segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Árbitro de Lisboa beneficia Sporting

Infelizmente, a nossa equipa não teve sorte com as decisões do árbitro. A verdade é que os dois golos do Sporting nascem de faltas não assinaladas por Tiago Martins, que pode ver aqui e aqui, só para falar nas mais relevantes e com influência muito directa no resultado. Impressionante a quantidade de vezes que os jogadores do Sporting usaram os cotovelos, sem serem devida e severamente punidos pela equipa de arbitragem, como aqui Slimani, reincidente neste tipo de comportamento em jogos com o FC Porto. Na terça-feira, em Roma, o árbitro puniu o jogo violento sem olhar a nomes, mas infelizmente em Portugal continua a haver uma inaceitável complacência com o jogo subterrâneo. É só comparar.
Depois, há coisas que parecem só ser possíveis no futebol português. Jorge Jesus recebeu ordem de expulsão, mas até cumprir a determinação do árbitro passaram uns intermináveis três minutos, com o treinador do Sporting a ser filmado pela televisão a dar instruções ao seu adjunto no banco dos suplentes, que devia ter abandonado imediatamente após a expulsão.


Coates sarrafeiro-mor e reincidente habitual




Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.