quarta-feira, 19 de setembro de 2018

O jornal "AS" de España é intelectualmente desonesto

Os jornalistas do jornal desportivo espanhol "AS" escrevem sem conhecimento de causa e como tal, precipitaram-se fazendo referência a um suposto penalti fantasma. A bem da veracidade dos factos, antes de manifestarem a vossa opinião devem ver bem, ter a certeza daquilo que escrevem, para não se precipitarem e cometerem erros grosseiros...!
Pois caso pretendam corrigir a vossa opinião o português Porto Canal tem as imagens, vistas de vários ângulos, onde se verifica o pequeno toque no pé de Marega que provoca a sua (dele) queda.


A prova da ignomínia do jornal espanhol "AS"

http://www.vercapas.com/noticias/penalti-fantasma-do-fc-porto-em-destaque-na-imprensa-internacional-video/1718091.html?utm_campaign=newsletter+-+qua%2c+19+set+18&utm_source=news&utm_content=pen%e1lti+fantasma+do+fc+porto+em+destaque+na+imprensa+internacional+%28v%eddeo%29&utm_medium=email&utm_term=%2fnoticias%2fpenalti-fantasma-do-fc-porto-em-destaque-na-imprensa-internacional-video%2f1718091.html

O jornal AS analisou a exibição de Gil Manzano no Schalke-FC Porto e considera que o árbitro espanhol assinalou um «penálti fantasma» a favor dos dragões, que permitiu à equipa portuguesa sair da Alemanha com o empate (1-1).
«Gil Manzano fez esta quarta-feira um favor aos que defendem a implementação ao vídeo-árbitro na Liga dos Campeões. No jogo entre Schalke e FC Porto, o árbitro espanhol assinalou um penálti inexistente contra os alemães ao minuto 73, quando os portugueses perdiam por 0-1», lê-se na edição digital daquele jornal madrileno.
«Marega dominou a bola entre dois jogadores do Schalke e caiu, sem que lhe tivessem tocado», acrescenta na análise.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Champions League- Um Schalke 04 forte e feio

Desta vez aos Dragões couberam-lhe defrontar uma equipa alemã que faz do seu futebol: forte e feio, extremamente agressivo, de cavalgadas e pontapé para a frente (rectilíneo e pelo ar) a sua principal característica. Foi também evidente o maior ritmo de jogo e a maior capacidade de choque da equipa do Schalke 04.
Por sua vez nos portistas só: Maxi, Filipe, Militão, Danilo e pouco mais, conseguiram ombrear com a capacidade atlética dos alemães. Jesus Corona e Hernâni inofensivos....!
No ataque Herrera, Otávio, Brahimi, Aboubakar e até Marega,  demonstraram grandes dificuldades para enfrentar o futebol mais físico do Schalke 04.
A equipa do FC Porto é uma equipa mais técnica mas falta-lhe agressividade, mais intensidade, ritmo de jogo, para defrontar equipas na Champions que praticam um futebol mais físico.

Árbitro:
Jesús Gil Manzano, de 34 anos.
Assistentes: Angel Nevado Rodriguez e Diego Barbero Sevilla.
Assistentes adicionais: Ricardo de Burgos e José Luis Munuera Montero.
4º Árbitro: Javier Martínez Nicolás.


Quanto à equipa de arbitragem desta vez, contra o que é costume, os portistas não se podem queixar porque o Juiz do apito espanhol Gil Manzano, teve uma exibição correcta, limitou-se a cumprir o regulamento, ou seja, técnica e disciplinarmente esteve bem.

Ficha oficial - Schalke 04 1 
FC Porto 1 esta terça-feira, na Arena AufSchalke, em Gelsenkirchen, na 1.ª jornada do Grupo D da Liga dos Campeões.

Schalke 04: 
1 Färhmann
29Naldo, 5Nastasic, 26Salif Sané, 18Daniel Caligiuri
28Alessandro Schöpf, 10Nabil Bentaleb, 8Suat Serdar 84'
2Weston McKennie, 7Mark Uth, 36Breel Embolo 72'

Suplentes: 35Alexander Nubel, 13Sebastian Rudy, 3Hamza Mendyl
25Amine Harit 84', 19Burgstaller 72', 11Konoplyanka, 9 di Santo

Treinador: D. Tedesco

FC Porto : 
1Iker Casillas
2Maxi Pereira, 
28Felipe, 3Éder Militão, 13Alex Telles
22Danilo Pereira, 25Otávio 90', 16Herrera, 
8Brahimi 82', 9Aboubakar 60', 11Marega

Suplentes: 
26Vaná, 5Chidozie, 10Óliver Torres, 27Sérgio Oliveira 82', 7Hernâni 90', 17Jesús Corona 60', 20Adrián López
Treinador: Mr. Sérgio Conceição


Os Golos
Breel Embolo 64' e Otávio 75'

Futebol português - imbróglio, trama, encarnada...

Os casos dos e-mails, da e-toupeira... etc... o que revelam, a única conclusão a que se pode chegar, é à percepção de que os actuais dirigentes benfiquistas pretendem por meios fraudulentos, extremamente reprováveis, controlar o futebol em Portugal. E é neste sentido que se podem enquadrar as declarações de Luís Filipe Vieira quando afirma que a organização do Benfica (desleal) está 10 anos à frente da concorrência, ou seja, de clubes como o FC Porto, que este sim, tenta honestamente dentro das quatro linhas conquistar os títulos em disputa.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Há gente que não se enxerga

Resposta a Luís Filipe Vieira
Francisco J. Marques - Há gente que não se enxerga. Acusados de corrupção, vários processos em investigação, anos e anos de práticas que os deviam envergonhar e ainda se acham exemplo de alguma coisa. Estão a mais no futebol português.

domingo, 16 de setembro de 2018

As arbitragens do Futebol em Portugal

No Futebol, em Portugal, as regras não são iguais para todos os clubes. Principalmente no capítulo disciplinar, que é o que no momento me interessa versar, constato que a dualidade de critérios dos árbitros é gritante e dum modo geral tem grande influência nos resultados dos jogos de futebol (e não só, é tb extensiva ao basquetebol...etc), mas por agora vamos abordar só a modalidade do futebol).
Acontece que o clube da Luz é em 99% dos jogos nitidamente beneficiado, ou seja, no capítulo disciplinar, os juízes do apito condicionados pelos órgãos de poder do futebol (CA, CD,FPF) e pela imprensa desportiva alfacinha (A Bola, Record, CM, RTP, SIC e TVI), são sempre extremamente rigorosos para os adversários (olhos de lince, intimidando com os cartões) e permissivos para os jogadores benfiquistas, fechando os olhos a muitas atitudes reprováveis dos jogadores encarnados. Infelizmente os exemplos em Portugal do que acabo de escrever são mais que muitos.

sábado, 15 de setembro de 2018

Comunicado do FC Porto

Comunicado
Depois da fase negacionista, depois da fase das verdades alternativas, o SL Benfica e o seu famoso gabinete de crise entraram na fase das baratas tontas, pretendendo escapar ao inevitável: o de ter de provar em tribunal as falsidades difamatórias do mais mediático dos seus ventríloquos, o vice-presidente Varandas Fernandes.
Entretanto, valha a verdade, a proliferação de ventríloquos na campanha de contra informação do SL Benfica acaba por tornar evidente o essencial sobre o processo dos e-mails: afinal existem e são verdadeiros. E será sobre a gravidade dos seus conteúdos que terão de prestar contas a todos, incluindo à nação benfiquista.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Taça da Liga- Um Chaves super defensivo no Dragão

Ao intervalo FC Porto 0 Chaves 0
Muita matreirice dos flavienses a simular faltas, atirando-se para a piscina e "mestres" a fazer teatro. Desta vez vieram jogar ao Dragão com o "autocarro" à frente da sua baliza e a tentar explorar o contra ataque...

Um juiz do apito escolhido a dedo com preconceitos anti-dragões
O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol nomeou Vítor Ferreira para arbitrar o FC Porto-Desportivo de Chaves, relativo à 1.ª jornada do Grupo C da Taça da Liga.
O jogo está marcado para esta sexta-feira, às 20h30, no Estádio do Dragão.
O árbitro da Associação de Futebol de Braga terá como assistentes Pedro Fernandes e Inácio Pereira. João Pinho será o quarto árbitro.

A demonstração prática do anti-fcporto(falta de isenção do Vítor Ferreira)
Sérgio Conceição recebeu ordem de expulsão ao intervalo do jogo entre FC Porto-Chaves devido a justos protestos contra a equipa de arbitragem. O treinador do FC Porto, queixou-se do facto de a equipa de arbitragem ter permitido antijogo por parte dos flavienses durante a primeira metade da partida, protestando ainda relativamente ao tempo de descontos atribuído por Vítor Ferreira, que terminou o jogo antes de se esgotarem os 2 minutos, ou seja, antes do final do tempo extra atribuído pela equipa de arbitragem.

Várias alterações no onze do FC Porto para esta noite. 
Duas estreias (Vaná e João Pedro), um regresso (Danilo) e aposta em Adrián López na frente de ataque em virtude das lesões de Aboubakar, André Pereira e Soares. Regista-se também o regresso de Diogo Leite à titularidade, sendo que Éder Militão não consta sequer na ficha de jogo depois de ter representado a canarinha na quarta-feira.
Danilo, por sua vez, regressa à titularidade sete meses depois da grave lesão sofrida em Abril.
Jorge está a aquecer com o resto da equipa, mas não consta na ficha de jogo. Aliás, nem o brasileiro, nem o holandês Bazoer constam nas opções de Sérgio Conceição para esta noite, eles que foram os últimos reforços do FC Porto no mercado de verão.
Este jogo antecede a estreia do FC Porto na Liga dos Campeões. Os dragões viajam até à Alemanha para defrontar o Schalke 04.


FC Porto: Vaná; João Pedro, Felipe, Diogo Leite, Alex Telles; Otávio, Danilo, Herrera; Corona, Marega e Adrián Lopez.
Suplentes : Casillas, Éder Militão, Brahimi, Aboubakar, Óliver, Marius, Hernâni.
Treinador: Mr. Sérgio Conceição

Chaves: António Filipe; Brigues, Nuno André Coelho, Marcão, Luís Martins; Jefferson, Stephen Eustáquio, Gallo; Perdigão, Niltinho, William.
Suplentes: Ricardo, Filipe Melo, Ghazaryan, João Teixeira, Avto, André Luís, Platiny.
Treinador: Daniel Ramos

Começa a partida no Estádio do Dragão.
3’ FC Porto entra forte na partida. Felipe tenta o golo de calcanhar, mas a bola pára nas mãos de António Filipe.
12’ Novamente Felipe, desta vez de cabeça. O central ganha nas alturas, após um livre lateral batido por Alex Telles, mas o remate volta a sair na direção do guarda-redes do Chaves.
17’ Lance estudado do FC Porto, após um livre lateral, que acaba em cruzamento de João Pedro e cabeceamento de Felipe. Stephen Eustáquio resolve o problema para o Chaves.
18’ Luís Martins remata forte à entrada da área. A bola passa perto da barra da baliza de Vaná.
22’ Cruzamento de Adrián Lopez para o desvio, com o joelho, de Marega. António Filipe recolhe a bola com facilidade.
25’ Lance duvidoso na área do FC Porto entre Herrera e Jefferson. O árbitro Vítor Ferreira manda prosseguir o jogo.
31’ Otávio arranca pela direita, entra na área, mas o cruzamento acaba desviado por Jefferson.
39’ Bruno Gallo remata de fora da área. Vaná defende com facilidade.
40’ Corona finta Nuno André Coelho, antes de cruzar para o cabeceamento de Herrera. A bola sai perto do poste da baliza de António Filipe. Grande oportunidade para o FC Porto inaugurar o marcador.
42’
Cartão amarelo-Luís Martins e Marega vêm o cartão amarelo depois de se terem desentendido.
45’ 
Cartão amarelo - Mais um cartão amarelo, desta feita para Stephen Eustáquio.
45’ Sérgio Conceição deixa o banco de suplentes e dirige-se para o balneário ainda antes de terminar a primeira parte.
45’ Intervalo. Primeira parte de domínio do FC Porto, ainda que sem grandes oportunidades de golo. O Chaves tem sido competente a defender, mas pouco atrevido no ataque.
46’ Início da segunda parte.
47’ Aboubakar, Brahimi e Hernâni já aquecem na equipa do FC Porto.
47’ Sérgio Conceição está a ver a segunda parte na bancada.
52’ Afinal, Sérgio Conceição foi expulso ao intervalo, por contestar o antijogo do Chaves.
53’ Danilo remate com perigo à entrada da área. A bola sai perto do poste.
56’ Perdigão, já dentro da área do FC Porto, atira forte e ao lado.
58’ 
Cartão amarelo - Cartão amarelo para Diogo Leite por falta sobre Perdigão.
60’ 
Brahimi é chamado ao jogo para o lugar de Corona.
61’ Adrián Lopez, solto de marcação ao segundo poste, falha o desvio de cabeça, após canto de Alex Telles.
64’ Perdigão seguia isolado para a baliza de Vaná, mas João Pedro consegue recuperar o atraso e corta o lance de forma brilhante.
67’ Remate de Niltinho, depois de uma boa ação sobre João Pedro, acaba nas mãos de Vaná.
68’ O tiro de Marega encontra o corpo de Jefferson.
72’ 
Primeira substituição no Chaves. Avto entra para o lugar de Niltinho.
72’ 
Adrián Lopez cede o lugar a Hernâni.
73’ Cartão amarelo para Jefferson, após falta sobre Marega 
.
74’ Hernâni lança a profundidade de Marega, que remata para boa defesa de António Filipe.
74’ 
GOLOOOOOOOO ! Golo do FC Porto, marca Hernâni. Brahimi trabalha já na área, na esquerda. A bola sobra para o extremo português, que remata forte e de primeira, sem hipóteses de defesa para António Filipe.
75’ 
Cartão amarelo - Hernâni vê o cartão amarelo por tirar a camisola nos festejos do golo.
76’ 
Cartão amarelo para William e Otávio.
80’ 
Filipe Brigues sai, entra André Luís, que se estreia no Chaves.
83’ 
Golo do Chaves. Cruzamento de Avto, desvio ao primeiro poste de André Luís e finalização, ao segundo, de Stephen Eustáquio.
84’ 
O FC Porto faz a última substituição. Aboubakar é chamado ao jogo para o lugar de Otávio.
86’ 
William sai, entra Filipe Melo. Daniel Ramos reforça o meio-campo.
88’ Aboubakar fica a pedir penálti por suposta falta de Nuno André Coelho. O árbitro manda seguir o jogo.
90’ O árbitro dá seis minutos de tempo extra.
91’ Grande defesa de Vaná. Jefferson remata forte e ao ângulo, ainda de fora da área, e o guarda-redes do FC Porto voa para evitar o golo do Chaves.
92’ Agora foi a vez dos jogadores do Chaves ficarem a pedir penálti por suposta mão na bola de João Pedro na área do FC Porto.
93’ Mais um pedido de grande penalidade, desta vez para o FC Porto. Brahimi cai na área, o árbitro volta a não assinalar falta.
95’ Golo anulado a Aboubakar, depois de ter marcado com o braço.
95’ 
Cartão amarelo - Aboubakar vê cartão amarelo.
96’ Final da partida. FC Porto e Chaves entram na presente edição da Taça da Liga com um empate no Estádio do Dragão.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Resposta ao Varandas mafioso encarnado

Francisco J. Marques arrasa o Varandas vermelho
Através do Twitter, Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto, reagiu à capa da revista Sábado desta semana, que revela a identidade do hacker que terá roubado os e-mails do Benfica.
«Não sei se o Rui Pinto é o hacker ou não. Sei que o FC Porto não pagou e sei que os mails existem e são verdadeiros. As autoridades sabem desde a primeira hora como tive acesso à informação que permitiu, por exemplo, descobrir os corruptos que andavam a violar o sistema judicial.»

sábado, 8 de setembro de 2018

Como a touteira do Benfica foi apanhada pela justiça

Como a toupeira do Benfica foi apanhada pela Justiça” é o título de um artigo do Observador que relata circunstanciadamente a forma como o Ministério Público conseguiu identificar uma das toupeiras do Benfica (José Augusto Silva). Se gostava de saber, por exemplo, onde é que Paulo Gonçalves escondia informações dos processos em segredo de justiça que recebia desta fonte, não pode perder este trabalho.
Título de um artigo do Observador_Ver aqui



sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Jão Paulo Rebelo mentiu em proveito do Benfica

Comunicado do FC Porto
A revelação através do Jornal Económico de uma das atas das reuniões do Conselho Directivo (CD) do Instituto Português do Desporto (IPDJ) vem confirmar publicamente o que já era conhecido nos corredores do Poder, ou seja, que Vítor Pataco não reunia condições de isenção para ser promovido a novo presidente deste Instituto. Hoje, ficamos a saber que Vítor Pataco agiu nove meses a fio com o propósito de evitar a notificação do SL Benfica sobre a nulidade do regulamento de segurança e utilização do Estádio da Luz, o qual acolhia ilegalmente condições efetivas de apoio a grupos de adeptos que não se encontram registados no IPDJ, designadamente aos No Name Boys, claque que todos sabemos existir por muito que o SL Benfica e em primeira linha o seu presidente façam de conta que não.
A revelação pública desta ata torna as sucessivas intervenções do Secretário de Estado da Juventude e Desporto em defesa da escolha de Vítor Pataco para a presidência do CD do IPDJ numa peça de teatro de cordel em que o próprio governante não se coibiu de mentir na descrição dos factos que fez em recente entrevista à SIC Notícias.

Diz o Povo que mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo.

Que credibilidade pode ter um governante que se comporta desta forma perante o país.

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Noção de ética para os lados do clube da águia

A SAD do Benfica, o seu assessor jurídico Paulo Gonçalves e dois funcionários judiciais foram ontem acusados de vários crimes pelo Ministério Público: corrupção activa e passiva, oferta ou recebimento indevido de vantagem, favorecimento pessoal, favorecimento pessoal, violação do segredo de justiça, violação de segredo por funcionário, peculato, acesso indevido, violação do dever de sigilo e falsidade informática. De acordo com o comunicado da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, ficou “suficientemente indiciado” que os quatro arguidos praticaram atos que “puseram em risco a integridade do sistema informático da justiça, a probidade das funções públicas, os interesses da verdade e da lealdade desportiva e a integridade das investigações criminais”.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Champions League Grupo D Lista A

FC Porto está integrado no Grupo D da competição
O FC Porto enviou para a UEFA, esta segunda-feira, a lista de jogadores elegíveis para a fase de grupos da Liga dos Campeões, em que terá como adversários o Lokomotiv de Moscovo (Rússia), o Schalke04 (Alemanha) e o Galatasaray (Turquia).

O primeiro jogo dos azuis e brancos no grupo D será diante do segundo classificado da última edição da Bundesliga, o Schalke04. O jogo que marca o regresso do FC Porto a Gensenkirchen está agendado para 18 de setembro, às 20h00.

A L​ista A dos Dragões: Casillas e Vaná (guarda-redes), Maxi Pereira, Éder Militão, Felipe, Alex Telles, Jorge, Óliver, Herrera, Danilo, Bazoer, Otávio, Sérgio Oliveira, Hernâni, Brahimi, Aboubakar, Marega, Corona, Adrián López e André Pereira. Na Lista B estão Diogo Costa, Chidozie, Diogo Leite e Bruno Costa.