sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Declarações de Vítor Pereira

A arbitragem foi outra das questões sobre as quais Vítor Pereira respondeu na conferência de imprensa de antevisão do jogo contra o Vitória de Guimarães, quando criticou algumas decisões do árbitro lisboeta Duarte Gomes no jogo de Barcelos."Não estou a dizer que a arbitragem foi mal intencionada, mas que do meu ponto de vista existiram grandes penalidades por marcar, existiram", voltou a firmar o técnico dos dragões.
"No ano passado só falei uma vez da arbitragem. Este ano, por coincidência no mesmo estadio, referi essas duas grandes penalidades que ficaram por assinalar. Erros cometemos todos, não estou aqui a querer penalizar ninguém nem a desculpabilizar-me. Não sou esse tipo de pessoa e demarco-me dessa postura", sublinhou o treinador quando questionado se irá fazer, ao longo da épooca, a denúncia sistemática dos erros de arbitragem contra o FC Porto...

O técnico do FC Porto quer uma equipa que justifique o título de campeão e não quer ver a falta de ritmo e de agressividade que marcou a fraca exibição em Barcelos.
Vítor Pereira na antevisão que fez ao jogo contra o V. Guimarães, sábado, às 20h30
"É um jogo contra uma equipa bem organizada, que sabe o que quer, que joga com linhas bem próximas e com jogadores rápidos na frente. Acredito que seja esse o jogo que vamos ter pela frente, mas também acredito na nossa qualidade para ultrapassar as dificuldades", resumiu o treinador do FC Porto .
"A equipa que entrar tem que perceber que somos campeões nacionais e o mínimo que se pode esperar é que tenha comportamento à altura dum campeão. Os nossos adeptos merecem comportamentos que justifiquem mais um título ganho na época passada. Não podemos esperar que a nossa equipa consiga jogar a um nível elevado, mas a um nivel bem mais alto do que o do ultimo jogo", exigiu.
Recordando o joga da ronda de abertura, em Barcelos, Vítor Pereira apontou uma data de erros que não quer ver repetidos no sábado. "No último jogo faltou-nos ritmo, agressividade nas acções, agressividade no ataque na chegada à área. Trabalhamos para sermos rápidos a circular, para sermos intensos, para sermos agressivos, para jogarmos em espaços curtos. São esses comportamentos que temos que exigir à equipa e esse foi o alvo do nosso trabalho esta semana", explicou o técnico.
Sobre as críticas que proferiu à forma defensiva como o Gil Vicente jogou, Vítor Pereira diz que apenas constatou um facto: "O Gil Vicente ou qualquer outra equipa tem o direito e tem os seus argumentos para jogar da forma que entender. O que eu digo é que apesar de termos feito um jogo em que nos faltou intensidade, agressividade defensiva e ofensiva, em que fomos previsíveis na circulação, fomos a equipa que assumiu as despesas do jogo e quis ganhar. O Gil Vicente ou outras equipas jogam segundo a sua identidade. Só constatei um facto, não tenho que fazer críticas sobre a forma como o Gil Vicente se dispõe em campo.
Vítor Pereira não passou ao lado das movimentações do mercado, que tem vários alvos no Dragão. Com Hulk e João Moutinho, entre outros, apontados como possíveis reforços de outros clubes. O treinador não esconde que todas as notícias e rumores intranquilizam os jogadores.
 "O mercado mexe com a cabeça das pessoas. As notícias são diárias e isso é um dado do qual ninguém pode fugir. É procurar minimizar os efeitos do mercado, ir ganhando e procurando consolidar comportamentos e esperar que o mercado feche para que as coisa fiquem bem definidas na cabeça de toda a gente" referiu o Técnico do FC Porto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.