terça-feira, 22 de junho de 2021

Comunicado do FC Porto sobre o Basquetebol

Direcção do FC Porto reuniu-se nesta segunda-feira para deliberar sobre o futuro da secção de basquetebol

A Direcção do FC Porto reuniu hoje, extraordinariamente, para deliberar sobre o futuro da secção de basquetebol, na sequência dos graves acontecimentos que marcaram a final do Playoff do campeonato nacional da modalidade.
Tendo em conta a gravidade dos erros de arbitragem cometidos em prejuízo do FC Porto no quinto jogo dessa final, e considerando o impacto que esses erros tiveram na atribuição do título campeão nacional, a Direcção decidiu que na próxima temporada o FC Porto não comparecerá em qualquer jogo para o qual sejam nomeados os árbitros envolvidos nestas decisões, sem prejuízo, caso isso venha a acontecer, de suspender a participação na Liga Portuguesa de Basquetebol.
Esta deliberação foi tomada levando em consideração a tradição da modalidade no clube, os seus adeptos e o comportamento de todo o plantel e equipa técnica em defesa dos superiores interesses do FC Porto.

A Direcção do FC Porto

domingo, 20 de junho de 2021

Os brinca na areia tuga esmagados pelos Panzers Alemães

Grandes diferenças!
Na selecção alemã todos são óptimos a defender, a atacar e têm um estofo físico enorme... Os "brinca na areia" portugueses gostam muito de se recrear com a bola mas revelam (alguns) pouca disponibilidade (predisposição) para correr atrás dela (bola)...!!
Um exemplo : Renato Sanches, a sua irreverência, o seu exemplo chegou tarde...!!

sexta-feira, 18 de junho de 2021

1922 - FC Porto 1º campeão português de futebol

Aconteceu
A 18 Junho de 1922, no campo do Bessa, o FC Porto derrotava o Sporting após prolongamento (3-1) e conquistava a primeira edição do Campeonato de Portugal, ou seja, tornava-se o primeiro campeão nacional da história do futebol português. 50 anos mais tarde, em 1972, nas Antas, o clube homenageou os heróis desta vitória pioneira, da qual restavam apenas três sobreviventes. João de Brito, o capitão e o marcador de um dos golos decisivos, lembrou os dias de glória num discurso emocionado: “O que nos festejaram e nos felicitaram! O que nos disseram e de nós escreveram! E a popularidade de que nos cercaram!”. Nunca foram e nunca poderão ser esquecidos.

segunda-feira, 7 de junho de 2021

Parabéns Nuno Pimentel e equipa dos Sub-15 do FC Porto

 Os nossos mais pequenos são bem grandes. Ontem, os Sub-15 foram ao Sul vergar o Sporting por inequívocos 3-0 e manter o registo imaculado no Torneio Nacional de Juniores C. Nos cinco jogos realizados desde o reatar do futebol de formação, a equipa de Nuno Pimentel soma cinco vitórias, 18 golos marcados e nenhum sofrido. O triunfo dos jovens portistas no clássico mereceu, inclusive, uma mensagem de parabéns por parte de Toni Martínez.

domingo, 6 de junho de 2021

Panzers alemães derrotam os "brinca na areia" portugueses

Campeonato do Mundo Sub-21 - Os panzers alemães derrotaram os miúdos (brinca na areia) portugueses.

Nmecha que já jogou pelos Sub-19 ingleses e agora pelos Sub-21 alemães
Qualidade técnica temos somos brinca na areia.
Aos sub-21 portugueses faltou estofo físico e capacidade de choque para aguentar os Panzers alemães que praticam um futebol eminentemente físico. Os avançados alemães (muito rápidos e resistentes) são bons a defender e conseguem pressionar os adversários logo no início da construção das jogadas destes.

Nmecha o marcador do golo dos alemães devia ter visto o vermelho directo quando descaradamente nas barbas do árbitro atropelou nitidamente Fábio Vieira que numa jogada altamente prometedora se ia a isolar.





















Os melhores portugueses
Diogo Costa, sem ele a selecção portuguesa Sub-21 teria sido esmagada.
Defesa: Diogo Dalot, Diogo Queirós e Diogo Leite
Meio campo: Vitinha enquanto jogou, mas principalmente Daniel Bragança 
Ataque: Fábio Vieira e Francisco Conceição
Os outros nem é bom falar dada a sua (deles) inoperância.

quinta-feira, 3 de junho de 2021

Basket - "Erros claros, óbvios e sistematicamente para o mesmo lado"

FC Porto atira-se à arbitragem: "Erros claros, óbvios e sistematicamente para o mesmo lado"

Depois das críticas de Vítor Hugo e Moncho López, o clube também reagiu.
O Sporting sagrou-se campeão nacional de basquetebol na quarta-feira, ao vencer o FC Porto na negra da final do play-off, e o final da partida ficou marcado por protestos veementes do lado azul e branco, que reclamaram uma suposta falta não assinalada sobre Garrett Nevels, antes do lance que acabaria por resultar nos pontos decisivos para os leões.
Esta quinta-feira, através da Newsletter "Dragões Diário", o clube azul e branco lembra as críticas de Vítor Hugo, director da modalidade, e de Moncho López, treinador, falando em "erros de arbitragem claros e óbvios".
"Mais difícil, se não mesmo impossível, é o FC Porto vencer títulos quando os erros de arbitragem são claros, óbvios e cometidos sistematicamente para o mesmo lado. Foi o que aconteceu ontem, na negra do campeonato de basquetebol, entregue ao Sporting no último segundo do jogo. Vítor Hugo, director da modalidade, não tem dúvidas sobre o que se passou: 'Foi das maiores roubalheiras a que assisti. Uma roubalheira monumental'. (...) Não admira, por isso, que também o capitão Miguel Queiroz, reconhecido por todos como um exemplo de desportivismo e tranquilidade, não tenha conseguido calar a indignação perante 'a maior vergonha' que já viu, que o deixou a ele e aos colegas 'completamente desolados'. Em poucas palavras, o que se passou foi muito simples: 'Gozaram connosco', atira o FC Porto.

Director do basquetebol do FC Porto fala em "roubalheira" e anuncia reunião na próxima semana
Vítor Hugo, director do basquetebol do FC Porto, foi muito crítico com a arbitragem do jogo frente ao Sporting, que deu aos leões o título de campeão.
O director do basquetebol do FC Porto, Vítor Hugo, fez duras críticas à arbitragem do jogo desta quarta-feira entre os dragões e o Sporting. O dirigente considera que os azuis e brancos foram prejudicados e diz que será preciso repensar se vale a pena continuar com a modalidade.
"Esta fase final foi marcada por decisões polémicas e sempre contra o FC Porto. O que se passou hoje foi uma das maiores roubalheiras a que eu já assisti. Pela quantidade de mensagens que tenho recebido, não só do presidente, mas de toda a direcção, que está solidária com a equipa, e também de jogadores de outras equipas, alguns até de rivais, fica espelhado o espanto de todos pelo que aconteceu. Foi gravíssimo o que se passou hoje aqui, foi uma roubalheira monumental e isso tem de ter nomes. Não é só de hoje, hoje foi o culminar, é inacreditável. Temos de repensar a modalidade e vamos ter uma reunião na próxima semana para saber se vale a pena continuar. Recuso-me a dar os parabéns ao Sporting. Fui eu que pedi aos jogadores para saírem do ringue. O que se passou hoje é uma vergonha e essa vergonha tem nomes", vincou em declarações à FC Porto TV.

Miguel Queiroz reage nas redes sociais: "Hoje gozaram connosco e com o trabalho de uma época"
Miguel Queiroz, capitão da equipa de basquetebol do FC Porto, recorreu às redes sociais para mostrar indignação pela arbitragem do jogo desta quinta-feira, frente ao Sporting.
Pouco depois do final do jogo no Pavilhão João Rocha, que consagrou o Sporting como novo campeão nacional de basquetebol, Miguel Queiroz, capitão do FC Porto, recorreu às redes sociais e expressou indignação pelo que considera ter sido uma arbitragem que prejudicou os azuis e brancos.
"Estou sem palavras para o que se passou hoje! A maior vergonha que vi em toda a minha vida! Peço desculpa a todos os que gostam de basket e de desporto pelo que acabaram de assistir! Hoje gozaram connosco e com o trabalho de uma época inteira. Tenho os meus colegas completamente desolados e não consigo suportar não poder fazer rigorosamente nada", escreveu no Instagram.

Basket - Moncho López O que aconteceu é inadmissível

Moncho López: "O que aconteceu é inadmissível. Faz-me pensar que foi intencional"
Declarações de Moncho López, treinador do FC Porto, após a derrota com o Sporting, que ditou o título de campeão nacional de basquetebol para os leões.
O jogo: "Como é evidente, é difícil opinar neste momento e não deixar sair cá para fora as coisas que pensei e penso. Estou tranquilo. Primeiro, quero dar os parabéns aos meus atletas, pois muitos disseram que o Sporting ia ganhar 3-0 na final e não foi. Demonstrámos até ao último segundo do último jogo que tínhamos capacidade para sermos campeões numa época muito difícil por muitas circunstâncias. Parabéns também ao Sporting por ter lutado até ao fim e por ter feito o que fez para contrariar a nossa capacidade competitiva, que foi muito elevada na final."
Críticas: "Estou há muitos anos em Portugal e já vi coisas que gosto muito e outras que gosto menos, mas o que aconteceu hoje é algo inadmissível. Foi uma arbitragem que mostrou uma clara tendência de prejudicar a nossa equipa e podemos ficar com a jogada final: há uma falta que não se apita sobre um jogador nosso e que nos dava a possibilidade de ir para a linha de lance livre e vencer o jogo. Quem sabe o que aconteceria depois, mas é inacreditável que não se apite aquela falta. Houve um critério desigual durante todo o jogo, o que me faz pensar que foi intencional. Custa, sobretudo quando falamos de árbitros deste nível, internacionais, mas com a frieza que estou a falar podemos ir atrás na série, a outros jogos. Muitas vezes sentimos que havia a tendência de apitar com critérios díspares. Isto é um fraco favor ao basquetebol português, suja a modalidade e põe em causa muitas coisas. Quem percebe de basquetebol, como eu, não ficará só com o lance final."
Terceiro mundo: "O que aconteceu faz-me lembrar campeonatos de terceiro mundo, nos quais há estratégias para prejudicar um determinado clube. Não quero falar demais, pois se disser tudo o que penso se calhar até estou a cometer um crime. O que tenho de dizer é que o FC Porto e os seus adeptos merecem mais respeito. Isto foi uma falta de respeito muito grande à instituição e à massa adepta portista, além de ser um atentado à modalidade."

FC P - Newsletter- Arbitragem do 3º mundo no Basket

Bem mais difícil, se não mesmo impossível, é o FC Porto vencer títulos quando os erros de arbitragem são claros, óbvios e cometidos sistematicamente para o mesmo lado. Foi o que aconteceu ontem, na negra do campeonato de basquetebol, entregue ao Sporting no último segundo do jogo. Vítor Hugo, diretor da modalidade, não tem dúvidas sobre o que se passou: “Foi das maiores roubalheiras a que assisti. Uma roubalheira monumental”.

Moncho López também assinalou o “critério desigual durante todo o jogo”, que o levou a “pensar que foi intencional”. O treinador destacou que o FC Porto, a quem muitos prognosticavam uma derrota por 3-0 nesta final, discutiu o título “até ao último segundo do último jogo”, e só não o venceu por causa de acontecimentos que estiveram ao nível de “campeonatos de terceiro mundo”.

Não admira, por isso, que também o capitão Miguel Queiroz, reconhecido por todos como um exemplo de desportivismo e tranquilidade, não tenha conseguido calar a indignação perante “a maior vergonha” que já viu, que o deixou a ele e aos colegas “completamente desolados”. Em poucas palavras, o que se passou foi muito simples: “Gozaram connosco”.

terça-feira, 1 de junho de 2021

Rui Jorge sem dúvidas: "O Vitinha é um jogador tremendo"

Após a vitória da Selecção de sub-21 sobre Itália (5-3), Rui Jorge elogiou as qualidades de Vítor Ferreira e Dany Mota.
Prolongamento pode criar dificuldades? "Eu creio que Espanha também teve prolongamento. Independentemente disso, acho que não será um fator crucial. Sobre Dalot e Tomás Tavares, já jogámos assim na Selecção, já jogámos várias vezes com o Tomás à esquerda, faz muito bem essa posição, foi meramente uma opção minha, podia ser ao contrário, achei que assim seria melhor, podíamos jogar com os dois."
Dany no lugar de Trincão? "Não fez exactamente esse lugar, com o Trincão na frente fazemos um sistema de forma simétrica, o Trincão encosta mais à direita, o Dany joga mais em zona central. Ele e o Gonçalo Ramos fizeram um grande jogo. Trabalharam imenso. Claro que gostávamos de ter aqui o Trincão, o Thierry e os que não puderam vir, mas tudo isso serve para abrir espaço para outros jogadores. O Ramos fez um belo jogo com a oportunidade que teve, temos um ponta de lança com um estilo diferente daqueles que normalmente temos na Selecção."
Dificuldades contra Itália: "Eu tinha dito que Itália é extremamente agressiva, é difícil jogar contra eles, têm as melhores médias em termos de tirar a bola ao adversário. Sofremos um golo a acabar, que pesa um bocadinho, mas acabámos por reagir. Acho que a situação que decorre da nossa vantagem em termos de resultado é que não foi bem aproveitada da nossa parte. A equipa adversária começa a vir buscar mais, temos mais espaço na frente e podíamos ter feito melhor. Estar sujeito à pressão defensiva parece uma coisa normal, ainda mais com jogadores da qualidade da equipa italiana."
Elogios a Vítor Ferreira: "O Vitinha é um jogador tremendo, de um nível 'superior alto'. Mas é mais um elemento, se ele faltar teremos que o substituir. Por alguma coisa tem sido invariavelmente titular connosco, reconheço-lhe muita qualidade e espírito colectivo. Defensivamente, não consigo concordar com a apreciação, terei que ver melhor o jogo. Mas, em relação às mudanças, gostei do jogo. Não estivemos desequilibrados, defensivamente só fiquei ligeiramente preocupado quando não estávamos a conseguir lidar com o que queríamos fazer."
Sobre Dany Mota, que bisou: "O Dany tem feito um percurso extraordinário connosco. Não é um jogador muito elegante, daqueles jogadores que chame muito a atenção, mas é muito valioso para um treinador e para uma equipa. Voltou a fazer mais um grande jogo e ajudou em muitos momentos, ofensiva e defensivamente. É fortíssimo no jogo aéreo, apesar de não ter uma estatura muito elevada e trabalha de uma forma tremenda lá na frente e tem golo e hoje fez um golo fabuloso".

FC Porto - Notícias

A campanha europeia do FC Porto continua a dar que falar pelos melhores motivos. Terminada mais uma edição da maior prova de clubes do mundo, a UEFA anunciou que Sérgio Oliveira integra a equipa All Star e nomeou o golo de Mehdi Taremi ao Chelsea para o prémio de melhor da Liga dos Campeões. O portista de Paços de Brandão tem a companhia de centrocampistas como Kevin de Bruyne, N’Golo Kanté e Luka Modrić, enquanto que o iraniano concorre com Lionel Messi, Neymar, Benzema ou Kylian Mbappé, entre outros. Além do nosso habitat natural, a Champions é o algodão do futebol. Costuma dizer-se que o algodão não engana…

A proeza de Francisco Conceição
Entretanto já se disputaram os “quartos” do Campeonato da Europa de Sub-21. Concluído o grupo D no primeiro lugar, a selecção nacional bateu ontem a Itália (5-3) com o contributo de cinco Dragões. Além de Diogo Costa, Diogo Leite, Romário Baró - duas assistências nos 33 minutos que esteve em campo -, Fábio Vieira e Francisco Conceição - que fechou a contagem em grande estilo -, houve mais um trio formado no Olival (Diogo Queirós, Diogo Dalot e Vítor Ferreira) a ser utilizado por Rui Jorge. João Mário era elegível e esteve na ronda inaugural em Março, mas desta feita foi excluído da convocatória para a fase a eliminar. Nas meias-finais (quinta-feira, 17h00) os jovens lusos têm encontro marcado com a Espanha em Maribor.

sexta-feira, 28 de maio de 2021

FC Porto - Aconteceu em 1952

Neste dia, em 1952, o FC Porto inaugurava o Estádio das Antas. Este novo e imponente recinto substituía o campo da Constituição, que já era pequeno para tanto portismo. O Presidente da República assistiu ao festival de abertura das Antas, que contou com desfiles de atletas das várias modalidades e de velhas glórias do clube, e também com um Boavista-Salgueiros e com um FC Porto-Benfica. Nesse dia, os lisboetas até levaram a melhor, mas, dois anos depois, o FC Porto fez o mesmo na inauguração do Estádio da Luz. O Estádio das Antas foi a principal casa dos Dragões durante 52 anos, que puderam lá festejar uma Taça Intercontinental, uma Taça dos Clubes Campeões Europeus, uma Taça UEFA, uma Supertaça Europeia, 16 campeonatos nacionais, 12 Taças de Portugal e 13 Supertaças.