quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Comentário ao post do blogue Sou portista com muito orgulho

Com esses golos todos que menciona diga-me, porque vamos a 7 pontos do Benfica e a 5 do Sporting?!
Antes de considerar que os outros são estúpidos, que tal meditar,analisar os argumentos dos outros?!
Claro que os jogadores não são máquinas, mas uma verdade insofismável é o facto duns treinadores conseguirem tirar mais rendimento dos jogadores disponíveis do que outros.
Segundo a sua teoria é indiferente ter como treinador o Zé da Esquina ou o Guardiola, Mourinho, Wenger, ou ainda o Jürgen Klopp do Liverpool...? O que eu pretendo dizer é que estou convencido que se, por exemplo, fosse o Marco Silva o treinador do FC Porto a posição da equipa na tabela da classificação geral da liga NOS seria muito diferente!
Mas mais, porque é que por vezes acontecem as chicotadas psicológicas noutros clubes, exemplo o Capucho foi demitido, dispensado? Será por os treinadores estarem a ter sucesso?!
E mais ainda; o que se passa, ou seja, o problema é que o FC Porto está a jogar muito pouco comparado com o Benfica ou o Sporting. E na minha opinião partilhada por muitos outros adeptos portistas a culpa até não é dos jogadores mas do seu líder que não sabe mais. Tome nota, pois eu já tenho alguma experiência destas coisas, o NES veio para o FC Porto para aprender e não para ensinar o que quer que seja, pois pelo que se tem visto o homem tem demonstrado saber muito pouco da poda. Outro exemplo, vi o Belenenses do Quim Machado, jogar à defesa sim, mas quando de posse da bola, o esférico circulava duns para os outros ao primeiro toque, davam a impressão de que jogavam duns para os outros d'olhos fechados. Em contra partida a equipa portista praticava um futebol mastigado e denunciado, o que fez com que os defensores do belenenses lograssem ter êxito, ao jogar em antecipação e interceptar,anular, as investidas, as jogadas de ataque dos azuis e brancos...!
E mais preocupante ainda é o facto de se constar na imprensa desportiva que o NES tem muita dificuldade no relacionamento com os jogadores e que foi por isso que na 2ª época do Valência acabou por ser despedido.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.