sexta-feira, 5 de julho de 2013

Paulo Fonseca, Ilkay Gündogan, FPF a pedir profissionalismo

1 - A cartilha de Paulo Fonseca
Treinador apresenta ideias para a equipa. Muita posse, pressão alta e uma equipa que domine do princípio ao fim. De forma mais sintética, confirmou preferência pelo jogo interior, o que retira protagonismo aos extremos mais puros.


Dragão atento: À atenção de Paulo Fonseca - Arséne Wenger é realmente um técnico de créditos firmados, só que a sua equipa (Arsenal) costuma fazer gala dum comportamento muito irregular: tanto consegue golear os adversários como sofrer uma derrota inesperada!

 
2 – Ilkay Gündogan um potente artista da bola!
A nova guerra entre Real Madrid e Barcelona tem um nome: Gundogan. O médio do Borússia de Dortmund está a ser disputado pelos dois maiores clubes espanhóis, garante a imprensa catalã desta quinta-feira.

3 - Extracto de: E se a FPF se profissionalizasse primeiro? José Manuel Ribeiro
...No futebol, poucos temas haverá menos discutíveis do que a profissionalização dos árbitros. Tudo se profissionalizou nos últimos vinte anos - os directores, os presidentes de clubes, o presidente da Liga, o presidente da FPF e até os estádios - e o que já estava profissionalizado profissionalizou-se ainda mais: os treinadores passaram a sair das universidades já com a profissão na testa, ao lado dos advogados, farmacêuticos e engenheiros; os médicos especializaram-se no desporto e nasceram profissões, como assessor de Imprensa, observador, gestor desportivo, diretor de comunicação ou diretor de "scouting".
…Esta época, a classificação dos ditos árbitros foi mal feita: tinha erros, dados que, segundo o presidente do Conselho de Arbitragem, foram mal introduzidos e precipitados por um número de jogos, nacionais e internacionais, de que o Conselho de Arbitragem não estava à espera. Outra tese é a de que o erro estava na própria fórmula de cálculo da classificação. Não importa. Dados mal introduzidos, fórmulas mal testadas e Conselhos de Arbitragem que não sabem prever o número de jogos têm o mesmo significado: há muita gente a precisar de profissionalização e com bastante mais urgência do que os árbitros. E alguns até serão profissionais.

4 comentários:

Hugo disse...

Arséne Wenger, Liverpool?

DragaoPortista disse...

Desculpe mas o Arsene Wenger e treinador do Arsenal equanto o Liverpool e treinado por Brent Rogers.

Ruca disse...

Arsene Wenger é treinador do Arsenal, não do Liverpool...

Dragaoatento disse...

Meus amigos têm razão, enganei-me reconheço, vou corrigir,

Muitíssimo obrigado

AM