domingo, 16 de março de 2008

Leixões 1 FC Porto 2

Uma má decisão do Jesualdo Ferreira em colocar a jogar a trinco um jogador que defende relativamente bem mas inofensivo em termos ofensivos, foi uma das causas que provocaram todo aquele sofrimento escusado aos adeptos do FCP.
Em meu entender, 4 defesas são mais que suficientes para defrontar a atual equipa do Leixões.
Depois, aquele inconsistente fiscal de linha a interromper sistematicamente, erradamente, todos os lances ofensivos do FCP, mais contribuiu para a desorientação que a partir de determinado momento pareceu apoderar-se da equipa do FCP.
Quero aqui também chamar a atenção de Jesualdo Ferreira para o facto de nas equipas de futebol do FCP, todos os jogadores têm de ser especialistas no jogo defensivo e ofensivo.

Uma chamada de atenção para o comentador da TVI .
Onde estava o Sr. que não o ouvi criticar/salientar os fora de jogo mal assinalados ao FCP por um dos fiscais de linha?!
Mas soube ser peremptório (incendiar a opinião pública afecta aos clubes de Lisboa) “ para mim está fora de jogo”, quando afirmou com convicção, ao vislumbrar o fora de jogo do Tarik no segundo golo do FCP. O qual a mim, ao ver a repetição, me deixou dúvidas pois pareceu-me que um defesa do Leixões estava em linha, mas admito que o comentador da TVI tenha razão, e o Tarik estivesse uns centímetros à frente, pois afinal de contas e pelos vistos, o tal comentador, dispunha duma lupa!
É muito conveniente para estes comentadores, nestas alturas escamotear o regulamento que diz que em caso de dúvida beneficia-se a equipa que ataca.
Diferença gritante de procedimento e ficou registado, foi aquele golo em nítido fora de jogo marcado por um jogador do Sporting na recente eliminatória da Taça de Portugal, só que nessa altura o comentador da TVI foi muito mais cordato ao referir “parece estar fora de jogo” .
Embora por princípio eu próprio, não pratique e não defenda essas acções, compreendo no entanto os eventuais insultos que outras pessoas mais exaltadas, possam dirigir a esses Srs. quando se deslocam ao Estádio do Dragão.

1 comentário:

  1. Boas,

    Excelente análise do jogo e do pós-jogo, aquele k é jogado com golpes rasteiros, mesquinhez e afins...

    Basta atentar na capa de hj do Record, trazendo à estampa o pretenso fora-de-jogo no 2º golo portista. A existir, foi milimétrico, mas a (in)coêrencia do jornal é visível qd fomos ao Bessa e nos sonegaram um golo, mesmo no final, por um lance idêntico...

    Mas lá está, como diz, o k importa a esta gentinha é mesmo passar a ideia de k somos beneficiados. Para isso branquea-se o péssimo serviço do fiscal-delinha k, nos primeiros 15 minutos, impediu 3 lances de perigo do Porto por pretensos off-sides...

    Espantoso é k isto ninguém comenta. É a pouca vergonha de sempre nos media, cada vez mais ressabiados pelo avanço obsceno e humilhante k o Porto leva.
    Nunca nos vergaremos!

    ps: e obrigado pelos votos de melhoras:)

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.