domingo, 10 de novembro de 2013

Taça de Portugal - Convocados para Guimarães

QUATRO NOVIDADES PARA GUIMARÃES

09/11/2013 - As chamadas de Bolat, Herrera, Carlos Eduardo e Kelvin são as novidades na convocatória elaborada por Paulo Fonseca para o jogo com o Vitória de Guimarães, a contar para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. A partida disputa-se domingo, pelas 19h30, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
De saída das opções do treinador portista, em relação ao empate (1-1) com o Zenit, para a UEFA Champions League, da passada quarta-feira, estão Helton, Reyes, Mikel (chamado à equipa do FC Porto B) e Licá.
No derradeiro treino, que decorreu este sábado, no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, Quintero manteve-se em treino condicionado, sendo de realçar as ausências de Kadú, Izmaylov e Fucile. O guarda-redes angolano treinou com o FC Porto B, na preparação para o encontro deste domingo com o União da Madeira, enquanto o internacional russo não marcou presença por estar autorizado a tratar de assuntos de natureza familiar. O lateral uruguaio também esteve ausente, devidamente a autorizado a tratar de assuntos pessoais.
Lista de convocados: Fabiano e Bolat (g.r.); Danilo, Lucho, Maicon, Josué, Jackson, Ghilas, Herrera, Varela, Carlos Eduardo, Ricardo, Mangala, Fernando, Alex Sandro, Kelvin, Otamendi e Defour.

 
09/11/2013 - FC Porto "B"SEIS NOVIDADES PARA A MADEIRA

As chamadas do guarda-redes Matos, do defesa Bruno Silva, dos médios Mikel e Frederic e dos avançados Graça e Vion são as novidades da convocatória de Luís Castro, treinador do FC Porto B, para a partida com o União da Madeira, a disputar domingo, pelas 15h, a contar para a 15.ª jornada da Segunda Liga.
Ao fim de 14 jornadas, o FC Porto B encontra-se na 3.ª posição, com 27 pontos, enquanto o União da Madeira está no 16.º lugar, com 16 pontos.
Lista de convocados: Kadú e Matos (g.r.); Bruno Silva, Caballero, David Bruno, Frederic, Graça, Kayembe, Kléber, Leandro, Mikel, Pedro Moreira, Quiño, Tiago Ferreira, Tozé, Vítor García, Vion e Zé António.

 
08/11/2013 - "NÃO FUGIMOS AOS PROBLEMAS"
Na conferência de imprensa de antevisão do duelo com o Vitória de Guimarães (domingo, 19h30), da quarta eliminatória da Taça de Portugal, o treinador Paulo Fonseca fez um balanço do momento da equipa e não fugiu às críticas. Os erros têm sido discutidos e trabalhados para que, já no domingo, frente a uma formação “difícil de bater” e actual detentora da prova, a exibição seja perfeita.
“Não fugimos aos problemas, obviamente temos de falar e trabalhar sobre eles. Isso aconteceu depois dos jogos com o Belenenses e o Zenit: vimos o que não fizemos bem e o que temos de melhorar e trabalhar. Há um problema, em termos de decisão, que queremos resolver”, afirmou o técnico, salientando que tal está a ser feito de forma “honesta e séria”.
Nessa análise, há que ter em conta “vários factores”: “Em primeiro lugar, as equipas que defrontámos e, depois, as circunstâncias em que sofremos os golos. Já fizemos essa análise e penso que não há um problema de organização defensiva. Precisamos todos de perceber que os erros nos têm custado caro e não podem ser recorrentes. Com objectivos como aqueles que o FC Porto tem, não podemos falhar”.
O Vitória de Guimarães, que conquistou a Taça de Portugal na época passada (vitória por 2-1 sobre o Benfica), vem de uma derrota caseira frente ao Betis de Sevilha (0-1), na quinta-feira, para a Liga Europa. No entanto, de acordo com a análise de Paulo Fonseca, esse resultado não retira “motivação nem confiança” ao adversário, que fez “um bom jogo, especialmente do ponto de vista defensivo”.
“Pudemos comprovar que é uma excelente equipa, difícil de bater. Já tínhamos tido essa prova nos dois jogos que fizemos com eles e acredito que se vá manter esse cenário de dificuldades, num jogo a eliminar, em que uma das equipas vai ter de sair. Não queremos ser essa equipa”, declarou.
Depois de ter vencido os vimaranenses por 3-0, a 10 de Agosto, para a Supertaça, e por 1-0, no Estádio do Dragão, a 27 de Setembro, para a Liga, Paulo Fonseca pretende que não haja “duas sem três”: “Independentemente da competição só temos um propósito: vencer o Vitória e vencer esta prova. Para isso teremos de ultrapassar este obstáculo difícil”.
O treinador não quis particularizar a análise sobre os atletas que não têm sido utilizados – “a pergunta vai sempre calhar aos que não jogam” –, garantiu que Fucile, que não tem treinado, “é um assunto interno que está resolvido” e admitiu contar com o plantel do FC Porto B. “A equipa está a fazer um excelente campeonato, tem estado em excelente plano e isso dá confiança para os jogadores poderem ser uma aposta na equipa A”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.