sábado, 29 de novembro de 2008

Lateral esquerdo Leandro (emprestado!)

Leandro é o mais desejado no Palmeiras, clube que este fim-de-semana pode ascender ao segundo lugar do Brasileirão e que vai pedir ao FC Porto, a quem pertencem os direitos desportivos do jogador, que prorrogue o prazo do empréstimo, pelo menos por mais seis meses. Não é de estranhar: o lateral que os dragões têm há três anos emprestado é um dos três candidatos a melhor do Brasileirão e o jornal "Globo" até vai mais longe, dando-lhe a titularidade no melhor onze do campeonato. Isto, enquanto o tricampeão português arranca cabelos à procura de um... lateral-esquerdo. Haverá explicação? Aparentemente, sim.
Toninho Cecílio, gestor do futebol do Verdão, disse no Brasil que o FC Porto seria contactado no sentido de decidir se vai querer utilizar o lateral-esquerdo, porque a vontade, no Palestra Itália, é o de continuar a contar com os serviços do atleta. Wanderley Luxemburgo, que comanda a equipa desde o início desta temporada, parece ter conseguido extrair de Leandro o melhor das suas qualidades, e a aposta no jogador, que chegou a ser posta em causa no final do ano passado, quando Caio Júnior era ainda o técnico, provou ter sido acertadíssima.
"Leandro mudou completamente o rendimento este ano", conta a O JOGO Luiz Ademar, especialista do "GloboEsporte" que há duas temporadas cobre o Palmeiras e testemunhou a evolução. "Com Caio Júnior, ele esteve muito irregular, chegou a perder a titularidade e no final do ano, por vontade do Caio, ele não ficava", contou. A chegada de Luxemburgo, que conhecia o jogador do Cruzeiro - onde a carreira de Leandro tinha tido o seu ponto alto - mudou para melhor o futebol deste carioca andarilho. "Luxemburgo tem um futebol mais de ataque, que explora as alas, e o Leandro tem estado fenomenal, cresceu muito de produção. É um dos que mais jogos fizeram esta temporada, apoia muito e muito bem o ataque e tem sido fundamental no jogo do Palmeiras", diz Ademar, surpreendido por saber que o FC Porto está deficitário na posição e não tomou ainda opção sobre Leandro.
Num esquema táctico mais ofensivo, parece evidente que o bom futebol do lateral-esquerdo sobressai, porque não se lhe exige com tanta frequência o vaivém entre as duas tarefas: "Leandro é prejudicado se tiver que defender e depois ir apoiar o ataque, como no esquema de contra-ataque que o Caio Júnior defendia, mas o Palmeiras tem um sistema de ataque continuado e aí o Leandro brilha", assegura o jornalista.

Leandro ou a prova de que a defesa é o melhor ataque
O estilo ofensivo preconizado por Wanderley Luxemburgo no Palmeiras cabe como uma luva a Leandro, que utiliza o corredor esquerdo para atacar, cruzando, em média, 9,8 vezes por jogo. O defesa emprestado pelo FC Porto tornou-se mesmo o melhor lateral do campeonato brasileiro no apoio ao ataque, tendo conseguido fazer três assistências de que resultaram outros tantos golos. O jogador que não conseguiu afirmar-se no FC Porto com a concorrência de Areias, Nuno Valente e, mais tarde, César Peixoto, está a conseguir relançar a sua carreira no Palmeiras e já despertou a cobiça do Bordéus em Junho, mas a renovação entretanto acordada com os azuis e brancos afastou o interesse da equipa francesa.

3 comentários:

  1. Vai regressar, mas é claramente um defesa lateral de vocação ofensiva e na C.League, o F.C.Porto não pode ir para a frente de qualquer maneira.
    No entanto é melhor do que os que temos.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Caro Vila Pouca!

    Não sei se reparaste que no último jogo com o Fenerbahçe o Jesualdo para aproveitar a experiência do PEmanuel na equipa,teve de exigir ao Rodriguez um esforço maior que foi o de utilizar a velocidade deste para colmatar a falta de velocidade do PEmanuel.E foi o que aconteceu,o Rodriguez fartou-se de defender, ajudando a fechar a faixa lateral esquerda.
    Ora se o Jesualdo quiser aproveitar o bom futebol ofensivo do Leandro,é evidente que tem de colocar na faixa dele um médio ala(que colabore) que alem de atacar tambem defenda bem.

    Abraço

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.