domingo, 18 de maio de 2008

Benquerença na Final da Taça de Portugal

Domingo, 18 de Maio de 2008

Resultado Final : Sporting 2 (no prolongamento) FC Porto 0

Final da Taça de Portugal ( ao intervalo)
Esta não está a ser a equipa do FC Porto que conheço! Ausência de serenidade a defender e a atacar. Os jogadores do Sporting têm defendido muito e bem .Têm sido mais rápidos e mais agressivos sobre a bola! Defendem sempre com muita gente (têm tapado bem as faixas laterais) e ataca com os jogadores suficientes para criar muito perigo!
Importante : o Benquerença está a fechar os olhos a faltas cometidas pelos jogadores do Sporting próximo da sua (deles) área!
Na equipa do FC Porto o meio-campo tem-se visto em grandes dificuldades para filtrar jogo e segurar o meio-campo e avançados do Sporting. Quanto ao ataque não tem funcionado porque não tem sido servido em condições. Tudo isto por culpa do Jesualdo Ferreira, porque enquanto o Paulo Bento colocou jogadores a vigiarem/marcarem de perto os jogadores chave do FC Porto para não deixar jogar , o Jesualdo Ferreira não soube preparar a equipa para vigiar os elementos mais perigosos/decisivos da equipa do Sporting.
Noto além disso que esta equipa do Sporting faz muitas cargas legais e ilegais aos adversários, sempre contudo sem dar muito nas vistas do árbitro. Pelos vistos aprendeu a fazer faltas, dando a impressão que está simplesmente a ganhar a posição sobre a bola.

A minha sugestão ao intervalo.
Eu, ao intervalo, teria tirado o João Paulo, passado o Fucile para a esquerda, colocava o Mariano a defesa direito, substituía o Paulo Assunção pelo Bolatti e acrescentava o Kazmierczak para reforçar, dar capacidade de choque, força ao meio-campo.

Que tristeza Jesualdo Ferreira.
Agora vão todos dizer que o Sporting tem melhor equipa que o FC Porto, porque nos confrontos entre as duas equipas o Sporting foi mais consistente. E tudo isto é culpa do Jesualdo...
Ou então o Paulo Bento é melhor estratega/táctico que o Jesualdo Ferreira.
Pode-se argumentar que o árbitro deu uma ajuda ao Sporting ao fechar os olhos a algumas faltas graves na grande área do Sporting...
Para alem d’algumas opções tácticas discutíveis de Jesualdo Ferreira que poderia e deveria ter actuado mais cedo de modo a fazer inverter a tendencia do jogo, quero afirmar veementemente que a acção do árbitro Benquerença contribuiu decisivamente para o resultado do jogo. Foi demasiado permissivo para os jogadores do Sporting (resultou em pleno o P.Bento ter criticado o Benquerença antes do jogo) e excessivamente rigoroso para com os jogadores do FC Porto(expulsão do João Paulo).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.