segunda-feira, 26 de maio de 2008

O mérito de Carlos Azenha

Declarações de Jesualdo Ferreira : ora, o Carlos é uma pessoa com uma personalidade muito forte, que tem objectivos na vida que passam por ser treinador principal. Dentro dessa legitimidade, pela competência que tem, entendemos que o Carlos cessaria as suas funções como treinador adjunto. Como sei exactamente o que ele sente, porque já passei pelo mesmo, tudo o que tenho a dizer é que fez um excelente trabalho, um indivíduo a quem devo muito pela entrega e pela qualidade do trabalho. E dizer que no mercado vai estar mais um treinador competente com muita da escola do FC Porto a quem eu auguro um grande futuro como treinador principal.

Meu comentário :

Carlos Azenha, treinador adjunto de Jesualdo Ferreira, também na minha opinião um técnico com muita qualidade.
A partir deste momento todos os interessados vão começar a descobrir quanto mérito,
qual a percentagem de importância do C. Azenha nas vitórias alcançadas até ao momento pela equipa do FC Porto. Como adepto do FC Porto e dado que o Adjunto decidiu ir-se embora do FC Porto, espero que a influência dele nas vitórias alcançadas não tenha sido por aí além e que a substituição dele seja fácil de modo a não provocar grandes perturbações/convulsões no futebol do clube. No entanto e oxalá me engane, as minhas primeiras impressões são que a equipa vai ressentir-se.

Ainda sobre o assunto da substituição do Azenha, faço votos para que o substituto José Gomes prove estar à altura das exigências. José Gomes,um ilustre desconhecido em termos de grandes feitos no futebol. A partir d'agora vamos descobrir qual o peso/influência que tinha a acção do Azenha no seio da equipa. Se o mérito é totalmente do Profe ou se o adjunto Azenha foi decisivo.Tudo isto porque ainda estou um pouco traumatizado com a saída abrupta do José Mourinho, do preparador físico Rui Faria e do homem das estatísticas o Vilas Boas.

Diversos
Mesmo não trazendo consequencias,a atitude de"cunha leal"ao despoletar o problema causou marcas(psicológicas)profundas.
"Tal como a UEFA solicitou, a Federação Portuguesa de Futebol disponibilizou todos os documentos relativos à condenação do FC Porto, que já estão a ser analisados pela Comissão de Controlo e Disciplina", disse Gaillard. Ainda assim, não existe uma data definida para o anúncio da decisão. Recorde-se que o FC Porto corre o risco de lhe ver negada a participação na Liga dos Campeões devido ao processo Apito Final, tendo sido condenado por dois actos de tentativa de corrupção relativos à época de 2003/04 e aos jogos com o Beira-Mar e Estrela da Amadora. Apesar de o caso já estar a ser analisado, a FPF continua obrigada a enviar para a UEFA a lista de clubes habilitados para as provas europeias. E terá de o fazer até ao dia 2 de Junho.

3 comentários:

  1. Tb concordo com a análise feita ao excelente trabalho de Azenha, adoptando uma postura profiláctica, envergando bem o papel de adjunto na verdadeira acepção do termo...

    Mas sinceramente não vejo k a saída dele tenha reflexos na equipa. O Porto sempre nos habituou a ser um exemplo de organização e profissionalismo, sendo esta saída colmatada, provavelmente, por alguém com um perfil idêntico: um metodólogo do treino, jovem e ambicioso...

    ResponderEliminar
  2. Parece q já tem substituto, josé Gomes. Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Os jogadores gostavam do Azenha o que é bom sinal, mas mal vai um treinador com tantos anos de futebol como Jesualdo, se está dependente de um treinador adjunto, por muito competente que seja.
    José Gomes como treinador principal não foi muito feliz, mas enquanto adjunto fez um bom trabalho.
    Sobre a C.League nem quero pensar noutra hipotese que não seja a nossa participação.
    Os abutres não levarão a melhor.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.