segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Resposta a Jorge Simão

Resposta a Jorge Simão_Ver aqui
...O senhor Jorge Simão fez-me o favor de me relembrar do anti-Portismo primário que anda nas cabeças de muita gente no futebol.
Com que então o senhor diz que qualquer equipa impõe o seu jogo no Dragão? Qual, caro amigo? O das simulações de lesões, com direito a maca e 5 minutos de assistência em campo, o do guarda-redes demorar tempos infindos a marcar os pontapés de baliza, dos jogadores demorarem tempos infindos a marcar tudo o que era cantos e livres, de propositadamente adiarem reposições de bola em jogo, éesse o domínio de que está falar?
Se sim, tem razão. Com um árbitro conivente e com falta de coragem para dar uns amarelos por simulação e gasto de tempo, tudo isso é possível, sim. Mas, mesmo assim, não chega. E a falta que o senhor fala, é a falta de jeito que os jogadores da minha equipa tiveram para matar o encontro?! Sim, concordo, apeteceu-me ir lá marcar eu os golos de baliza aberta que falharam. Só eu contei oito. E a si, quantos pareceu?
Já agora, senhor do importante domínio, quantas ocasiões de golo teve? Pois! Marcou por uma falha defensiva grave, e depois, fez mais o quê para assustar Iker Casillas? Pois!
E, por falar em guarda-redes, é claro que estava a achar estranho ele superar-se para lá de si, e de fazer este anti-jogo vergonhoso! Este é o senhor Marafona, aquele do ano passado da assistência para o Lima para golo e daquela vergonha que foi o jogo do ficaben no Moreirense, à espera de ir lá parar! Não foste, não é verdade? Pois, crentes há muitos, felizmente com uma fé num Deus mais certo! Com este currículo, de facto, a tua exibição é consentânea!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.