sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Benfica vence na Luz um Arouca macio

Benfica vence na Luz um Arouca macio, apitado por Manuel Mota, um árbitro muito conveniente para o Benfica...
Vi a 2ª parte do jogo e ainda tive tempo para ver um empurrão de Eliseu ao angolano Mateus do Arouca na área do Benfica que Manuel Mota fez de conta que não viu. Claro está que se a cor das camisolas fosse azul e branco Manuel Mota de certeza que tomaria outra atitude, decisão diferente…! Aliás Manuel Mota durante todo o jogo adoptou o critério de na dúvida beneficiar os encarnados, pelo que foi permissivo para os benfiquistas e rigoroso para os arouquenses…!
Também pude constatar o facto da equipa do Arouca jogar macio contra os encarnados na Luz, em contraste muito acentuado com o futebol físico e exageradamente agressivo (dar no osso) que as equipas que defrontam o FC Porto praticam, castigando quase sempre impunemente os profissionais azuis e brancos…!

2 comentários:

  1. O Manuel Mota por beneficiar tanto o Benfica é que expulsou o Ederson depois deste jogar a bola, jogando o Benfica toda a 2ª parte com 10 e perdoar um penalty ao Arouca.
    Quanto ao lance do Eliseu o problema é que o Mateus estava em fora de jogo. Mas isso não deve ter visto.
    A pressão de já estarem a 4 pontos deve ser lixada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao benfiquista camões:
      1- A entrada do Ederson sobre o Mateus não se admite, era para arrumar com o angolano... Também não admira pois há uns anos atrás o Toni partiu a perna a um brasileiro que jogava no FCP.
      O Katsouranis partiu a perna ao Anderson (em 2 sitios) que recuperou e foi para o Manchester United, mas nunca mais voltou a ser o que era.
      Vocês têm um longo historial de não respeitar os profissionais adversários.
      2 - Nós os portistas quando vemos os jogos do Benfica na TV, ficamos surpreendidos com o espaço (passadeira vermelha) que os adversários dão aos encarnados. E escusa de rebater estas minhas afirmações, pois todos aqueles que não são benfiquistas sabem que isto é verdade; aos encarnados são permitidas atitudes que são interditas aos jogadores das outras equipas. Pelos vistos as regras não são iguais para todos os clubes.
      Se os jogadores benfiquistas provassem das entradas a varrer (dar no osso) que muitas vezes os profissionais portistas sofrem, ninguém vos calava...
      Mas esta situação de normalmente os árbitros na dúvida decidirem a favor do clube da águia e protegerem os jogadores benfiquistas, deve-se ao facto da Comunicação Social (A Bola, CM, RTP, SIC, TVI...etc...) estar sediada em Lisboa e da grande maioria dos jornalistas (camões) vestirem a camisola do Benfica, o que condiciona e muito os árbitros, pois estes receiam ir para a "jarra"...
      Em Guimarães o Xistra (xistrema) usou de dois critérios: sempre que um artista vimaranense se atirava para a piscina era assinalada a respectiva falta (André André, Corona, Brahimi e Marcano... etc... nem queriam acreditar); pelo contrário, muitas das faltas sobre os jogadores portistas ficaram por assinalar...(não é por acaso que Pedro Martins deixou muito claro que não tinha nada a dizer do árbitro... Pudera, o Xistra até foi caseiro...!) Mas não só, para Xistra foi muito fácil puxar das cartolinas amarelas para exibir e intimidar os azuis e brancos, facto que condiciona e de que maneira...!
      3 - Não obstante e apesar de Carlos Xistra em Guimarães, não estamos a 4 mas a 1 único pontinho...
      4 _ Manuel Mota é herdeiro e vezeiro de beneficiar o SLB, pois sabe que para apitar jogos e ganhar o dele tem de agradar aos jornalistas (camões) benfiquistas, aos dirigentes e observadores dos árbitros que o Filipe Vieira tratou de impor nas estruturas dirigentes do futebol nacional...!
      E por agora fico por aqui para não abordar o caso dos célebres "vouchers"... etc...etc...!

      Eliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.