quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Estratégia suicida contra o Liverpool

Carta aberta ao Mister

Caríssimo !

Eu um mero treinador de bancada quero chamar a sua atenção para o seguinte:
1 - Apesar de ser um treinador fora de série o Mr. Sérgio Conceição adoptou uma estratégia suicida contra uma equipa com a categoria/competência deste Liverpool
2 - Sabendo-se que o Liverpool é uma equipa cujos médios e avançados fazem muitos golos, não seria avisado tomar cautelas defensivas jogando na "retranca" e acrescentando o Osório como terceiro central...?
3 - Mas mais, na situação actual o FC Porto não obstante ter jogado desfalcado de Felipe e Danilo, titulares indiscutíveis, ainda jogou com Marcano que vinha duma lesão e por conseguinte esteve longe do seu melhor rendimento. Mas mais ainda, jogou com o Reyes que é um central macio e não se pode dizer que seja rápido como por exemplo o Pepe.
4 - E para agravar ainda mais a situação, jogou no meio campo com o Sérgio Oliveira que embora seja bom tecnicamente e funcione muito bem para consumo interno, como é algo lento de pernas e a executar, na Champions League contra adversários rapidíssimos como os ingleses, não se safa.
5 - Não podemos acusar os nossos avançados: Brahimi, Soares, Octávio e Marega de serem inoperantes porque nunca foram servidos pelos colegas de trás em condições aceitáveis.
6 - E que dizer do facto dos 4 defesas e médios do Liverpool terem feito circular a bola sempre com um à vontade fantástico?!
7 - Conclusão a tirar: o ritmo, a velocidade, a capacidade de choque, e o estofo físico, em vigor no futebol inglês, é muito superior ao do futebol português... Não será...?

Saudações portistas,

dragaoatento.blogspot.com

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.