quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Champions- Dínamo de Zagreb 0 FC Porto 2

Lucho o melhor futebolista em campo!
O bom jogo da equipa azul e branca permitiu um excelente resultado (0-2) no campo dum adversário tradicionalmente muito difícil!
Todos sabemos que na Champions, um bom arranque é muito importante para passar os oitavos de final. E numa prova exigente como a Champions League, mais ainda. Por isso, os portistas têm razão para festejar depois de terem realizado uma bastante boa exibição e triunfado no difícil terreno do Dínamo de Zagreb (2-0). Um feito inédito entre equipas portuguesas. 

Lucho e Defour fizeram os golos, nesta primeira jornada do grupo A. Perante um adversário que jogou sempre muito encolhido no seu meio campo à espera de poder marcar um golo num contra ataque, o FC Porto “pegou” no jogo e durante toda a primeira parte não permitiu veleidades ao Dínano, pelo que a posse de bola foi de 62 por cento para a equipa portista. Procurando trocar a bola com em velocidade de modo a tentar abrir brechas na densa defesa croata, os Dragões conseguiram inclusivamente recuperar algumas bolas junto à zona defensiva dos croatas, só que com algum azar não conseguiram concretizar.
Aos 41 minutos, Jackson Martínez teve uma oportunidade flagrante de golo, após ganhar a bola ao guarda-redes Kelava, mas o lance perdeu-se depois do colombiano se “embrulhar” com Tonel. Ficamos com a ideia de ter havido falta para grande-penalidade, porem o lance continuou e haveria de dar origem ao primeiro golo do FC Porto. Alex Sandro e Varela combinaram bem na esquerda, Kelava defendeu para a frente e Lucho foi o primeiro a acorrer ao ressalto. A vantagem era na altura perfeitamente justificada.
Na primeira metade do segundo tempo, não foi visível qualquer reacção da equipa da casa. Pelo contrário, foram os Dragões a criar perigo, quando Lucho, junto à linha de fundo, quase servia Jackson, aos 48 minutos. O Dínamo de Zagreb só deu um ar da sua graça aos 62 minutos, através de um pontapé de canto, em que Helton evitou o golo de Tonel. Na resposta a este lance, Helton lançou James, que, com um remate poderoso, de fora da área, obrigou Kelava a uma grande defesa.
Nos últimos 20 minutos, a equipa de Zagreb tentou pressionar mais à frente no terreno e Carrasco esteve perto do empate, aos 78 minutos, que Helton conseguiu evitar. Foi assim como que o último fogacho da formação da casa, já que os azuis e brancos voltaram a tomar conta do encontro e criaram três perigosos lances de ataque. Kleber, aos 79 minutos, isolado de novo por Helton, atirou ao lado; aos 85, Atsu aproveitou uma das muitas perdas de bola do adversário na primeira fase de construção, mas encontrou Kelava pela frente; porém, foi Defour, já em tempo de compensação, a fazer o 2-0, picando a bola sobre o guardião.
FICHA DE JOGO - UEFA Champions League, grupo A
18 de Setembro de 2012 - Estádio Maksimir, em Zagreb
Árbitro: Daniele Orsato (itália)
Assistentes: Elenito di Liberatore e Massimiliano Grilli
Árbitros assistentes adicionais: Paolo Valeri e Paolo Silvio Mazzoleni
Quarto árbitro: Luca Maggiani
DÍNAMO DE ZAGREB: Kelava (cap.); Vida, Tonel, Šimunic e Pivaric; Calello, Ademi e Brozovic; Rukavina, Sammir e Cop
Substituições: Ademi por Beqiraj (58m), Rukavina por Carrasco (67m) e Calello por Kovacic (80m)
Não utilizados: Mitrovic, Ibáñez, Vrsaljko e Alispahic
Treinador: Ante Cacic
FC PORTO: Helton; Miguel Lopes, Maicon, Otamendi e Alex Sandro; Defour, João Moutinho e Lucho (cap.); James, Jackson Martínez e Varela
Substituições: Varela por Atsu (72m), Jackson por Kleber (78m) e James por Mangala (88m) 
Não utilizados: Fabiano, Danilo, Castro e Iturbe
Treinador: Vítor Pereira
Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Lucho (41m) e Defour (92m)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.