sábado, 3 de maio de 2008

Dragão, 3 de Maio de 2008

FC Porto 0 Nacional da Madeira 3

Este resultado e por conseguinte esta exibição da equipa do FC Porto foi demasiado vergonhosa e direi mesmo humilhante para os sócios e adeptos do clube (os responsáveis já estavam avisados!).
Apesar de não ser profissional, garanto que se me acontecesse uma situação destas solicitaria a minha imediata demissão do cargo, dado ser uma situação intragável.
A começar pela equipa que o técnico apresentou, porque na opinião dele (Jesualdo), achou ser a melhor solução para o momento, veio a revelar-se posteriormente não ser efectivamente a melhor equipa possível, como ficou demonstrado pelo desenrolar do jogo e, o resultado (infelizmente) confirmou estar errada esta opção técnica. Na minha opinião, Jesualdo Ferreira, optou mal (fez asneira), por jogadores tipo “brinca na areia” em detrimento de por exemplo atletas como o Kazmierczak, um profissional brioso, possante, com grande capacidade de choque e, suficientes atributos técnicos para ser convocado. Que ajuda ele não teria dado à aquele meio-campo, se tivesse jogado! E, nem sequer estêve no banco! A não ser por qualquer impedimento de ordem física, não vejo outra razão, a não ser preconceito ou má vontade contra o jogador, a sua não inclusão na equipa para o jogo d’hoje, ele que tão boa conta de si deu em Guimarães! Tendo sido mesmo um dos pilares da goleada.
Mais, apesar de todo o seu saber e experiência Jesualdo Ferreira nunca conseguiu encontrar antídoto para contrapor aos problemas que o adversário lhe colocou! Quem viu o jogo pôde assistir à ensaboadela de estratégia/táctica que o técnico Jokanovic do Nacional da Madeira deu a Jesualdo Ferreira.
Para terminar, resta-me lamentar também a atitude displicente da equipa, principalmente na primeira parte. Depois é sabido, quando não se encaram as situações com responsabilidade e, por tal motivo as coisas começam a correr mal, torna-se muito difícil corrigi-las, pelo facto de que jogar com o coração não substitui com vantagem o engenho e, por isso, quando a equipa quis não conseguiu.

PS - E Bosingwa foi, na minha opinião, o coveiro da equipa, o principal responsável pelo desaire, dado que os primeiros dois golos aconteceram pelo seu lado e, resultaram de incompreensíveis desatenções suas.

No tempo do Yustrich se os jogadores jogassem como jogaram contra o Nacional da Madeira levavam chapada velha.Hoje os métodos são mais razoáveis,(fala-se muito de motivação)e, por isso mesmo, os atletas deviam e tinham obrigação de ser mais responsáveis...!É incrivel como profissionais pagos a peso d'ouro, precisam de ser motivados! A motivação era obrigá-los a trabalhar de pá e picareta para darem valor aos privilégios que usufruem...!

1 comentário:

  1. Nem mais...

    Relaxamento indigno de quem ostenta as insígnias de campeão, desbaratando a resposta dada na semana passada, em Guimarães.

    Mau de mais para ser verdade, numa triste despedida do Dragão. Tb eu me interroguei sobre a não convocação do polaco, ele que tinha efectuado uma bela exibição em solo vimaranense...

    Resta agora terminar a época com dignidade, vencendo o jogo que fata.

    Abraço,

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.