domingo, 25 de janeiro de 2009

Sporting de Braga 0 FC Porto 2

24-01-2009 Futebol   Liga Sagres

Exibição de grande nível no regresso à liderança

O FC Porto é de novo líder, regressado à posição por grande mérito próprio. Apesar das enormes dificuldades impostas pelo Braga, conseguiu em Braga um triunfo de belo efeito. 

Tanto no ataque como na defesa o campeão esteve intransponível. Sendo de realçar a atitude, a entre-ajuda e a grande coesão da equipa. Dois golos foram pouco para traduzir a exibição da equipa do FC Porto. A equipa azul e branca demonstrou grande humildade, trabalhou que se fartou, e já mostrou alguma classe no processo ofensivo. 

É verdade que o Braga nunca se submeteu e vendeu cara a derrota. Houve mesmo períodos em que encostou o FC Porto ao seu meio-campo, não conseguindo no entanto mais que a conquista de alguns pontapés de canto, muito bem anulados pela equipa azul e branca.

A equipa do F.C. Porto merece portanto os maiores elogios pela forma como trabalhou, e pelo espírito de sacrifício demonstrado neste jogo. Destacamos no entanto pela sua acção muito positiva, os seguintes jogadores. 

Ataque: Hulk (uma seta apontada à baliza adversária), Lisandro e Rodriguez (em bom nível).

Meio-campo: Fernando (bom nível),  Raul Meireles e Lucho (estes dois tb enquanto tiveram pernas)

Defesa: Fucile, Rolando e Bruno Alves (foram uns herois)Cissokho (cumpriu)

FICHA DE JOGO

Liga, 15ª jornada
24 de Janeiro de 2008
Estádio Municipal de Braga

Árbitro: Paulo Costa (Porto)
Assistentes: João Santos e Vítor Carvalho
4º árbitro: Vasco Santos

SP. BRAGA: Eduardo; João Pereira, Frechaut, Moisés e Evaldo; Mossoró, Vandinho e Luís Aguiar; Alan, Rentería e César Peixoto
Substituições: Mossoró por Matheus (46m), César Peixoto por Meyong (46m) e Rentería por Orlando Sá (75m)
Não utilizados: Mário Felgueiras, Paulo César, Andrés Madrid e André Leone
Treinador: Jorge Jesus

F.C. PORTO: Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves e Cissokho; Lucho «cap», Fernando e Raul Meireles; Lisandro, Hulk e Rodríguez
Substituições: Rodríguez por Tomás Costa (40m), Raul Meireles por Guarin (78m) e Hulk por Mariano (85m)
Não utilizados: Nuno, Pedro Emanuel, Farias e Sapunaru
Treinador: Jesualdo Ferreira

Ao intervalo: 0-2
Marcadores: Rodríguez (20m), Lisandro (31m)
Disciplina: cartão amarelo a Rentería (15m), Raul Meireles (45m), Hulk (60m), Matheus (60m) e Fucile (82m).

PS - Para tentar acabar de vez com as coisas antes do intervalo, o FC Porto pressionou ainda mais o Braga nos minutos finais e conseguiu mesmo mais um golo, por Tomás Costa, que havia entrado para substituir o lesionado Rodríguez. Só que, numa espécie de lei da compensação, o árbitro Paulo Costa invalidou-o. 

PS1Estes árbitros analistas são uma lástima. No primeiro golo do FC Porto 

o Hulk estaria em fora de jogo,porem no momento em que partiu a bola (coincidiu) o Hulk recuou e quando cabeceou estava perfeitamente em jogo. Pelos vistos ninguém quis ver o movimento de recuo do Hulk que o colocou em jogo. 
E o terceiro golo do FC Porto mal anulado?!É preciso dar mais relevo. 
Quanto ao lance com o Guarin, foi bola no braço. 

Relativamente aos outros pretensos penaltis a favor do Braga digo o seguinte: se os árbitros marcassem a favor do FC Porto todos os lances do mesmo tipo, então o FC Porto ganhava de longe o campeonato só com os penaltis.

5 comentários:

  1. Não que isso seja importante para o F.C.Porto ou para os portistas, mas porque é a verdade, por muito que custe à máquina de propaganda vermelha. O Campeão de Inverno, em todos os países onde o futebol é rei - Alemanha, França, Itália, Inglaterra ou Espanha -, é a equipa que chega ao fim da primeira volta em 1º lugar.

    Depois de quinze minutos muito fortes do Braga, o F.C.Porto reagiu e reagiu, porque Hulk, o incrível Hulk, começou a espalhar o terror na defesa arsenalista e permitiu ao Tricampeão, respirar, melhorar, subir no terreno, pressionar e, embora contra a corrente do jogo, marcar. Depois as melhorias foram-se acentuando e num período de desorientação do Braga, aconteceu o dois a zero e também o três a zero, mas que não valeu.
    Na segunda-metade, com a equipa bracarense a arriscar tudo, podia o F.C.Porto aproveitar melhor os espaços para matar o jogo, mas T.Costa e Lisandro, perdulários, falharam de baliza aberta.

    O árbitro errou em validar o primeiro golo do F.C.Porto e pareceu-me, ao invalidar o golo do T.Costa. Sobre os penaltis que a propaganda reclama, mesmo vendo várias vezes as repetições, fico com muitas dúvidas que tenham existido.

    Resumindo: vitória justa num campo difícil e contra uma grande equipa. Que sejamos capazes de conservar a liderança até ao fim, é o desejo de todo o Universo portista.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Estes árbitros analistas são uma lástima. No primeiro golo do FC Porto
    o Hulk estaria em fora de jogo,porem no momento em que partiu a bola (coincidiu) o Hulk recuou e quando cabeceou estava perfeitamente em jogo. Pelos vistos ninguém quis ver o movimento de recuo do Hulk que o colocou em jogo.
    E o terceiro golo do FC Porto mal anulado?!É preciso dar mais relevo.
    Quanto ao lance com o Guarin, foi bola no braço.

    Relativamente aos outros pretensos penaltis a favor do Braga digo o seguinte: se os árbitros marcassem a favor do FC Porto todos os lances do mesmo tipo, então o FC Porto ganhava de longe o campeonato só com os penaltis.

    ResponderEliminar
  3. Ontem gostei do que vi, de tudo. Gostei de ver os nossos laterais a subir no jogo e a desiquilibrar lá na frente, estiveram bem o Fucile e o Cissokho. Gostei da solidez no meio campoa defender e a ligar o ataque, a rapidez.

    E o Hulk, a próxima grande transferencia do F.C.P. ? Esteve fabuloso, quando arrancava com a bola parecia que nada o conseguia acompanhar, impressionante a capacidade deste jogador que está a aprender a jogar com a equipa mais do que aquilo que fazia no inicio do campeonato.

    Admito a irregularidade de posicao no 1°golo mas uma mao lava a outra, o nosso 3° era limpo! Quanto aos pseudo-penaltis, acho demasiada fantasia...

    Assim sim Porto, vejo o Tetra...

    www.dragaoetripeiro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. tinhamos 1 jogo mt complicado pela frente e perante os resultados das equipas da 2ª circular tinhamos a possibilidade de ganhar pontos aos mais directos adversários.
    foi 1 boa vitória contra uma equipa que pode andar sempre entre os 4 primeiros.
    ontem fomos 1 equipa com garra e alma!
    temos que saber sofrer e só assim eles conseguem amadurecer.
    tamos em primeiro com todo o mérito e num lugar nada estranho!
    abraço

    a nação azul e branca

    ResponderEliminar
  5. Dizem as más línguas que o FCPorto foi beneficiado pela arbitragem no jogo de sábado. Eu digo que foi beneficiado por ter os melhores jogadores, a melhor equipa e o melhor treinador.
    Quanto à factura da arbitragem gostaria que alguém me mostrasse a mão na bola de Guarin - a certeza de Paulo Catarro não conta; que me explicassem como é que Tomás Costa está em fora de jogo - podem pôr as linhas amarelas que quiserem, que o que me interessa é a linha de fundo; que me explicassem porque é que é penalty sobre Alan quando, a haver falta, ela teve início fora da área.
    Gostaria que me explicassem também porque ninguém fala na falta para vermelho sobre Hulk, logo no início do jogo, e num fora de jogo mal assinalado a Lisandro quando este se isolava.

    www.flamadraculae.blogspot.com

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.