terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Liga NOS - FC Porto x Gil Vicente

O desempenho do árbitro de Rui Oliveira, foi muito fraquinho, começa aliás a ser normal, na dúvida decidiu sempre contra os Dragões, e utilizou quase sempre uma dualidade de critérios disciplinares gritante, foi extremamente rigoroso contra os portistas e quase sempre permissivo a favor dos gilistas! Sempre que os jogadores gilistas se atiravam para a piscina (faziam teatro) ,falta contra o FC Porto, por outro lado foram muitas as vezes que os do Gil Vicente provocaram as quedas de jogadores portistas e "no pasa nada"...!

Relativamente à equipa portistas, não sei se a responsabilidade da equipa estar a jogar mal será só da equipa técnica. Uma coisa é visível a equipa portista esforça-se mas falha muitos passes. Os médios portistas não conseguem segurar as pontas, impondo-se aos médios contrários. Nas jogadas de ataque Marega e Soares muito sós, exige-se que lutem contra a avalanche de adversários, e por conseguinte, é evidente que assim não dá. Para resolver só aumentando a velocidade e circulando a bola ao primeiro toque com determinação e precisão de passe...!

Quanto ao desempenho individual dos Dragões, Marchesin pareceu-me mal batido no golo do Gil Vicente e gostei de ver jogar: Romário Baró, Vítor Ferreira e a espaços Luís Diaz... Fábio Silva mostrou qualidades mas falta-lhe ritmo e maturidade... Quanto aos outros lutaram muito mas nem sempre com esclarecimento!

 
Ficha oficial do jogo - Estádio do Dragão 28 de Janeiro de 2020

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol nomeou Rui Oliveira para arbitrar o jogo entre FC Porto e Gil Vicente, agendado para esta terça-feira (20h15) no Estádio do Dragão, referente à 18ª. jornada da Liga NOS.
O árbitro da Associação de Futebol do Porto terá como assistentes Carlos Campos e Nélson Cunha, sendo David Silva o quarto árbitro. O VAR será Vasco Santos, assistido por Bruno Rodrigues.

Árbitro: Rui Oliveira da A F Porto
Assistentes: Carlos Campos e Nélson Cunha
4º Árbitro: David Silva
VAR: Vasco Santos, assistido por Bruno Rodrigues

O FC Porto bateu esta terça-feira o Gil Vicente (2-1), no Estádio do Dragão, em jogo referente à 18.ª jornada do campeonato. Marcano (45m+2) e Sérgio Oliveira (57m) foram os marcadores de serviço nos Dragões, que passam a somar 44 pontos, menos sete do que o Benfica, primeiro classificado.

FC PORTO : 32Agustín Marchesín
18Wilson Manafá 60', 19Mbemba, 5Marcano, 13Alex Telles
16Matheus Uribe, 27Sérgio Oliveira, 8Romário Baró 68'
29Soares, 11Marega 81'

SUPLENTES : 31Diogo Costa
4Diogo Leite, 24Renzo Saravia, 15Mamadou Loum, 77Vítor Ferreira 60'
7Luis Díaz 68', 49Fábio Silva 81'

TREINADOR :Sérgio Conceição

GIL VICENTE FC: 33Denis
20Fernando Fonseca, 5Rodrigão, 26Rúben Fernandes, 13Arthur 45'
55Henrique Gomes, 24Kraev 80', 3Soares, 6João Afonso, 7Lourency 79'
91Sandro Lima

SUPLENTES : 30Wellington Luís
23Edwin Banguera, 2Alex Pinto, 99Ahmed Isaiah 80', 27Baraye
9Zakaria Naidji 79', 14Romário Baldé 45'

TREINADOR : Vítor Oliveira

Benfica e Sporting controlam a arbitragem em Portugal

Três ex-árbitros peritos em arbitragem sentenciam: Doumbia devia ter sido expulso


segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Sugestões para a equipa técnica do FC Porto

60 anos a observar o futebol: treinos e jogos ditam-me o seguinte:
1 – Horário: começar às 09h00
2 – Estabelecer objectivos em função do plantel disponível. Se possível ter duas equipas competitivas. Se a composição do plantel não permitir vencer todas as provas então fazer pontaria para a principal: a conquista do campeonato (liga NOS).
De modo a não se apontar para objectivos inatingíveis, ou seja, para não se correr o risco de se pretender ganhar todas as competições e não se vencer nenhuma. (já lá diz o povo: “quem tudo quer tudo perde”)
3 – Plantel ideal 2 futebolistas de nível semelhante para cada posição
4 – Planificar a época que é uma maratona; e observar a necessidade de estabelecerem-se/atingirem-se picos de forma dos futebolistas para os jogos mais exigentes
5 – Estudar o carácter (ambição/motivação), a capacidade atlética e analisar a predisposição física e mental dos atletas para as competições a disputar, de modo a constatar-se a possibilidade de atingirem-se os objectivos da época.
6 – Preparar os futebolistas do plantel, em princípio 16 jogadores titulares da equipa “A”; mais os 16 jogadores da equipa “B”
7 – Reunir o plantel das equipas “A” e “B” para se discutir e analisar as possibilidades das equipas ultrapassarem as dificuldades e as exigências das provas a disputar durante a época.
8 – Estudar e analisar os comportamento; os critérios dos árbitros portugueses e agir-se em conformidade.
9 – Tornar os treinos competitivos mas atractivos (praticar futebol de salão?) de modo a não cansar psicologicamente.
10 – Treinar a técnica individual, o domínio da bola. Potência: treinar os futebolistas aos pares: um a correr com a bola e outro a agarrá-lo a fim de impedi-lo de progredir com ela. Exercícios físicos: treinar a corrida: resistência e velocidade (sprints)
11 - Treinar os automatismos da equipa na circulação de bola, de modo a trocarem a bola duns para os outros de olhos fechados.
12 – Utilizar bastante tempo do treino para praticar os remates à baliza.
13 – Treinar musculação no ginásio : de modo a desenvolver as pernas e o tronco (coração e pulmões também fortes) . Prescrever normas de alimentação.
14 – Estudo e análise dos jogos das outras equipas, principalmente dos processos de jogo dos benfiquistas...etc... etc...

Benfica continua a ser levado ao colo pelos árbitros

Não há dúvida, assim é muito mais FÁCIL ganhar os jogos e campeonatos!

Os árbitros com receio da "JARRA", pois se estiverem inactivos, não forem nomeados para dirigir os jogos, não ganham ($), os juízes do apito procuram agradar a quem controla a arbitragem (CA), por conseguinte, como sabem que são os actuais dirigentes benfiquistas que influenciam as nomeações, evidentemente que tratam de agradar aos acima mencionados!


































O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol divulgou, este sábado, os árbitros nomeados para os jogos deste domingo da 18.ª jornada da I Liga.

Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto, vai dirigir o encontro entre Paços de Ferreira e Benfica, que está agendado para as 17h30.

O juiz portuense será assistido por Pedro Ricardo Ribeiro e Tiago Leandro, com o quarto árbitro a ser Pedro Campos. Bruno Esteves estará na Cidade do Futebol, em Oeiras, a comandar o vídeoárbitro, auxiliado por Venâncio Tomé.

Árbitro : 
Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto
Assistentes: 
Pedro Ricardo Ribeiro e Tiago Leandro
4º Árbitro : 
Pedro Campos
VAR : 
Bruno Esteves na Cidade do Futebol, em Oeiras, a comandar o vídeoárbitro, auxiliado por Venâncio Tomé.

domingo, 26 de janeiro de 2020

Tribunal das Antas - Uma voz crítica

Embora possa estar de acordo com grande parte do texto abaixo, não posso deixar de lembrar o seguinte:
a) António Oliveira, um accionista de referência da FC Porto-Futebol,SAD e na minha opinião um sério candidato a substituir Pinto da Costa, afirmou recentemente que o FC Porto não arranja melhor treinador do que o Sérgio Conceição.
b) Concordo que esta época a equipa técnica não tem conseguido  obter da equipa A um rendimento consistente de acordo com os objectivos do Clube (direcção, sócios, adeptos), ou seja, sucesso desportivo, conquista de troféus.
c) Mas também sei que se as vitórias não acontecem não é só culpa da equipa técnica, mas também dos dirigentes da FC Porto-Futebol,SAD, e, por conseguinte ao pôr em causa o trabalho de Sérgio Conceição temos também de pedir responsabilidades ao Líder-Mor, o tal "Ícone" que devido à sua idade talvez já se devesse ter reformado, mas que não obstante continua agarrado ao poder, tipo personagem predestinado, sem ninguém à sua (dele) altura para o substituir. Entretanto vai-se enchendo financeiramente, pois os 15 mil euros mensais dão-lhe muito jeito, daí a dificuldade em abdicar de tal privilegio.


Aí está ele, o Messias que saiu a mal de quase todos os clubes onde esteve. Aí está o Messias para quem a culpa é sempre dos outros, e nunca sua, porque ele veio para Ensinar e não para Aprender.
Estava a demorar, mas ontem finalmente, Sérgio Conceição mostrou o seu lado mais genuíno. Aquele lado que o leva a proteger-se a todo o custo, mesmo que para isso tenha de culpar os outros daquilo que é da sua responsabilidade.
Ficamos ontem a saber que a culpa de a equipa estar a jogar tão mal nestas temporadas, não é dele, é por causa da falta de união no clube.
Afinal de contas, os treinos não servem para nada, porque uma ou duas pessoas no clube não dizem Ámen a tudo o que o Messias, o Pedroto 2.0 (perdoa-os Mestre...), faz.
Nós jogamos mal, porque uma ou duas pessoas dentro do clube, não dizem que jogamos bem, quando não jogamos uma merda.
Para o Messias, o Porto estava bem sendo uma ditadura, onde tudo teria de girar à sua volta.
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", quando teve à sua disposição o maior orçamento na história do clube?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se foi com ele que o clube mais gastou em transferências numa temporada?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se a direcção lhe deu poderes que não deu a mais nenhum treinador, na história do nosso clube?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se depois de ter sido eliminado pelo poderoso Krasnodar, a direcção ainda o defendeu?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se depois de ter perdido um campeonato que chegou a liderar com 7 pontos de vantagem, a direcção lhe deu o poder que teve/tem esta temporada?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se o clube deixou sair o Mário Silva, porque o Messias agora manda na equipa A, na equipa B e nos Sub19, com os resultados que temos visto nestes 3 escalões?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se o clube transformou o espaço de debate, numa versão de cartilha azul e branca, onde quem não diz que o Messias é o maior, é arrumado?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se o clube permitiu que ficasse com 2 jogadores em final de contrato (Herrera e Brahimi), prejudicando e muito a vertente financeira?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se o clube foi buscar um jogador que daqui saiu a custo zero há um par de temporadas (Marcano), tendo jovens valores com muito mais potencial nas suas fileiras?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se o clube permitiu que ficasse com Marega após uma temporada onde teve uma valorização exponencial, e propostas que jamais se repetirão?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se o clube lhe deu carta branca para contratar jogadores, que ele próprio depois desaproveita, com decisões incompreensíveis?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se não foi despedido depois de quase agredir um adepto do próprio clube?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se depois de insultar várias vezes os adeptos que não comem este tascobol, a direcção nada disse?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se continuou a ter apoio da direcção, mesmo depois de ter mandado calar Francisco J. Marques, a quem deveria estar muito agradecido pelo título que conquistou?
Como pode o Messias queixar-se de falta de união e dizer que é difícil trabalhar em "determinadas condições", se tem a lata de dizer que os adeptos que pagam não podem reclamar por espectáculo, e a direcção continua a apoiar-lhe?
E ontem ainda teve a suprema lata de dizer que no seu segundo ano cá, não ganhou por "falta de verdade desportiva". Tem toda a razão nisso, mas o que é que ele fez, enquanto o adversário era levado ao colo? Insurgiu-se contra isso? NÃO, calou-se bem calado, dizendo que no final da temporada ia falar. Falou? Ainda estou à espera.
A SAD tem muita culpa, mais do que o Messias, mas esta temporada fizeram tudo o que o Messias queria, deram-lhe tudo o que pediu. Não é por culpa da SAD que jogamos um futebol de MERDA. Ao contrário do que já andam por aí a dizer os defensores do Messias, o nosso plantel não é mau, o Messias é que faz maus todos os jogadores.
Tirando Marega na primeira temporada, lembram-se de algum jogador que tenha valorizado com o Messias como treinador???
Este ano temos um jovem que quase sempre mostra dotes inigualáveis no plantel, falo de Luis Díaz, e que faz o Messias? Mete-o no banco, para ver brilhar o grande Marega, o afilhado Mor. Aquele que se recusou a treinar há uns tempos atrás.
Gastamos um dinheiral em Zé Luís, com um episódio tão caricato como ridículo de o treinador e o Presidente ligarem em directo para um programa de televisão a dizer que o clube o queria, e depois de começar bem a temporada, onde está Zé Luís agora? A aquecer do lado de fora.
Uribe, outra grande contratação, já é visto como mau, ele que quando chegou tomou conta do nosso meio-campo. Mas coincidência ou não, quanto mais tempo passou a treinar com o Messias, mais desaprendeu de jogar...
Parabéns Messias, dono e senhor de toda a verdade. Bate mais uma ou duas vezes no peito, para enganar aqueles mais ingénuos que dizem a plenos pulmões que és portista, aliás mais portista que muitos portistas, e continuarás a ter o apoio de muitos.
Por mim podes continuar a bater no peito, a mostrar-te forte contra os fracos e pequeninos como o Nakajima. Muito mérito tiveste na primeira temporada, mas o que trouxeste nesse ano, já há muito se perdeu.
Como pode esta pessoa ter sido o treinador com o maior apoio, de longe, de que me lembro de ver no nosso clube? Só porque bate no peito e faz cara feita?
3 Finais perdidas! Eu ainda sou do tempo em que um Presidente de um determinado clube, dizia que as finais não se jogam, ganham-se...
Para os mais distraídos, o clube que já não anda nada bem de finanças, hipotecou completamente o seu futuro, com este Messias. Dando-lhe o maior orçamento, e também a capacidade de gerir contratações e dispensas. Jogadores que saíram ao preço da uva mijona brilham agora noutros clubes, e os nossos têm um valor de mercado baixíssimo. Antevejo uma pré-temporada penosa, onde vamos ter de vender muitos jogadores, para conseguir equilibrar as contas desta temporada desastrosa. O que antes conseguíamos com a venda de 2 ou 3 titulares, este ano vamos ter de vender o dobro, quase de certeza incluindo alguns jovens.
Dito isto, eu quero sempre que o meu clube ganhe, só não como gelados com a testa, e não consigo estar do lado daqueles para quem temos de apoiar até ao fim, porque ainda há coisas para ganhar.
Apoiarei sempre o meu clube, mas com este Messias antevejo mais noites mal dormidas que sorrisos, e vendo que mesmo assim continua a ter tantos e acérrimos defensores, deixa-me ainda mais doente.
P.S. Desculpem o longo texto, mas hoje mal dormi a pensar no nosso clube, a pensar no que esta personagem disse ontem. Certamente esqueci-me de mais alguma coisa, mas é o que sinto, o que sinto há muito tempo.

Sérgio Conceição e Pinto da Costa a decepcionar...?

Intrigante, as declarações de Sérgio Conceição:
a) Na 1ª época, houve falta de recursos para contratar reforços
b) Na 2ª época, ausência de verdade desportiva (Benfica a controlar arbitragem)
c) Esta época diz Sérgio que existe falta de união fora e dentro do Clube...!
Querem lá ver que a responsabilidade do FC Porto jogar mal é dos adeptos...!
Entretanto Pinto da Costa em mais do mesmo apoia o treinador...!
Se a situação continuar a descambar para o torto como vai ser...?

Álvaro Magalhães e Paulo Baldaia

Álvaro Magalhães                                                                                                               







































O que une são as vitórias by Paulo Baldaia


FC Porto: os motivos da desunião e...

Quais os motivos da falta de união...? Pinto da Costa apoia Sérgio Conceição







































Rescaldo do jogo em Braga









Pinto da Costa apoia Sérgio Conceição mas...

Jorge Nuno como é seu costume decidiu apoiar Sérgio Conceição não obstante o descontentamento que grassa entre os adeptos (super dragões?) já há algum tempo devido a exibições pouco consistentes da equipa principal. E agora pergunta-se:
a) E se tal como as coisas estão, acontecer um dos piores cenários e as coisas correrem mal, os dragões fracassarem em todas as competições?
b) É que atendendo às últimas exibições da equipa não será difícil de prever um desfecho de total fracasso.
c) Na minha opinião o presidente do FC Porto está a tentar motivar o líder da equipa técnica e os jogadores, mas é evidente que só com conversa não se vai a lado nenhum: é preciso menos folgas e mais trabalho para se obter resultados.
d) Pessoalmente entendo que Pinto da Costa está a arriscar demasiado e oxalá que não, que se trate de apenas um chuveiro e não duma tempestade que acabaria por pôr em causa todo o trajecto até aqui do presidente e que um dia em vez de sair pela porta grande saia pela porta pequena...!


Adeptos recebem F.C. Porto no Dragão com insultos e assobios
Apesar dos inúmeros insultos, pedidos para o treinador Sérgio Conceição se demitir e para que fosse falar com os adeptos, a saída do plantel e da equipa técnica foi feita sem complicações, cerca da 1 hora da madrugada.
O treinador do F.C. Porto, Sérgio Conceição, falhou no sábado a conferência de imprensa após a derrota na final da Taça da Liga abandonando o estádio ao lado do presidente Pinto da Costa.
O Sporting de Braga venceu no sábado o F.C. Porto, por 1-0, no jogo da final da Taça da Liga de futebol, disputado em Braga, com um golo de Ricardo Horta aos 90+5 minutos.
"Nós temos de olhar para dentro. É preciso responsabilidade coletiva. Não estou a falar do grupo de trabalho, é toda a gente. É difícil trabalhar em determinadas condições", afirmou Conceição.
O presidente do F. C. Porto, Pinto da Costa, mantém "total confiança" nos jogadores e em Sérgio Conceição, segundo a "newsletter" do clube, deste domingo.
A nota refere que Pinto da Costa "esteve ontem [sábado] reunido com a equipa, no balneário, e deixou uma mensagem clara: tem total confiança nos jogadores e no treinador e acredita que terça-feira será dada uma demonstração de força no jogo frente ao Gil Vicente". Lê-se ainda que "o F. C. Porto está envolvido em três competições e todos no grupo seguirão juntos até ao fim".

Sérgio Conceição coloca o lugar à disposição do Presidente

Devido a ter sido surpreendido pelas anormais declarações actuais de Sérgio Conceição... Eis a manifestação da minha estranheza...
O descontentamento actual do líder da equipa técnica
Segundo Sérgio Conceição: na sua 1ª época o défice financeiro não permitiu contratar reforços a seu contento. Na 2ª (declarou agora) não houve verdade desportiva devido às arbitragens! Agora  na 3ª declara que não há união no F.C. Porto...?!
Espera-se que Sérgio Conceição desmistifique e que pelo menos informe a direcção do Clube dos motivos que o levaram a produzir publicamente tais afirmações. É que quando afirmações deste tipo são feitas em público, algo inusitado no FC Porto, um clube que habituou os seus adeptos a que os os problemas se resolviam dentro de portas sem provocar confusão no exterior! E é por isso que constato que é bastante estranho que o líder da equipa técnica tenha vindo agora fazer as bombásticas declarações que fez. Quais serão as razões da falta de união, pergunta-se...?! Eis aqui algo que vai colocar em alvoroço todos os sócios e adeptos portistas. Para já, a mim não me parece, que tenham sido os adeptos a provocarem a tal falta de união! Pois não acredito que tenham sido os sócios e demais adeptos a provocar este desfecho, mesmo admitindo que, por vezes, tenham sido algo críticos, e produzido firmações controversas do tipo "ele não é dono do FC Porto, em algumas situações.

sábado, 25 de janeiro de 2020

Demérito do FCP e Godinho a fazer inclinar o campo para o Braga

Dragões perderam este sábado a final da competição por 1-0, frente ao S C Braga.
Com algum demérito do FCP e Godinho no capítulo disciplinar a fazer inclinar o campo para o lado do SC Braga.

E assim, com mais esta derrota, Sérgio Conceição diz adeus (a mais um troféu) à Taça da Liga.
Ricardo Horta 95'

Final da Taça da Liga (19h45), no Estádio Municipal de Braga

Ficha oficial do jogo - Estádio da Pedreira - 25 de Janeiro de 2020

Árbitro: Luís Godinho da Associação de Futebol de Évora
Assistentes: Rui Teixeira e Valter Rufo
4º Árbitro: Cláudio Pereira
VAR: Tiago Martins, assistido por Artur Soares Dias e Rui Licínio

SC BRAGA : 1Matheus
3Vítor Tormena 56', 34Raul Silva, 5Sequeira, 47Ricardo Esgaio
60João Palhinha 90', 36Bruno Viana, 27Fransérgio, 21Ricardo Horta
20Paulinho, 90Galeno 50'

SUPLENTES : 12Tiago Sá, 11Diogo Viana, 13Wallace 56'
17João Novais 90', 7Wilson Eduardo, 77Trincão 50', 18Rui Fonte

TREINADOR : Rúben Amorim

FC PORTO: 31Diogo Costa
17Tecatito, 19Mbemba, 5Marcano, 13Alex Telles
22Danilo Pereira 74', 27Sérgio Oliveira 72', 25Otávio
11Marega 78', 29Soares, 7Luis Díaz

SUPLENTES : 32Agustín Marchesín
18Wilson Manafá 78', 4Diogo Leite, 8Romário Baró 72'
16Matheus Uribe 74', 77Vítor Ferreira, 9Aboubakar

TREINADOR : Sérgio Conceição

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Jorge Sousa condicionado por Filipe Vieira e seus comparsas

A equipa de arbitragem de Jorge Sousa já vai para os jogos condicionada pelas críticas (falsidades) de Luís Filipe Vieira e seus comparsas, o resultado foi um dos fiscais de linha do árbitro assinalar uma grande penalidade falsa como "Judas" a favor do Vitória de Guimarães.