q os emprestados estejam no Porto de alma e coração. É humano, jogadores emprestados têm sempre tendência a serem menos focados e trabalhadores. Além disso, estamos a valorizar jogadores que não nos pertencem e a impedir a evolução de outros formados no Clube. Enfim, é o que a situação financeira permite!
Anónimo

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Particular - Portugal - Espanha empatam

No particular Portugal Espanha deu empate a zero

Análise resumida ao jogo - Diferenças de atitude e de mentalidade

Os futebolistas portugueses gostam de se recriar com a bola (tipo brinca na areia) e devido ao facto perdem velocidade de jogo e eficácia! Apostam todas as fichas na capacidade de remate do Ronaldo, o qual quando inspirado consegue fazer a diferença.

Os espanhóis por seu lado procuram e conseguem ser mais práticos : apostar na velocidade, na agressividade sobre a bola (capacidade de choque) e na circulação de bola ao primeiro toque. Daí o seu futebol de conjunto de mais qualidade e quase sempre mais eficaz.

terça-feira, 6 de outubro de 2020

Futebol - Recta final do Mercado

FC Porto: os casos resolvidos e quem ainda pode chegar no último dia
Sete reforços oficializados. Nanú (ex-Marítimo) foi o último a rumar ao Dragão. Mas o último dia de mercado por trazer novidades para o plantel de Sérgio Conceição
O FC Porto entra nas derradeiras 24 horas de mercado com vários processos resolvidos durante esta segunda-feira, no que diz respeito a saídas do plantel, e mais de meia-dúzia de nomes apontados à restante temporada.
Desde logo, as transferências concretizadas de Alex Telles para o Manchester United, por 15 milhões de euros (M€), mais dois conforme objetivos concretizados pelo brasileiro na Premier League, Danilo Pereira, que ruma ao Paris Saint-Germain por 20 M€ (quatro milhões agora e o restante no final da época), o central Osorio, que sai para o Parma (Itália), por 4,5 M€, e o empréstimo de Tomás Esteves ao Reading, da segunda divisão inglesa.
Nota para o processo em curso relativo ao central Diogo Queirós, sabendo-se que há um princípio de acordo entre a SAD do FC Porto e a sua congénere de Famalicão, negócio que poderá concretizar-se no último dia da janela de Verão em Portugal.
Entretanto, com a contratação anunciada, ao início da noite desta segunda-feira, de Nanú, sobe para sete o número de reforços dos campeões nacionais para 2020/21 já oficializados. Além do ex-Marítimo, há que contar com Carraça (ex-Boavista), Cláudio Ramos (ex-Tondela), Zaidu (Santa Clara), Taremi (Rio Ave), Evanilson (Fluminense) e Toni Martínez (Famalicão).
Olhando às notícias dos últimos dias, quer da imprensa nacional, quer da internacional, há rumores com alguma consistência que relacionam o FC Porto aos seguintes jogadores: Malang Sarr (Chelsea), Jean Lucas (Lyon), Thomas Lemar (Atlético de Madrid), Danny Rose (Tottenham) e Pepê (Grémio). Sobre este último, apurou O JOGO, há informações sobre a possibilidade de apenas rumar ao Dragão em Janeiro, na próxima janela de mercado.
Relativamente a Filipe Anderson (West Ham), problemas levantados nas últimas horas podem inviabilizar o acordo entre as partes.
Intransigência de Rafinha fez cair negócio com o Barcelona e levou Todibo para o rival Benfica. Diogo Leite dá segurança a Sérgio Conceição e Sarr acrescenta polivalência e não tem custos além dos salários.
O domingo louco teve sequência no FC Porto com uma segunda-feira igualmente agitada, mas menos pródiga em novidades. A maior de todas acaba por ser a continuidade de Diogo Leite no plantel, o que fecha a porta a alguns negócios e acaba por dar um enquadramento diferente a esta recta final do mercado.
Lá fora, a janela de transferências fechou ontem, segunda-feira, nos principais países. Em Portugal encerra apenas hoje, terça-feira, dia em que Malang Sarr deverá ser oficializado como reforço do dragão. O francês, internacional em todos os escalões até aos Sub-21, estará esta manhã no Porto.
Se tudo correr segundo o que foi previamente acordado, então faz exames médicos, assina por empréstimo de um ano e fala aos meios de comunicação do clube, depois de ontem já ter anunciado ao que vem. "Saio para ter tempo de jogo, melhorar e voltar no próximo ano para jogar no Chelsea", terá dito, em declarações à Telfoot.
Francês para assinar hoje. O português não saiu e o sector mais recuado dos dragões parece fechado, apesar de Lucas Veríssimo e Rose
O lateral/central até pode fechar o sector mais recuado dos portistas. E isto porque Diogo Leite vai continuar no plantel. Todas as soluções de última hora que apareceram ao jogador não interessaram ao FC Porto, que estava disposto a vendê-lo, por não ser primeira opção, mas não a qualquer preço, porque Sérgio Conceição continua a confiar nele e, ficando, isso nunca seria um peso para o treinador nem para a folha salarial do plantel. Uma situação bastante diferente de Diogo Queirós, por exemplo, com quem o técnico não contava mesmo.
Assim, e porque o mercado dos defesas-centrais não trouxe nada que, à partida, entusiasmasse muito Sérgio Conceição, a permanência de Diogo Leite acaba por conferir alguma tranquilidade. Pepe e Mbemba continuam a ser os titulares, Marcano está lesionado, mas Diogo assegura qualidade enquanto alternativa. Para a SAD, caiu por terra a possibilidade de celebrar um negócio que, em determinado momento, se estimou poder valer 20 milhões de euros.
O Valência nunca teve liquidez para avançar, apesar do interesse, o Barcelona equacionou reforçar-se com o português e houve mesmo reuniões avançadas com Jorge Mendes para o efeito, como ontem O JOGO deu conta. Mas a intransigência de Rafinha deitou abaixo um negócio que envolvia também Todibo, que entretanto seguiu por empréstimo para o Benfica.
Com estas movimentações, Nanu e Manafá vão fechar a lateral direita, com dúvidas sobre o papel que fica, agora, guardado para Carraça. Zaidu é o único lateral esquerdo, Pepe, Mbemba e Diogo Leite são os centrais e haverá Malang Sarr para as duas posições. Isto até Marcano recuperar...
Lucas Veríssimo na berlinda, Rose na equação
Contas feitas, o FC Porto fica oito defesas para quatro lugares, mas três deles são laterais direitos. Há, portanto, uma vaga passível de ser preenchida se o último dia de mercado trouxer algum negócio suficientemente apelativo e de acordo com as possibilidades do clube.
Ontem, segunda-feira voltou a circular a informação de que os dragões fizeram proposta por Lucas Veríssimo, do Santos. O central esteve a ser negociado pelo Benfica, caiu pouco antes de o rival portista formalizar a chegada de Todibo e de imediato Lucas foi novamente apontado ao FC Porto. No Brasil garantem que a proposta dos dragões é de 6,5 milhões de euros, com o Santos a conservar 15% do passe do jogador. O JOGO sabe que Lucas já foi oferecido ao FC Porto em mais do que uma ocasião e nunca o clube avançou decisivamente nesse processo, pelo que só mesmo a necessidade de última hora o poderia trazer.
Além de Lucas, ontem falou-se de Danny Rose, lateral esquerdino de 30 anos que, não há muito tempo, era titular do Tottenham e da selecção inglesa. Terminou a época passada cedido ao Newcastle, por não contar para José Mourinho. Agora, com apenas mais um ano de contrato, os "spurs" querem desfazer-se dele. O FC Porto foi apontado como destino provável, apesar dos cinco milhões de euros que o jogador aufere por ano. A negociação implicaria sempre que o Tottenham ajudasse ao pagamento e também não resta muito tempo. A confirmar hoje, embora o mais provável seja mesmo que Sarr e Leite fechem a defesa do dragão.


 

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

O Mercado, os interesses do FCP e a ganância dos futebolistas

O mercado transtornou a mente (deu a volta) de alguns dos talentos portistas... E o resultado foi o fracasso da equipa...!

Precaver a seu devido tempo, antes de factos consumados...!
Os dirigentes portistas devem precaver os interesses do Clube e portanto mentalizar os seus futebolistas (talentos) de que se o FCP promove jogadores, é para depois também tirar rendimento do facto e ser ressarcido desse esforço por eles realizado. Porque se os jogadores por um lado dão o seu contributo à equipa, também têm de admitir de que se para evoluir têm necessidade de beneficiar de boas condições de trabalho, de todos os privilégios que são assegurados pelas estruturas do Clube, tais como: instalações, departamento médico, ginásio, campos de futebol...etc... têm na altura de pensarem em mudar de ares, negociar os novos contratos de acordo com os seus interesses mas também os do Clube que os promoveu e lhes proporcionou (facilitou) os ditos privilégios... Essas estruturas do FC Porto custam muito dinheiro ao Clube.