domingo, 16 de abril de 2017

Armadilhas que favorecem o clube da águia (SLB)

O campeonato português está cheio de armadilhas. Ontem, Brahimi foi expulso quando já estava no banco, após ser substituído. E porquê? "Porque disse qualquer coisa em francês que não percebi", disse no final o responsável pelo vermelho ao nosso jogador. E quem é essa pessoa? O quarto árbitro Tiago Antunes, que mesmo sem perceber o que disse Brahimi entendeu expulsá-lo. Pode parecer estranho, mas quem conhece a proximidade entre o árbitro de Coimbra e o célebre Ferreira Nunes entende tudo melhor. E de repente o lugar de quarto árbitro assume protagonismo, isto depois de na semana passada, em Moreira de Cónegos, o livre que fez o resultado ter sido mal assinalado por indicação do quarto árbitro... Quanto ao trabalho de Hugo Miguel, se merece o benefício da dúvida do ponto de vista técnico, apesar de ter parecido penálti um lance sobre Soares aos 25 minutos, de Felipe e André Silva terem sido agarrados na área, tudo lances para os especialistas analisarem, teve um critério disciplinar inaceitável, com sucessivos cartões poupados aos jogadores do Braga - Pedro Santos não ter visto amarelo na primeira parte foi uma proeza de Hugo Miguel, que lhe devia ter mostrado vermelho numa entrada violenta sobre Alex Telles, já na segunda.

Dualidade de critérios do árbitro Hugo Miguel poupa futebolistas bracarenses

Tribunal unânime:
Penálti e expulsão perdoados a jogadores do Braga

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.