segunda-feira, 12 de março de 2018

Têm a palavra os especialistas em arbitragem

No final do encontro do último domingo Sérgio Conceição acusou o Paços de Ferreira de antijogo, Bruno Paixão, o árbitro da partida, de falta de intervenção no jogo.

Opinião dos especialistas
Jorge Coroado, especialista em arbitragem do “Jogo”, confessa esta segunda-feira estar do lado do treinador dos dragões. Bruno Paixão foi condescendente “com o antijogo do Paços de Ferreira”, escreveu.
José Leirós, “muitos falharam e Paixão também errou. Procurou estar perto da bola assinalando muitas faltas. O antijogo é um problema que a arbitragem terá de resolver”, referiu também este especialista em ojogo.
Fortunato Azevedo, na sua análise do encontro, não faz referência ao antijogo mas põe em causa a atuação do árbitro do encontro. “A arbitragem de Bruno Paixão ficou marcada por lapsos técnicos e disciplinares que poderão ter tido influência no resultado”, escreveu.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.