quarta-feira, 7 de março de 2018

Os guarda-Redes do FC Porto e mais umas coisas...

Classificação de competência

Primeiríssimo lugar : 1 Iker Casillas
Segundo                 "      :
26 Vaná Alves
Terceiro                  "      : 40 Fabiano
Por último              "      : 12 José Sá

Critério - Análise das características
Na minha opinião, Mr. Sérgio Conceição concedeu a José Sá a oportunidade de se afirmar antes dele estar pronto para assumir, e, José Sá com a sua exibição no jogo FC Porto 0 Liverpool 5 comprometeu (espero que não definitivamente) a sua carreira, revelou fragilidade de carácter, e, por conseguinte precisa de ser emprestado a um clube para jogar, ganhar experiência, e, ver até onde ele consegue chegar na sua carreira.
A exibição dos Dragões em Liverpool demonstrou que era possível o Porto continuar na prova (champions league) se atendendo às circunstâncias o Mr. Sérgio tivesse adoptado uma estratégia mais realista...
A exibição da equipa portista em Liverpool provou que atendendo ao poderio ofensivo dos ingleses e dado que os Dragões iam jogar, devido a estar castigado, sem o Felipe, um dos principais esteios da defesa, mandava a prudência que o Mr. Sérgio Conceição adoptasse para o jogo no Dragão, uma estratégia mais cautelosa:
1 - Em primeiro lugar e apesar do diferendo inicial com Casillas, o Mr. Sérgio devia ter optado por este para defender a baliza dos portistas; Casillas um goalkeeper experiente que daria muito mais garantias de serenidade/tranquilidade que o José Sá nunca conseguiu dar ao longo do jogo, e, que com a sua má exibição, comprometeu definitivamente a continuação dos azuis e brancos na prova (Champions League).
2 - Mas mais, dado que Felipe não podia jogar por estar castigado, seria de todo avisado que tivesse acrescentado mais um defesa central, por exemplo o jovem central venezuelano muito promissor recentemente contratado, deslocando Reyes um pouco mais para a frente, para uma posição próxima do trinco normal, afim de evitar os remates frontais dos atacantes ingleses à baliza do Porto.
3 - Não tendo adoptado uma táctica cautelosa e tendo os portistas que jogar desfalcados de vários elementos preponderantes no rendimento da equipa, a estratégia do Mr. Sérgio Conceição acabou por se revelar um autêntico suicídio.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.