sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Futebol - FC Porto na Champions League

A 25.ª participação do FC Porto na maior e melhor competição de clubes do mundo começou com um nulo em Madrid, diante do campeão espanhol Atlético, mas todos sabemos que o desfecho poderia perfeitamente ter sido outro. Essa é, aliás, a visão da generalidade da imprensa internacional, que se multiplica em elogios à performance portista no Wanda Metropolitano. A forma estoica como o FC Porto se bate na Liga dos Campeões, época após época ao longo das últimas três décadas, devia ser caso de estudo.

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Champions League Ecos da imprensa internacional

A Imprensa internacional não passou ao lado da decisão e a ESPN até falou em... "blooper" (erro).
Champions League : Atlético x FC Porto dirigido pelo juíz do apito romeno Ovidiu Hategan
VAR: italiano Marco Di Bello auxiliado por AVAR: francês Jerôme Brisard
O árbitro escutou as indicações do VAR e considerou que houve toque com a mão do avançado iraniano, invalidando aquele que seria o 1-0 para os dragões.


De casa
Ontem, na casa do campeão espanhol, aconteceu ao FC Porto o mesmo que na temporada passada quando enfrentou os futuros campeões de Inglaterra e da Europa: perante um adversário teoricamente favorito e com muito maior capacidade financeira, conseguiu ser melhor em muitos momentos, fez o suficiente para justificar um resultado melhor do que o que obteve e teve o azar de, como afirmou Sérgio Conceição, a equipa de arbitragem ter sido a que esteve “menos bem” das três que entraram em campo.

No jogo de estreia no grupo da morte da competição de clubes mais prestigiada e difícil do planeta, o FC Porto empatou a zero com o Atlético e saiu de Madrid com “um ponto conquistado” que não deixou ninguém da equipa completamente satisfeito. A vitória só foi travada por uma sucessão de azares – como uma bola ao ferro de Otávio e uma eventual mão involuntária de Taremi num lance em que marcou depois de ter sido derrubado por Oblak –, mas a competitividade da equipa perante as adversidades voltou a ficar demonstrada e abre boas perspetivas para o futuro.

Para Sérgio Conceição, a “frustração” que todos sentiram no final do encontro é um testemunho do “bom jogo” protagonizado pela equipa, que levou o treinador a “realçar o trabalho dos jogadores naquilo que foi a estratégia” para um desafio pautado por “muito equilíbrio”.

Entre os jogadores, as ideias foram parecidas e resumidas por Diogo Costa: “Um ponto é melhor do que nada, mas nesta casa só se pensa em ganhar”. Por isso mesmo, Grujic até assumiu alguma dificuldade em definir o que sentia – “Não sabemos se devemos estar felizes ou não” –, enquanto Toni Martínez salientou que “o FC Porto está à altura das grandes equipas que há no grupo”.

Na Youth League, o domínio total do FC Porto sobre o Atlético de Madrid resultou numa vitória por 2-1, com golos de Diogo Abreu e Rodrigo Pinheiro que pode ver ou rever aqui. Frente a um adversário que as casas de apostas consideravam favorito, a única equipa portuguesa a já ter tido capacidade para se sagrar campeã da Europa nesta categoria voltou a expor categoricamente a qualidade dos atletas formados entre a Constituição e o Olival.

Atl.Madrid x FC Porto-Árbitro caseiro Ovidiu Hategan Roménia

O desempenho do romeno Ovidiu Hategan
No capítulo disciplinar foi sempre permissivo para com os de Madrid e excessivamente rigoroso para com os visitantes e na dúvida decidiu sempre a favor da equipa da casa (Atlético de Madrid), e contra os portistas.
Mbemba foi expulso no último minuto do tempo de compensação, por falta sobre Griezmann em zona perigosa em tudo semelhante ao lance de Felipe com Otávio que o árbitro admoestou com o cartão amarelo.

Os azuis e brancos foram quem esteve mais perto de ganhar: uma bola ao poste de Otávio e um golo anulado a Mehdi Taremi - vítima dum grande infortúnio e do apito leve de Ovidiu Hategan, sempre contra os azuis e brancos.

Análise à equipa azul e branca
Na defesa sobressaiu Diogo Costa com uma actuação a merecer os maiores elogios
Tendo sido acompanhado de perto pelos quatro defesas.
Os médios no meio campo idem aspas.
Quanto aos avançados também tiveram muito mérito e influência no resultado do jogo pelo que lutaram e ajudaram a equipa a defender e a atacar.


Ficha oficial do jogo- Estádio Wanda Metropolitano - 15 de Setembro de 2021














Árbitro: Ovidiu Hategan (Roménia)
Assistentes: Radu Ghinguleac e Sebastian Gheorghe
4º Árbitro: Radu Petrescu
VAR: italiano Marco Di Bello.
AVAR: francês Jerôme Brisard

ATLÉTICO DE MADRID :13Jan Oblak
2José María Giménez, 18Felipe 75', 22Mario Hermoso 56', 14Marcos Llorente
4Kondogbia, 6Koke 56', 11Thomas Lemar 36', 21Yannick Carrasco
9Luis Suárez, 7João Félix 56'

SUPLENTES : 1Benjamin Lecomte, 24Vrsaljko, 23Trippier 36', 12Renan Lodi 56'
10Correa 56', 16Héctor Herrera 75', 19Matheus Cunha
8Griezmann 56', 5Rodrigo De Paul

TREINADOR : Diego Simeone

FC PORTO . 99Diogo Costa
17Tecatito, 19Mbemba, 3Pepe 54', 12Zaidu 45'
16Marko Grujic, 8Matheus Uribe 66', 25Otávio
29Toni Martínez 66', 9Mehdi Taremi, 7Luis Díaz 84'

SUPLENTES :14Cláudio Ramos, 23João Mário, 18Wilson Manafá
22Wendell 45', 5Marcano 54', 20Vítor Ferreira 66', 28Bruno Costa
50Fábio Vieira, 27Sérgio Oliveira 66', 10Francisco Conceição
11Pepê 84', 30Evanilson

TREINADOR :Sérgio Conceição

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Cláudia Santos presidente do CD da FPF impõe a Lei da Rolha

Cláudia Santos benfiquista fanática e presidente do Conselho de Disciplina da FPF impõe ao FC Porto a Lei da Rolha... Mesmo estando cobertos de razão os portistas não se podem queixar que são logo indecentemente multados...!

A Liga publicou as decisões após reunião do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na reunião desta terça-feira. Destaque-se que, no âmbito do Processo Disciplinar n.º 48-20/21, a SAD do FC Porto e Francisco J. Marques foram multados em mais de 16 mil euros: 8.570,00 e 7.650,00, respectivamente.

Champions League - Pre-Match FC Porto Convocados

Ontem, o plantel principal do FC Porto trabalhou pela última vez no Olival antes da viagem para Madrid, onde joga mais logo (20h00, TVI e Eleven Sports). Marchesín foi o único a constar no boletim clínico (tratamento e ginásio).
Convocados do FC Porto, 24 jogadores:
Diogo Costa, Cláudio Ramos e Francisco Meixedo (guarda-redes); Pepe, Marcano, Luis Díaz, Matheus Uribe, Mehdi Taremi, Francisco Conceição, Pepê, Zaidu, Marko Grujic, Tecatito Corona, Wilson Manafá, Mbemba, Vítor Ferreira, Wendell, João Mário, Otávio, Sérgio Oliveira, Bruno Costa, Toni Martínez, Evanilson e Fábio Vieira.

terça-feira, 14 de setembro de 2021

O cúmulo do cinismo do Sporting de Varandas e...

O cúmulo do cinismo do Sporting de Varandas e seus acólitos

E logo os viscondes do Varandas (verdes por fora e vermelhos podres por dentro) a considerarem o sarrafeiro-mor do Coates vítima!! Com juízes do apito estrangeiros o Coates nunca acabava os jogos. Já se esqueceram do SCP - LASK Linz 1-4 em Alvalade no qual Coates foi expulso por ser bom rapaz...?


Champions League Árbitro e Universo Porto...

O Comité de Arbitragem da UEFA designou Ovidiu Hategan (Roménia) para arbitrar o Atlético de Madrid-FC Porto, referente à jornada inaugural do Grupo B da Liga dos Campeões. O jogo realiza-se na quarta-feira, a partir das 20h00 (TVI e Eleven Sports), no Estádio Metropolitano de Madrid.

O árbitro de 41 anos terá como assistentes os compatriotas Radu Ghinguleac e Sebastian Gheorghe, sendo Radu Petrescu, igualmente romeno, o quarto árbitro. Natural de Itália será o videoárbitro Marco Di Bello, que contará com o auxílio do francês Jerôme Brisard (AVAR).

O registo do FC Porto nos jogos apitados por Hategan é francamente positivo. Em cinco partidas ajuízadas pelo médico natural de Arad, os Dragões venceram três - em Borisov, frente ao BATE, e as receções aos alemães do Leipzig e do Schalke 04 -, empataram em casa frente ao Áustria de Viena e perderam pela margem mínima (1-0) em Turim, diante da Juventus.

Para ver
A partir das 23h00 arranca mais um Universo Porto da Bancada. No rescaldo de um fim de semana pródigo em temas de conversa e a menos de 48 horas de mais uma batalha, desta feita no Metropolitano de Madrid, o painel de comentário da FC Porto TV e do Porto Canal vai analisar os temas que envolvem a atualidade desportiva nacional e internacional.

domingo, 12 de setembro de 2021

FC Porto "B" vence com categoria o Mafra

O FC Porto B voltou a vencer na Liga Portugal 2. Desta feita, a vítima dos azuis e brancos foi o Mafra (2-1), que foi vergado com dois mísseis (um de Samba Koné e outro de Zé Pedro) e um contra-ataque mortífero, que resultou num golo de Peglow.
Uma entrada com grande fulgor do FC Porto no primeiro tempo traduziu-se em dois golos com menos de um quarto de hora jogado. Aos 10 minutos, Samba Koné confirmou o que já havia mostrado na pré-época, a sua grande capacidade de finalização, e disferiu um autêntico míssil à entrada da área do Mafra, que deixou o guarda-redes adversário autenticamente pregado ao relvado. Aos 14 minutos, na recarga de um livre directo, depois de uma falta sofrida por Bernardo Folha, Zé Pedro estreou-se a marcar pelos Dragões com um pontapé forte que Miguel Santos não conseguiu impedir que acabasse no fundo das suas redes. Depois de uma afirmação tão forte do FC Porto na partida, só uma força externa à normalidade do futebol poderia equilibrar a partida, e assim foi: Zé Pedro dividiu, ombro a ombro, com Rodrigo Martins um lance dentro da área azul e branca, venceu o duelo por ser mais robusto fisicamente e o árbitro assinalou grande penalidade para espanto geral. Na marcação do penálti, Gui Ferreira marcou e reduziu a desvantagem do Mafra no placar. Com pouco critério da equipa de arbitragem e com várias reclamações de parte a parte sobre decisões duvidosas do juíz da partida fechou a etapa inaugural desta partida da quinta jornada da Liga.
Na etapa complementar, o Mafra entrou mais forte, à procura de igualar a partida, e até enviou uma bola à trave portista (57m), mas o FC Porto soube proteger as suas redes e ainda marcou o terceiro tento, num contra-ataque mortífero, por João Peglow (90m+2), tendo chegado ao final da partida com os três pontos mais do que merecidos.

António Folha líder técnico da FC Porto "B"
“Uma entrada muito forte da equipa, fizemos dois golos, a equipa interpretou bem o que queríamos para o jogo, sofremos o 2-1 e a equipa ficou intranquila, e o Mafra equilibrou. Não adianta vir para aqui dizer que se dominou, a mim o que me diz foi a competência que os meus jogadores tiveram, explorámos bem as debilidades do Mafra, fizemos 3 golos e podíamos ter feito mais cedo o 3-1. O importante é valorizar a atitude, a vitória e dar continuidade ao crescimento destes jovens. Não estou totalmente satisfeito porque acho que podemos jogar melhor, mas o mais importante é ganhar para estes jogadores perceberem a dimensão do FC Porto. Quero construir um grupo coeso, unido, com todos a remar para o mesmo lado. Eles têm que perceber que cada minuto é uma oportunidade de mostrar ao treinador que querem jogar. Estou contente porque eles têm entrado muito bem, são muito competitivos, a concorrência está feroz dentro do grupo e quero que cresça mais. Houve momentos em que nos precipitamos bastante, tivemos fases em que sofremos um bocadinho, o adversário tem qualidade, nunca tinha perdido fora, os meus jogadores estão de parabéns. Mesmo ganhando ou perdendo, não me admira nada que a meio da época a Liga 3 vá ter VAR e a Liga 2 não. O dinheiro tem que ser gasto para a seriedade desportiva”.

Na próxima jornada do campeonato, a equipa B do FC Porto desloca-se a Chaves para defrontar o Grupo Desportivo de Chaves (domingo, 19 de Setembro, 14h00, Sport TV+).

Ficha do Jogo - 
Liga Portugal 2, 5.ª jornada - 12 de Setembro de 2021

Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival

FC PORTO B 3 MAFRA 1

Árbitro: 
José Dinis Lopes Nunes Godinho Gorjão da AF de Setúbal
Assistentes: Jonathan Babo e Nuno Pires
Quarto árbitro: Bruno Rebocho

FC PORTO B: Ricardo Silva;
João Mendes, João Marcelo, Zé Pedro, Levi Faustino,
Mor N’diaye, Samba Koné, Bernardo Folha, Silvestre Varela (cap.),
Gonçalo Borges e Danny Loader

Substituições: Sebastian Soto por Danny Loader (58m), Peglow por Varela (58m), Vasco Sousa por Mor N’diaye (68m), Rodrigo Fernandes por Bernardo Folha (68m) e Léo Borges por Gonçalo Borges (78m)

Não utilizados: Ivan Cardoso, Romain Correia, Diogo Ressurreição e Wesley
Treinador: António Folha

MAFRA: Miguel Santos;
Tomás Domingos, Bura, Pedro Barcelos, Gui Ferreira (cap.),
Aparício, Inácio Miguel, Bruno Silva, Andrezinho,
Rodrigo Martins e Okitokandjo

Substituições: Kikas por Bruno Silva (45m), Tomás Domingos por Leandro (60m), Inácio Miguel por Lucas Marques (60m), Okitokandjo por Pedro Lucas (71m) e Gui Ferreira por Vítor Gabriel (77m)

Não utilizados: Filipe Neves, Pedro Pacheco, Leandrinho e Chano
Treinador: Ricardo Sousa

Ao intervalo: 2-1
Marcadores: Samba Koné (10m), Zé Pedro (14m), Gui Ferreira (26m) e João Peglow (90m+2)
Disciplina: Cartão amarelo exibido a Inácio Miguel (14m), Mor N’diaye (22m), Rodrigo Martins (26m), Zé Pedro (39m) e a Vasco Sousa (71m)

Previ o 1-1 e o desempenho caseiro de Nuno Almeida & Cª VAR

Porque decidi não quis ver o jogo em Alvalade... Para não me enervar com a dualidade de critérios disciplinares do árbitro nomeado para dirigir o Jogo
Pois tal como previ, já vai sendo hábito dos juízes do apito portugueses serem rigorosos contra os Portistas e bastante permissivos a favor dos adversários deles.
Dois exemplos que ilustram perfeitamente o que acima mencionei:
A facilidade com que Nuno Almeida mostrou o segundo amarelo a Toni Martinez e em contra partida perdoou o segundo a amarelo e respectivo vermelho a Pedro Porro que aos 49' agarrou ostensivamente Octávio quando este se preparava para iniciar um contra-ataque prometedor do FC Porto. Mas há mais, "há uma mão do Neto, o árbitro não vê, o VAR João Pinheiro também não quis ver..." Taremi que ficaria isolado frente a Adán dos visitados.


FC Porto empatou neste sábado diante do Sporting (1-1), no Estádio de Alvalade, em jogo a contar para a quinta jornada do campeonato.
O jogo começou faltoso e Nuno Almeida logo começou a distribuir os cartões amarelos (7 cartões), no primeiro tempo.
Aos 16' o Sporting ganhou vantagem por intermédio de Nuno Santos... Pelas imagens a mim pareceu-me que Nuno estaria adiantado, pelo que impunha-se que o VAR João Pinheiro colocasse as respectivas linhas a fim de desfazer quaisquer dúvidas.
Entretanto Nuno Santos testou 2 vezes 31' e 36' o keeper dos Dragões, mas Diogo Costa correspondeu com duas grandes defesas e negando os festejos dos sportinguistas.
O segundo tempo começou com Nuno Almeida a perdoar aos 49' o segundo cartão amarelo e respectivo vermelho a Pedro Porro, que agarrou ostensivamente Octávio quando este se preparava para iniciar um contra-ataque do FC Porto.
Aos 71' Luís Díaz recebeu um passe preciso de Corona, driblou dois defesas dos leões e chutou a contar batendo sem apelo nem agravo Adán.
Antes do apito final de Nuno Almeida aos 87', em dois minutos, exibiu dois amarelos a Toni Martínez deixando o FC Porto a jogar com menos um jogador; ao contrário do que fez com o sportinguista Pedro Porro, Nuno Almeida não perdoou o vermelho a Toni Martínez.

Ficha Oficial do Jogo - Estádio José Alvalade - 11 de Setembro de 2021

Árbitro: Nuno Almeida da AF do Algarve
Assistentes: André Campos, Pedro Felisberto
4º Árbitro: David Silva
VAR : João Pinheiro assistido por Tiago Costa

SPORTING CP:1Adán
4Coates, 3Feddal 69', 16Rúben Vinagre 69', 24Pedro Porro 82'
13Luís Neto, 8Matheus Nunes, 6João Palhinha, 10Jovane Cabral 61'
21Paulinho, 11Nuno Santos

SUPLENTES : 31João Virgínia, 47Ricardo Esgaio 69', 2Matheus Reis 69'
68Daniel Bragança, 7Tabata 82', 59Tiago Ferreira, 17Pablo Sarabia 61'
87Gonçalo Esteves, 57Geny

TREINADOR :Rúben Amorim

FC PORTO: 99Diogo Costa
23João Mário 65', 19Mbemba, 3Pepe, 5Marcano 39'
28Bruno Costa 39', 8Matheus Uribe, 25Otávio 91', 17Tecatito
7Luis Díaz 91', 9Mehdi Taremi

SUPLENTES :14Cláudio Ramos, 18Wilson Manafá 39', 16Marko Grujic 91'
50Fábio Vieira, 27Sérgio Oliveira 39', 20Vítor Ferreira, 10Francisco Conceição
29Toni Martínez 65', 11Pepê 91'

TREINADOR : Sérgio Conceição

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Insólitos do Futebol português!

Infelizmente, ao contrário do que acontece noutros países, como é o caso da vizinha Espanha, não há em Portugal qualquer salvaguarda aos clubes que têm vários atletas ao serviço das selecções. A densidade competitiva destas datas internacionais é absurda, com os jogadores a cumprirem 270 minutos no espaço de uma semana e, mais incompreensível ainda, a regressarem aos clubes a menos de 48 horas de terem compromissos importantes pelos mesmos. Esta gestão do calendário desportivo é de uma falta de noção gritante de quem gere o futebol e de uma falta de respeito imensa para quem paga o salário mensalmente aos atletas.
Mas há mais coisas incompreensíveis a propósito das selecções. Que sentido faz que um jogador de 21 anos seja convocado para a selecção nacional pela primeira vez, sujeito a viagens longas e desgastantes e não seja utilizado um único minuto em três jogos, um deles particular e o outro mais do que resolvido a meio da segunda parte? O azar dele terá sido o colega da mesma posição não ter visto um amarelo para ser substituído?

O FC Porto não irá comercializar bilhetes para o jogo entre o Sporting e o FC Porto, agendado para o próximo sábado (20h30, Sport TV), a contar para a quinta jornada da Liga. Tal acontece em virtude de o Sporting não ter disponibilizado bilhetes para público em geral e apenas para a Zona Especial de Adeptos, de acesso exclusivo a portadores de cartão de adepto. Estes ingressos poderão ser adquiridos, exclusivamente, na plataforma online disponibilizada pelo Sporting, e em relação à qual o FC Porto é completamente alheio. É nesta plataforma que deverá ser efectuada directamente a aquisição de bilhetes para a referida Zona Especial de Adeptos.

Apesar do levantamento de restrições anunciado pela UEFA, os portistas não poderão marcar presença no Atlético de Madrid-FC Porto da primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. A UEFA colocou um ponto final às restrições nas competições europeias, pelo que 5% da lotação seria disponibilizada aos adeptos azuis e brancos quando o FC Porto jogasse fora. No entanto, a decisão de haver visitantes nos estádios depende das medidas sanitárias adoptadas por cada país. É este cenário que impede a presença da Nação Porto em Madrid, para o jogo contra o Atlético (quarta-feira, 15 de Setembro, 20h00), conforme anunciado ontem pelo Oficial de Ligação aos Adeptos, Fernando Saul.

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

FC Porto- Futebol- Renovação com talentos da formação

Dois talentos da Formação do futebol vão renovar

Diogo Costa e Fábio Vieira


Corona e o seu Agente dois traidores (?!)

Tecatito Corona e o seu Agente dois miseráveis traidores aliados ao Atlético de Madrid um clube oportunista e fraudulento (corrupto) roubando jogadores ao Clube que promoveu-os. (Felipe, Herrera e agora Corona).