segunda-feira, 4 de junho de 2012

Rui Moreira: Plenos poderes em A Bola

Comprende-se que o Benfica festeje um título nacional de basquetebol como se tratasse do título europeu de futebol. Afinal, são cinquenta anos muito sofridos e, ultimamente, têm sido raros os títulos nacionais em qualquer das modalidades. Percebe-se que o presidente da Federação Portuguesa de Basquetebol, que viu uma invasão de campo que não existiu e não viu as provocações que existiram, é um sobrevivente dinossaurico desse tempo. É por isso que o FC Porto pensa abandonar uma modalidade que está controlada por gentinha.
Os benfiquistas, a quem já dei os parabéns pela justa vitória no basquetebol, não gostam do que escrevo, mas recomendo que leiam aquilo que Bruno Carvalho disse, e que teve pouco eco na imprensa. Ele disse quase tudo, disse que o “rei vai nu” e explica que, à falta de outros títulos, o seu clube se vai transformando no campeão nacional do endividamento. Sabe-se que as eleições no clube da Luz estão próximas, e por muito que a imprensa trate com deferência quem está no poder no clube, exactamente por esse ser o clube do regime, há muitos associados que desconfiam da gestão desportiva e financeira desta Direcção. Não admira por isso, que o seu presidente, que andou afastado dos últimos jogos do campeonato, alegando com outros compromissos porque não lhe interessaria ficar ligado à derrota e à ira dos adeptos, pretenda fazer campanha na Benfica TV. É natural que o alvo favorito seja o FC Porto e o seu presidente porque sem Pinto da Costa o Benfica teria continuado a vencer tudo a nível nacional, e ninguém se importaria muito que não ganhasse na Europa, por muito que todos os anos se dissesse candidato a campeão da Europa e do Mundo, e se garantisse ser o maior clube da galáxia. O que é lamentável é que o texto que leu, produzido pela sua central de informações, não escape ao tom habitual do Tal Canal de Pragal Colaço e quejandos. Não é novidade que quem manda no clube desse regime, e que não aceita que os tempos mudaram e que os títulos já não são conquistáveis por decreto, esbraceje e espume de raiva ano após ano, mas aquilo que LF Vieira leu, nomeadamente a propósito dos árbitros, da polícia e dos juízes, justificaria a abertura de um inquérito judicial, se não se desse o caso de o presidente do Benfica ter um estatuto oficial de impunidade, como se viu com Vale e Azevedo, que, se não tivesse perdido as eleições graças a um canal televisivo que nisso apostou, nunca teria sido acusado de nada e ainda estaria no poleiro das águias se o seu clube não tivesse ido entretanto à falência. As insinuações falsas, as distorções dos factos e a insídia, o insulto gratuíto e soez, são tudo resquícios da Inquisição, que o anterior regime sempre utilizou em seu benefício. A declaração que foi lida pelo presidente do Benfica pode comover alguns adeptos acéfalos. Para outros, com quem falei, é pura e simplesmente um lixo que os envergonha.
Como reagir? Li as críticas ao comportamento dos dirigentes do FC Porto por terem reagido contra a carga policial aos seus adeptos. É claro que há outros dirigentes que, nestas situações, se escondem nos camarotes. Não estive no Dragão Caixa, mas vi as imagens do sucedido. Houve desacatos, que sempre se lamentam. Teria sido melhor, e mais saudável, se não tivesse havido resposta às provocações. Teria sido muito melhor se a equipa do Benfica tivesse recebido a taça com toda a tranquilidade. Não houve invasão do recinto, os responsáveis pela segurança controlaram os adeptos mais exaltados e, por isso, a carga policial foi desproporcionada. Será que só os dirigentes do Benfica podem reclamar contra a polícia?
Uma lástima – A época passada, as equipas de futebol de FC Porto e Benfica defrontaram-se por três vezes. Pela primeira vez em anos, o comportamento dos adeptos foi exemplar. Para isso contribuiram os responsáveis dos dois clubes que tiveram cuidados redobrados nas organizações dos jogos e que evitaram incendiar as hostes.
Houve quem acreditasse que se poderia voltar à velha rivalidade, e que os incidentes graves do passado recente não se voltariam a repetir. Infelizmente, os últimos acontecimentos levam a crer que o pior ainda pode estar para vir. As declarações feitas pelos dirigentes do Benfica nas últimas semanas já faziam temer o pior e chegaram agora a uma situação extrema. O desporto não agradece.
Então a Liga Real? – No seu programa, Rui Santos apresentou as contas finais da sua Liga Real. Segundo a contabilidade subjectiva, e corrigidos os erros de arbitragem, o FC Porto teria terminado com os mesmos pontos e o Benfica com menos três. Nas contas dos penalties, FC Porto e Benfica terão sido beneficiados cada um com seis inexistentes, mas terão ficado com crédito de, respectivamente, 10 e 8 grandes penalidades. Dir-se-ia, portanto que o Benfica foi marginalmente beneficiado. No entanto, ao comentar os números, Rui Santos, disse que é mais fácil beneficiar o FC Porto. Das duas uma: ou a sua Liga Real é irreal e nem ele nela acredita, ou enganou-se e quereria dizer outra coisa qualquer…
Sem capa – Felicito João Gobern por poder escrever livremente, sem ter de fingir que é isento. O azar que teve na TV, e a atitude sensata que logo tomou, dão-lhe essa prerrogativa. Anda preocupado com as contas do FC Porto, por ter saído cedo da Champions, e tem as suas razões, ainda que pudesse, com o seu novo estatuto, confessar que esse facto lhe dá alguma esperança para o futuro. É claro que, um dia destes, ser-lhe-ía útil, se calhar, preocupar-se com as contas do Benfica. Na mesma crónica, escreveu que Pinto da Costa não sabe ganhar. Como o seu clube raramente ganha alguma coisa, sabia-se que tinha mau perder mas era difícil avaliar se também padecia desse vício. Agora já temos a resposta.

3 comentários:

reine margot disse...

muito bom! o último parágrafo está demais!...

Dragaoatento disse...

Francisco Marques, tenha lá paciência mas não publiquei o seu comentário porque não era coerente com o "post"
Não sei a quem se refere que não foi capaz de pronunciar o nome do Benfica...! Mas também nem interessa. Se quiser comentar até poderei transigir desde que os comentários sejam civilizados, e relativos aos "posts" por mim colocados...
Até sempre...! AM

Dragaoatento disse...

Francisco Marques por favor deixe-me fora dessas questões, com secretários de estado...etc...
Até porque não foi com o meu voto que os actuais nos (des)governam...

Cumprimentos,
Armando Monteiro