quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

António Salvador e os lampeões

Será?! E se o Braga pagou, onde estão então os documentos(provas)?
Francisco J. Marques tinha, recorde-se, falado num "financiamento em espécie" por parte do Benfica ao Braga: "Acontece que o Braga não pagou ao Benfica. Não há transferência nenhuma nos documentos. Recebeu o jogador, foi um financiamento em espécie. Deu-lhe um jogador que queria. É um excelente negócio para o Braga e não quero tirar mais nenhuma ilação/interpretação, mas podia fazer muitas", afirmou, na terça-feira, o dirigente portista.


Para cabal esclarecimento de todos, mas sobretudo dos sócios e adeptos deste clube, fica a nota de que a SC Braga, SAD acordou com a SL Benfica, SAD, no dia 4 de agosto de 2014, a transferência de 60 por cento dos direitos económicos do jogador Djavan mediante o pagamento de um milhão de euros, em quatro prestações de 250 mil euros, o que foi cumprido sem qualquer dedução, nomeadamente a título de mecanismo de solidariedade. O jogador Djavan, recordamos, representou um importante esforço financeiro desta sociedade, indo de encontro ao pedido expresso do seu treinador de então, Sérgio Conceição, que havia trabalhado com o atleta na Associação Académica de Coimbra e exigiu o empenho da Administração para a aquisição do jogador à SL Benfica, SAD", acrescenta o comunicado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.