sábado, 15 de junho de 2019

Vieira: foi o campeonato que mais gozo me deu


Acredito que sim, pois a influência na arbitragem, o modo como com o seu discurso virulento, bronco, grosseiro, com a ajuda da comunicação social centralista alfacinha, conseguiu condicionar os árbitros, é de ficar estupefacto, como um tal personagem "bronco", mentecapto, consegue condicionar tanta gente...?! É simples: Vale e Azevedo enquanto presidente do Benfica também agiu impunemente até deixar de ser presidente do clube da águia...!!














Aos lampeões anónimos das "postas de pescada rascas"

Quando criticam os outros estão a ver-se ao espelho...!

Pois o vosso discurso não passa duma forma de tentar justificar os métodos ilícitos, fraudulentos, corruptos, utilizados pelo (vosso) actual presidente do Benfica Luís Filipe Vieira para ganhar campeonatos; daí o vosso modo de pensar: "para vilão, vilão e meio"... não é...?!

Só que para vossa informação, aquando do processo "apito dourado" os jogos em causa : Beira-Mar x FC Porto e Estrela da Amadora x FC Porto foram escalpelizados por especialistas em arbitragem independentes e ficou provado que o FC Porto até foi prejudicado nesses jogos... E por isso uma das razões da absolvição do presidente do FC Porto...

Mas há mais...
Pergunta-se, porque é que o "apito dourado" não passou de Leiria para baixo...?! E a razão é simples, é que já nessa altura (tal como agora) o Filipe Vieira foi apanhado ao telefone a escolher árbitros: "o João, pode ser o João Ferreira"... E o Ministério Público presidido pela Maria José Morgado mulher dum conhecido benfiquista resolveu abafar, escamotear, o caso...!!

Mas ainda há mais...
Os benfiquistas costumam encher a boca com o "apito dourado" e o que é facto é que afinal na altura, o FC Porto ganhava com mérito cá dentro e lá fora, ou seja, também nas competições internacionais... Já no caso do Benfica que é descaradamente, vergonhosamente, beneficiado nas competições nacionais, acontece que por vezes até fazem zero, zerinho pontos nas competições internacionais...!! Isto prova alguma coisa...!

sexta-feira, 14 de junho de 2019

FC Porto - Renovar precisa-se

Actualmente o que se constata em Portugal é a política centralista da capital... Que afecta as áreas mais importantes da vida nacional, sectores como a:  economia, justiça, comunicação social e se reflecte ainda com mais acuidade no futebol...!!
É o Benfiquistão em todo o seu esplendor... E pelos vistos não existem em Portugal personalidades dos outros clubes que se disponham a remar contra a maré... O problema do FC Porto é ter um presidente com 81 anos já muito cansado mas que não larga o cargo porque este no capítulo financeiro é muito bom... Não é todos os dias que aparecem empregos a garantir 15 000,00€ ou mais por mês...!!

Off the topic:
Gostaria de ver aqui no blogue discutido o tema da sucessão de Pinto da Costa e na opinião dos portistas que frequentam este blogue qual personalidade mais apta, ou seja, quem deveria suceder-lhe... Quem se perfila no horizonte portista com mais possibilidades...

quinta-feira, 13 de junho de 2019

FC Porto - Reforços...?

Futebol, possíveis reforços para a próxima época 2019/2020


As ramificações no futebol do "polvo" do Benfica de Vieira

Bruno Paixão um esbirro ao serviço do Benfica de Vieira

Arbitragem - Bruno Paixão da AF Setúbal recebeu aprovação no curso de observadores nacionais, mas o futuro está nas mãos da FPF


Bruno Paixão entre VAR e Observador...!!


Mas alguém tem dúvidas de que este personagem é um dos "jagunços" do Vieira com a função de beneficiar o Benfica e prejudicar o FC Porto Como Observador ou VAR ...?

domingo, 9 de junho de 2019

Jornalismo sério é isto - José Manuel Ribeiro

Um exemplo de como devem proceder os jornalistas... Mas o Correio da Manhã prefere optar por "chafurdar na lama"...!!



Para melhor visualizar o artigo abrir nova janela e aumentar o texto

Divulgação de e-mails denunciando a corrupção dos actuais dirigentes do Benfica

Nuno Brandão, advogado que representa o FC Porto no caso dos emails, comentou esta sexta-feira a decisão do Tribunal do Juízo Central Cível do Porto, que condenou os azuis e brancos a pagarem cerca de dois milhões de euros ao Benfica. Os dragões apresentaram recurso no Tribunal da Relação e admitem até recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça, com Brandão a apontar para "aspetos que parecem obscuros" na decisão.
"Não tivemos oportunidade para analisar a decisão com o tempo que gostaríamos, há aspetos que nos parecem obscuros e que não ficaram nítidos, mas o que foi possível perceber é que a sentença entendeu que há ilegalidade no comportamento do Francisco J. Marques na divulgação e posse dos emails. Há dois blocos de factos: o primeiro é relativo à posse dos emails pelo Francisco J. Marques. Ele recebeu por fonte anónima um conjunto de 20 gigabytes de emails e foi dado como provado que ele ficou com a posse deles, mas não ficou provado que ele os tivesse usado. O que está em causa é a posse. O outro bloco de factos é o que diz respeito a algum conteúdo. Desses 20 gigabytes só 55 emails foram lidos parcialmente e com base neles é que foram tecidos comentários críticos. Esta é a segunda parte, a da divulgação. Quanto à primeira parte que é a da posse e não a do uso dos emails, o tribunal entendeu que a posse implica violação de regras da concorrência. Não foi necessário avaliar a questão do uso porque foi dado como não provado que não foram usados e do nosso ponto de vista, procurámos mostrar que essa posse valia o que valia porque é facto publico e notório que, depois do Francisco J. Marques receber os emails, eles foram publicados pelo blogue "Mercado de Benfica". Houve disponibilização massiva desses elementos", assinalou o advogado, em declarações ao Porto Canal, que voltou a referir a posição dos dragões como razão para a divulgação das mensagens de correio eletrónico:
"É justamente a convicção de que os emails existiam que levou o FC Porto a entender que havia interesse público e salvaguarda das competições a proceder à divulgação. O tribunal, não obstante, não partilhou desta ideia de que todos os emails teriam sido divulgados com base no interesse público, mas há um dado divergente: a pretensão apresentada pelo Benfica e pela SAD foi a de que a divulgação atentaria contra a concorrência e o bom nome do Benfica. Nenhum destes fundamentos colheu junto do tribunal. O facto de serem verdadeiros implica que não se possa dizer que há aqui uma violação da concorrência. Depois manifestou também a ideia de que os emails, por serem verdadeiros, existia neles base factual para que fossem divulgados e para que fossem emitidos os juízos de valor. E entendeu que não havia violação ao bom nome. Os dois fundamentos invocados foram afastados pelo tribunal", acrescentou Nuno Brandão, que explicou ainda a norma aplicada pelo tribunal para a condenação.
"O tribunal invocou uma norma que não foi anteriormente invocada que é o artigo 76 do Código Civil, que prevê a proibição da publicação de cartas confidenciais. E foi com base nessa norma que entendeu que havia ilicitude. Não percebemos a forma como foi dada a condenação nesta parte. Se por um lado diz que a ilegalidade está na publicação, por outro procura afastar o princípio da liberdade de expressão porque não foi feita divulgação na integra. E, por outro lado, a veracidade do conteúdo parece que não foi tida em conta e isto suscita muitas dúvidas", apontou Nuno Brandão.

A imprensa comprometida com a corrupção benfiquista
















Bastidores do futebol... O Benfica manda mesmo!

O comentário daquele que se intitula "um portista disse" é muito válido só que não aborda a verdadeira questão de fundo e que é o facto da Associação de Futebol de Lisboa seus associados, amigos e acólitos, terem dado a volta aos regulamentos do futebol criando novas estruturas (regras), de modo à Associação de Futebol do Porto (Dr Lourenço Pinto) perder a influência que detinha.
Eles criaram um tal sistema, regulamento, (organizações com percentagens de influência/votações): FPF, Liga de clubes, Associação de treinadores, (senão estou em erro) tb sindicato de jogadores...etc... de modo a esvaziar a influência que a mais representativa a Associação de Futebol do Porto detinha... A partir daqui nunca mais o FC Porto poderá ter uma palavra a dizer nas estruturas do futebol português. A não ser que nos Dragões surja "alguém iluminado" que sugira/invente um sistema/regulamento melhor, mais racional e justo; pondo em causa a legitimidade do sistema/regulamento vigente actual.

sexta-feira, 7 de junho de 2019

FC Porto época 2019/20 – Reforços


Segundo o que O JOGO apurou, há pelo menos cinco elementos que vão ser "reforços" do plantel dos bês: Tiago Lopes (lateral-esquerdo), Mor Ndiaye (médio-defensivo), Vítor Ferreira (médio-ofensivo), Ángel Torres (extremo-direito) e Afonso Sousa (extremo-esquerdo). Destes, o trinco senegalês é o mais novo: tem 18 anos e ainda poderia fazer mais uma época nos juniores.

Diogo Ressurreição – Médio-ofensivo jogava no 1º de Dezembro e vai reforçar a equipa B do FC Porto. Diogo Ressurreição, médio ofensivo de 18 anos do 1º de Dezembro, assinou por cinco temporadas com o FC Porto e vai ser reforço da equipa B, orientada por Rui Barros.

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Classificação dos árbitros promovida por SCP e SLB

A mais vergonhosa classificação dos juízes do apito dos últimos 10 anos

A Federação Portuguesa de Futebol revelou nesta quarta-feira à noite a classificação dos árbitros, na época de 2018/19, em que se destaca o primeiro lugar de Jorge Sousa, da A.F. Porto, com 8944 pontos. Por terem sido os últimos classificados, João Capela (Lisboa) e João Malheiro Pinto (Lisboa) foram despromovidos.

No segundo lugar, ficou João Pinheiro (Braga), com 8912 pontos, seguido de Rui Costa (Porto) - 8824 pontos. O juiz internacional, Artur Soares Dias, ficou-se pela sexta posição, face aos 8811 pontos conquistados.

Eis a classificação completa:

1.º Jorge Sousa (AF Porto), 8.944 (facilitou ao SCP a vitória da Taça de Portugal)

2.º João Pinheiro (AF Braga), 8.912 (facilitou ao Benfica a vitória da Liga NOS)

3.º Rui Costa (AF Porto), 8.824 (Prejudicou o FC Porto em vários jogos)

4.º Nuno Almeida (AF Algarve) 8.820 (Conhecido como o Ferrari- SLB)

5.º Tiago Martins (AF Lisboa) 8.815 (Contribuiu decisivamente para a vitória do SLB)

6.º Artur Soares Dias (AF Porto) 8.811 (prejudicou o FC Porto no Rio Ave-FCP)

7.º Luís Godinho (AF Évora) 8.790 (Contribuiu para a vitória do SLB da Liga NOS)

8.º Manuel Mota (AF Braga) 8.785
9.º André Narciso (AF Setúbal) 8.762
10.º Cláudio Pereira (AF Aveiro) 8.758
11.º Manuel Oliveira (AF Porto) 8.756

12.º Hugo Miguel (AF Lisboa) 8.751 (Contribuição decisiva para a vitória do SLB)

13.º Fabio Veríssimo (AF Leiria) 8.731 (Prejudicou o FCP em vários jogos)

14.º Hélder Malheiro (AF Lisboa) 8.730
15.º António Nobre (AF Leiria) 8.712
16 .º Carlos Xistra (AF Castelo Branco) 8.705
17.º Rui Oliveira (AF Porto) 8.700
18.º Vítor Ferreira (AF Braga) 8.696
19.º João Capela (AF Lisboa) 8.687
20.º João Malheiro Pinto (AF Lisboa) 8.663

terça-feira, 4 de junho de 2019

Mundial dos Sub-20 – Em prática o futebol físico

No mundial de Sub-20 os juízes do apito estão a permitir o futebol eminentemente físico (de choque) , não surpreende portanto a eliminação prematura da selecção portuguesa de Sub-20.
Em Portugal este tipo de futebol só é permitido à equipa do Benfica e reprimido aos outros clubes, principalmente aos portistas...!!

Vi o jogo do França Sub-20 2 USA Sub-20 3

Argentina Sub-20 x Mali Sub-20

O que constatei foi que estas selecções já praticam um tipo de futebol senior potente: futebol musculado, capacidade de choque; de grande agressividade, resistência física (agilidade, reflexos); velocidade de execução e de pernas; técnica individual de grande qualidade, matreirice/maturidade... não surpreende portanto que a equipa de Portugal Sub-20 tenha sido prematuramente eliminada...!!

Competência da FC Porto-Futebol,SAD para formar uma equipa competitiva

Como portista vou aguardar com serenidade, mas atento.
Depois da saída de quase meia equipa, e da dúvida de quem entra e sai (quem vai sair)... É preciso não nos precipitarmos, mas convém lembrar que o tempo passa muito depressa e temos muito trabalho pela frente a realizar.
Ficamos a aguardar na expectativa de constatarmos a competência da FC Porto-Futebol,SAD para resolver a situação, que actualmente não tem sido de molde a deixar-nos tranquilos.

Há elementos da "formação" que podem ser aproveitados, igualmente futebolistas com qualidade a resgatar e por fim a necessidade de contratar 3 ou 4 jogadores com maturidade para entrarem de caras nos sectores chave da equipa...!


Adicionar legenda