quarta-feira, 22 de março de 2017

Ardis benfiquistas (Comunicado)

Em conclusão, os encarnados dizem que são "o futuro, a transparência e a sã convivência do futebol português que estão em causa".
O comunicado do Benfica é uma anedota e seria para rir se não fosse (trágicamente) uma tentativa de falsear (escamotear) a seu favor a verdade dos factos...!
Com o actual comunicado os dirigentes do SLB fazem-me lembrar a cena do ladrão que ao ser perseguido pela multidão desata também a gritar: "agarra que é ladrão" a fim de ser confundido com os perseguidores"...!

Vigarices benfiquistas

Tal como há 88 anos atrás...
Vigarices benfiquistas_Ver aqui

quarta-feira, 15 de março de 2017

Anti fair play da Juventus

Equipas como o Barça e a Juve têm por hábito (anti fair play/cavar faltas) fazer teatro e pedirem amarelos para os adversários de modo a condicionarem (intimidarem) os adversários para poderem jogar à vontade. Mas eles quando é caso disso, entram a varrer sobre os contrários, inclusivamente entradas faltosas sobre: Layún, André André, Danilo, Soares…etc… Que com um critério igual ao utilizado contra os portistas, deviam ter sido sancionadas com os respectivos amarelos contra os jogadores da Juventus…
Enfim, pequenas (grandes detalhes) protecções (dualidade de critérios: benvolência/permissão para uns e excessivo rigor para outros) que parecendo que não influenciam (moralizam, dão confiança aos beneficiados) e de que maneira os resultados dos jogos.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Barça - Um dejá-vu

Unai Emery: "Dois penáltis duvidosos e um por marcar..."
"O juiz do jogo arbitrou sempre a favor do Barcelona. Há dois penáltis a favor do Barça que são muito duvidosos e um claro a nosso favor que não foi assinalado."
Mesmo a perder logo aos 3', o técnico acreditou na passagem aos quartos de final. "Estava tranquilo porque via a equipa melhor, mas os penáltis meteu-os sempre no jogo e na eliminatória. Podíamos ter feito o 3-2, mas fomos sempre prejudicados pelas decisões da arbitragem. Na nossa área era penálti, na deles não. E no final do jogo deitámos fora tudo aquilo que havíamos trabalhado. Não há explicação para o que aconteceu. Temos de assumir o que se passou e é uma oportunidade para crescermos. Foi uma experiência negativa para os jogadores, para mim, para o staff."
Tal como há trinta e tal anos atrás o Barça vence um jogo com acção decisiva do juiz do apito, no Barcelona 6 Paris Saint-Germain 1
Com a diferença que na altura os dirigentes do Barça contrataram uma relações públicas Loira para andar a mostrar Barcelona a 
um árbitro belga encarregado de dirigir um jogo Barcelona vs FC Porto para a Champions League, o qual sensibilizado pelas amabilidades prestadas pela "Loira", não assinalou duas grandes penalidades cometidas sobre o portista Frasco...!
E ainda, tal como há trinta e tal anos atrás um árbitro belga, no caso Bart Vertenten, resolveu fechar os olhos a um penálti favorável à equipa sub-19 do FC Porto quase a acabar o jogo…!!!

Constatação
Os futebolistas do Barça são uns artistas a cavar faltas (entenda-se mergulhar para a piscina) e os juizes do apito, pelos vistos, belgas e alemães, são muito sensíveis a este tipo de actuação dos blaugrana...!

terça-feira, 7 de março de 2017

Feirense - Penalti por marcar contra o Benfica

Etebo do Feirense cai na área do Benfica ao minuto 87, rasteirado por Samaris... Soares Dias não marcou com receio de ir para a "Jarra", pois os dirigentes benfiquistas mais a Comunicação Social afecta aos encarnados não lhe perdoaria tal desempenho...!
Feirense vs Benfica-Penálti perdoado aos encarnados

domingo, 5 de março de 2017

Benfiquistas semeiam o caos em Vila da Feira

O aniversário dos No Name Boys, claque do Benfica, resultou em cânticos de parabéns, mas também em dezenas de tochas e petardos atirados para o relvado.
Também de incidentes se conta a vitória do Benfica em Santa Maria da Feira. Entre tochas, petardos, cadeiras arrancadas e a queda de uma vedação que feriu o repórter fotográfico, vários foram os incidentes que, segundo foi possível apurar, deixam os encarnados na expectativa de um eventual castigo mais grave do que as já habituais pesadas multas que têm pago por causa do mau comportamento dos seus adeptos.

sábado, 4 de março de 2017

C.A. nomeia Bruno Paixão a pedido do Vieira para o Dragão

O conselho de arbitragem liderado por José Fontelas Gomes decidiu perder definitivamente a vergonha e mostrar de quem está ao serviço.
Por mais inacreditável que seja, o árbitro nomeado para o FC Porto – Nacional , árbitro que regressa 9 anos depois ao Dragão é nada mais, nada menos do que … Bruno Paixão! Sim, parece inacreditável, mas é verdade. O Conselho de arbitragem decidiu nomear um árbitro que prejudica sistematicamente o FC Porto para mais um jogo decisivo no que diz respeito á corrida ao titulo Nacional. Para apitar o jogo do Benfica em Santa Maria da Feira, foi nomeado o árbitro actualmente com maior currículo Internacional em Portugal … Artur Soares Dias.
Agora convençam-nos com muito jeitinho de que o Polvo não está a brilhar no maximo do seu esplendor

R. a João Gabriel

Durante décadas...?!
Devem estar a ver-se ao espelho... O clube do regime de Salazar que com a ajuda da Comunicação Social afecta ao clube da águia centrada na capital, sempre controlou a arbitragem...! Estão a ver-se ao espelho, só pode... E que dizer dos Vouchers (jantares oferecidos a: árbitros, assistentes e observadores...? E ainda, porque é que o apito dourado não passou de Leiria para baixo? Porque Maria José Morgado mulher dum conhecido benfiquista descobriu um telefonema de Luís Filipe Vieira a escolher árbitros: o João, pode ser o João Ferreira...! E ainda o célebre caso do Calabote...! Queres mais? As falcatruas para beneficiar o Benfica  já vêm de longe. Na temporada de 1940/41 o presidente portista Ângelo César foi irradiado pela FPF por reclamar contra os poderes instituidos em Lisboa, contra as arbitragens que prejudicavam constantemente as equipas do Norte, favorecendo por outro lado, as do Sul... O grito de revolta ecoava nessa altura por toda a cidade do Porto. 

Por agora é tudo. Mas se quiseres que continue há um longo historial dos benefícios concedidos aos dois grandes de Lisboa que poderei divulgar... Vê lá se ganhas juízo.... Os antecedentes (telhados de vidro) são inumeros...

sexta-feira, 3 de março de 2017

Super Dragões «vítimas de manobra de diversão»

A claque Super Dragões do FC Porto utilizou as redes sociais para negar ter estado envolvida nas "pichagens no restaurante do pai do árbitro Jorge Ferreira" e sublinhou estar a ser vítima de "mais uma manobra de diversão para tentar virar as arbitragens contra o FC Porto".
Os Super Dragões vão mais longe e, apesar de descreverem Jorge Ferreira como um "mau árbitro" e "adepto ferrenho do Benfica", garantem que não se vão calar perante "a descarada campanha que está em curso para condicionar e obter proveitos com as arbitragens".

Por fim, a claque portista sublinha ainda não admitir que "se use o nome" da organização para "cultivar a campanha que está montada" e que "a tinta azul compra-se com a mesma facilidade que a tinta vermelha". "Não deixa de ser sintomático que nos últimos meses, desde que o FC Porto iniciou a recuperação na classificação, tenham surgido várias pichagens em casas de dirigentes do FC Porto, na nossa própria sede e na casa do nosso líder, Fernando Madureira", conclui.
Recorde-se que a Taberna da Esquiça, em Fafe, foi vandalizada na madrugada desta quinta-feira. Na parede exterior do estabelecimento, que perante ao pai do árbitro Jorge Ferreira, surge a inscrição: "Aqui venera-se Calabote", frase acompanhada pela sigla dos Super Dragões.
O juiz da Associação de Futebol de Braga dirigiu o Estoril-Benfica da última terça-feira, em partida da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, que ficou marcada pelo segundo golo de Mitroglou, responsável pelo triunfo das águias (2-1), alegadamente em posição irregular.

quarta-feira, 1 de março de 2017

O reino dos coitadinhos e a Tarja da claque diabos 1982

Guilherme Aguiar, antigo dirigente do FC Porto, fala de uma estratégia por parte do Benfica para condicionar as arbitragens.
Guilherme Aguiar deixou duras críticas ao Benfica a propósito da reunião que o clube da Luz teve com o ao Benfica foi lançar a discussão e a ideia de que neste país há um clube que é prejudicado, é o reino dos coitadinhos, e que todos os outros são beneficiados. Naturalmente que agora é o FC Porto, que Conselho de Arbitragem. O antigo dirigente do FC Porto considera que tudo não passa de uma estratégia, numa altura em que os dragões estão apenas a um ponto da liderança.
"O que interessou vai a um ponto", considerou Guilherme Aguiar em declarações à Antena 1.
"Todas as faltas são marcadas, mesmos as que não existem. Soares começa a ser apontado não como um avançado que marca golos, mas que comete muitas faltas e isso deve merecer uma atenção especial por parte dos árbitros. É uma comunicação com algum resultado", afirmou ainda.


Tarja da claque benfiquista 1982:
"APAF Se têm medo do Dragão mudem de profissão"

Têm razão, a APAF não deve ter medo, agora o que deve e exigimos, é que providenciem para que as regras do futebol sejam iguais para todas as equipas que estão a disputar a Liga NOS, pois o que se tem constatado, é que no capítulo disciplinar o Benfica goza de protecção especial que lhe é concedida pelos juízes do apito, e, que não é extensiva às outras equipas .
Outra coisa que se está a constatar, é que as labaredas dos Dragões estão apagadas e que são precisamente os benfiquistas quem está a incendiar  o ambiente do futebol profissional…!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Ainda o jogo do Bessa

Quanto ao Boavista x FC Porto tenho de manifestar a minha discordância com certas análises ao jogo supostamente positivo dos boavisteiros...
1 - Foi um jogo muito disputado, mas vezes demais, fora das regras do futebol. O futebol é um desporto de contacto mas não é rugby.
2 - Fábio Veríssimo devia logo de início ter reprimido o jogo violento dos axadrezados. Como aliás fazem, os árbitros que apitam os jogos do Benfica. No início dos jogos protegem disciplinarmente os jogadores encarnados reprimindo com os cartões o jogo faltoso dos adversários que defrontam o Benfica. Quem vê os jogos do Benfica apercebe-se das autenticas passadeiras vermelhas que os adversários são obrigados pelos juizes do apito a estender aos jogadores do clube da águia (não obstante o kadafi dos pneus, Filipe Vieira, foi ao conselho de arbitragem reclamar os prejuizos das Águias e benefícios do FC Porto). Pode...?! É preciso ter uma lata descomunal...! Mas outra coisa não é de esperar de alguém que em determinada altura vigarizou o próprio sócio.
Adiante. Se Fábio Veríssimo assim tivesse procedido, ter-se-iam evitado atitudes incorrectas dos boavisteiros que entraram a "dar pau" para intimidar e retirar consistência à equipa portista.
3 - A equipa do Boavista exagerou no capítulo da agressividade chegando muitas vezes a raiar a violência para intimidar os jogadores azuis e brancos, com a permissão/benevolência do árbitro Fábio Veríssimo que em contra partida foi extremamente rigoroso com os portistas: à minima levavam com o amarelo; não se compreendendo inclusivamente o 1º amarelo a Maxi por suposta simulação porque Maxi foi mesmo travado, impedido de prosseguir a jogada.
4 - Os pisões a Alex Teles e ao Corona, com um árbitro isento e sem estar condicionado pela comunicação social benfiquista, teriam como consequência o vermelho directo e não um simples amarelo.

E para já mais não digo...