segunda-feira, 4 de março de 2013

O descontrolo do Jesualdo e o futebol portista

1 - 04/03/2013 - As mentiras malévolas do Carlos Severino candidato à presidência do Sporting sobre Jesualdo Ferreira produziram o efeito desejado, que foi criar no professor um trauma psicológico de tal ordem que o fez perder a noção do bom senso e do ridículo, e, também que  passasse a ter uma postura e um discurso totalmente descontrolado!
Portanto independentemente de ser verdade ou mentira, que para o caso não interessa, o que é facto é que produziu os efeitos desejados. Pois ficamos a saber que há gente para quem os fins justificam os meios (a intenção do Severino foi essa), ou seja, tudo lhes serve desde que consigam atingir os seus sórdidos (inconfessáveis)objectivos.

2 - A recente exibição da equipa de futebol dos portistas em Alvalade, levantou-me algumas dúvidas relativamente ao irregular rendimento produzido pela equipa azul e branca.

Isto porque é verdade e todos os adeptos reconhecem, a equipa dos Dragões esta época já tem arrancado exibições de entusiasmar e outras em que deixaram os seus créditos por mãos alheias! Actualmente fala-se muito em motivação, e sim, também eu acho muito importante os futebolistas estarem motivados e despertado o seu brio profissional. O que me custa a entender é a razão pela qual os profissionais do FC Porto encarem certos jogos com a responsabilidade e atitude correcta e noutros facilitem e tenham uma conduta displicente!
É evidente, até porque também tem sido realçado pelos dirigentes do clube, o principal objectivo dos Dragões é a conquista do campeonato nacional de futebol, por conseguinte o que nos interessa são as vitórias nos jogos que temos de realizar para o campeonato, e acredito na capacidade da equipa para vencê-los todos – um a um, desde que se verifiquem os seguintes pressupostos: humildade, competência e respeito pelos adversários. E acrescento também: raça, atitude e determinados a comer a relva se para tal for necessário.
Eu acredito no valor dos jogadores do Porto , mas com nervos e ansiedade , com os índices de   confiança a descer , tudo fica mais difícil.
3 - O que me preocupa na classificação geral, não são os 2 golos a menos que colocam o Porto no 2º lugar , é a ansiedade e falta de soluções, de capacidade perante as tácticas do autocarro , porque nestes casos Porto tem sido lento , previsível, trapalhão e confuso , facto que nos levou a
perder 2 pontos contra o Olhanense e contra o Sporting, embora empatar em Alvalade seja um resultado mais normal.
Outra questão foi a ausência do Moutinho e do Mangala em Alvalade, porque são dois elementos muito importantes na equipa e estão em grande forma, porem contra o Olhanense jogaram os dois e o Porto emperrou .
Portanto no ciclo final que os Dragões vão ter de enfrentar, só lhes resta trabalhar com empenho para encontrar soluções de modo a tratar de vencer os jogos, controlando a ansiedade frente às tácticas do autocarro.
4 - Criticar o Varela , o Danilo , ou o Mister Vítor Pereira não serve os objectivos do FC Porto. Devemos é tentar incentivar a nossa equipa e o seu Líder a fim de atingirmos o nosso objectivo que é sermos campeões nacionais.
É verdade que para isso o Porto tem de trabalhar mais, analisar e estudar bem os adversários de modo a encontrar a fórmula para superar as dificuldades, de vencer o medo de não conseguir ultrapassar as organizações defensivas de equipas que se mostram muito compactas e com linhas muito juntas a encurtar espaços.
 E uma das formas de ultrapassar essas dificuldades é o aproveitamento dos lances de bola parada. Se bem que presentemente no plantel ninguém se destaque nesse capítulo. E se é certo que no Porto em termos de marcadores não tem nenhum especialista, tem artilheiros razoáveis que o que precisam é de treinar mais a fim de se aperfeiçoarem e serem mais eficazes.

Um elemento que se destaca pela sua capacidade de impulsão é o Mangala, mas é preciso que  os árbitros se apercebam do seu poder de elevação e não condenem o futebolista logo à nascença! 
Temos uma equipa a todos os níveis superior aos adversários, como comprova a tabela classificativa, mas no jogo de Alvalade o FC Porto transmitiu uma pálida imagem das suas capacidades e foi completamente inconsequente tanto em termos individuais como colectivos, por isso é importante que os jogadores e a equipa técnica reflictam sobre o que se passou e tratem de providenciar outra atitude, outro propósito de jogo, com mais intensidade e mais precisão nos passes e nos remates de meia distância, dado que sem esses condimentos o futebol apresentado é triste e infrutífero.

5 - …Ainda devem 8 milhões do Ola John... mas o que interessa é que deram 20 milhões de lucro.
 Agora vão pedir um Empréstimo de 80 milhões para pagar um de 45... mas o que interessa é que deram lucro de 20 milhões !!!
Isso é que interessa. Pobres, tristes, coitados...
Em Maio, metem a cabacinha na areia ou asobiam para o ar!!!

2 comentários:

  1. ...Já viram que aquele corte do Luisão em que este pretende cortar com a coxa e a bola lhe bate na mão, é consensual?
    Nada de penalti, e o árbitro até esteve muito bem.
    Como naquela em que Otamendi no Estoril ao tentar cortar com o peito a bola lhe vai à mão...mas nesse o arbitro apitou para penalti...!

    Eis aqui as diferenças...!

    ResponderEliminar
  2. Dedicado aos lampeões que aparecem por aqui:

    Anónimo disse...
    Há tanto lixo neste país a gravitar no mundo do futebol! Que muitos já confundem a bola com um penico.
    Os prostitutos que andaram afirmar que Jesualdo era um infiltrado, que estava a desestabilizar alguns jogadores do Sporting para beneficiar o FCP, entalaram os chifres entre o rabo e desapareceram.

    Já tinha reparado que os paineleiros que «defendem» o FCP, infelizmente não fazem os trabalhos de casa, vão sempre mal preparados ao contrário dos outros ronhas. É uma pena.

    Por aquilo que li nos Jornais houve um Palhaço de rua que ofendeu durante o jogo todo o presidente e o FCP. Só foi pena não ter levado uns tabefes na fronha.

    Este treinador do Sporting pensa que é a rainha de Inglaterra...! Ó Jesualdo tu não vês, que só no clube do regime é que não eras expulso?! Mas também podias ser mais educado.

    Anónimo disse...
    O gesto do holandês para o Maicon é vermelho julgo eu.
    Há foto?
    Pelo menos o Costinha já foi castigado por coisa algo semelhante

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.