quarta-feira, 28 de maio de 2008

Quaresma na ribalta

Ora, é difícil imaginar um campeonato menos tolerante com os eventuais excessos dos artistas do que o italiano ou equipas com mais regras do que aquelas que são treinadas por José Mourinho. E é por isso que não é fácil perceber de que forma as curvas que Quaresma desenha no campo à volta dos adversários encaixam no rigor das rectas desenhas pelo "Special One" ou na contenção característica do próprio futebol italiano. Por outro lado, Itália e Mourinho podem ser exactamente o que o talento de Quaresma está a precisar: contenção e disciplina. Claro que para podermos todos tirar a teima, o Inter vai ter de gastar um ror de dinheiro. A confirmar nos próximos dias.

Um caso de falta de maturidade...
Mais ou menos isto já eu tive ocasião de referir num dos meus comentários sobre o artista em questão. Parece-me evidente que se o Quaresma realmente emigrar para o Inter, vai ter de se adaptar a uma nova realidade. Mais disciplina no capítulo de processos/sistema de jogo, pensar muito mais na equipa do que em si próprio, porque a exigência profissional no Inter é maior e acredito mesmo que os próprios adeptos não lhe vão perdoar certos caprichos (desvarios) que no FC Porto lhe são permitidos. É, o Quaresma tanto é capaz, do oito como do oitenta.
Penso porém que será um bom desafio (calculado) para o J.Mourinho, a missão de incutir-lhe alguma responsabilidade, mais seriedade no seu jogo, mais preocupação (solidariedade) com os interesses da equipa. Na realidade e no fim de contas, moldar-lhe o carácter, resolver o problema da falta de maturidade que o Quaresma por vezes parece dar mostras.
Entretanto é surpreendente a atitude do Inter. Sabem perfeitamente qual é a cláusula de rescisão do Quaresma (40milhões) e que ele renovou à pouco tempo com o FC Porto, e, no entanto têm o descaramento de vir cá regatear o preço do jogador.

2 comentários:

  1. Meu caro já por várias vezes abordei no meu blog, o assunto Quaresma e o que eu penso vai de encontro às tuas ideias.
    Quaresma se for treinado por um técnico com personalidade forte, habituado a lidar com grandes jogadores e os seus tiques, como Mourinho, Fergusson ou A.Wenger, pode vir a ser muito grande, se for para um clube com um treinador que não tenha paciência para os seus caprichos, as suas indisciplinas tacticas, os seus amuos, como Rikard, não vai passar de ser aquilo que é:um jogador de engate, irregular, capaz de fazer, apenas dois ou três grandes jogos por época.
    Se o Inter o quer e dá 30?!...por mim podia ir.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Talvez por isso Mourinho o cobice. A sua fantasia será uma lufada de ar fresco no habitualmente pouco fantasista campeonato italiano, onde os espartilhos tácticos manietam os artistas...

    Sob o jugo do Special One Quaresma terá um enorme desafio, é certo, mas tb a grande oportunidade de finalmente explodir em todo o seu esplendor...

    A ver vamos!

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.