sexta-feira, 12 de setembro de 2008

FC Porto vs Fenerbahçe

*
F. C. Porto com onze transfigurado.
Entre o último jogo da Champions (Schalke) e o desta quarta-feira, Jesualdo muda meia equipa. Será que o colectivo da equipa já está apto? Nesta fase da época, e dado as alterações na equipa, para esta seguir em frente é preciso um grande esforço de colaboração entre todos os seus elementos. Só assim lograremos atingir o objectivo que é ganhar o jogo, a fim de seguirmos em frente com segurança e tranquilidade.

Uma das características da selecção espanhola treinada por Aragonés, era a adopção dum sistema de jogo que permitia a infiltração dos médios (Iniesta e Xavi, etc) na zona de finalização, em oposição à tentativa dos adversários de colocar os avançados: Torres e Villa em fora de jogo.
Isto só para referir que a equipa (defesa) do FC Porto tem de ter muito cuidado com o sistema do "fora de jogo"(movimentação dos médios do adversário), pois o Aragonés é matreiro suficiente para tentar trocar as voltas à nossa equipa.


PS - À atenção de Jesualdo Ferreira.
Eu no lugar do técnico do FC Porto não admitiria que houvessem jogadores na equipa que declarassem que não gostavam de defender! Um dos aspectos que caracterizam os craques das grandes equipas, é o facto de precisamente eles tambem saberem e serem excelentes a defender. Conhecerem bem e serem capazes de executar na perfeição as técnicas do desarme. O que equivale a dizer que tambem são especialistas a defender.

PS 1 - Aragonés e o FC Porto
"Quero um jogo diferente"
Depois da segunda derrota sofrida em três jornadas do campeonato turco, Luís Aragonés foi claro na abordagem ao jogo da Liga dos Campeões com o FC Porto: "É um adversário muito difícil e muito forte, por isso teremos de ser capazes de controlar a posse de bola. Quero um jogo bem diferente dos que fizemos até aqui".
Atenção a Guiza (o goleador) e companhia!
A referência incontornável do ataque é o espanhol e campeão da Europa Guiza, Pichichi da última liga espanhola contratado ao Maiorca por 27 milhões de euros. Guiza é "um finalizador nato, muito forte e que pode fazer a diferença". Alex tb se destaca na equipa : "É um apoio muito importante e, num dia inspirado, muito difícil de segurar." Atrás, para alimentar esta dupla, surge Kazim-Kazim. "O jogo passa muito por ele, e é fundamental saber marcá-lo bem, porque é uma peça importante a alimentar os avançados", recordou, destacando ainda Senturk.
Guiza apontou 27 golos na liga espanhola, na época passada, e mais dois no Euro'2008. Aragonés sabe melhor do que ninguém como tirar partido do avançado...
Guiza, ganha nas desmarcações rápidas, usando a velocidade. Joga muito em linha com o último homem da defesa, no limite do fora-de-jogo, e, quando é lançado em profundidade, apanha os adversários desprevenidos". "Ainda que seja um jogador de área, não fica parado à espera. Trabalha muito, pressiona, vai à linha e abre espaços para a entrada dos companheiros".
"Marcou 27 golos no campeonato espanhol e nenhum de livre ou penálti". "No Getafe, onde jogou antes, também marcava muitos".

PS 2 - Interrogações
O momento da equipa já será bom? Terá o Jesualdo tido tempo suficiente para estudar o adversário e ajustar,adoptar uma boa táctica? Vamos lá a ver como funciona a equipa no seu conjunto. Só espero que haja boa conjugação de esforços, grande entre-ajuda no apoio aos novos elementos que jogarem.

1 comentário:

  1. Meu caro Monteiro eu vou falar, amanhã ao fim da tarde do Porto-Fenerbahçe, mas não vou fazer grandes análises e tecer grandes comentários.
    É um jogo muito importante que temos de ganhar. Sobre as tácticas do Aragonês...os turcos não têm a qualidade e o talento dos espanhóis e por isso ele não pode fazer milagres.
    Tenho receio,isso tenho,desta paragem prolongada.Para mim o mais importante é jogar e voltar a jogar.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.