quarta-feira, 21 de maio de 2014

Como no domingo há eleições para o parlamento europeu

21/05/2014 - No próximo domingo há eleições para o parlamento europeu, mas que se poderão reflectir imenso na política interna do País. Por isso meus amigos é muito importante levantarem o traseiro do sofá e irem votar, quanto mais não seja, pelo seguinte:

Caros amigos que vêm consultar o meu blog!

Lamento que haja alguém que pense em abster-se, pois eu que me considero esclarecido, nunca fui enganado, pela simples razão de:

a) Não votar em partidos eleitoralistas que prometem o céu e quando chegam ao poder pregam-nos com o inferno...

b) Durante os 40 anos da existência da nossa novel democracia, nunca me senti defraudado, porque como me despi de preconceitos, tenho estado sempre apto a contribuir para ajudar a eleger qualquer dos partidos existentes, entenda-se deputados: desde a direita à esquerda, consoante e unicamente a minha opção política.

c) O meu critério para escolher aqueles que me irão representar na assembleia da república, tem a ver com os meus interesses económicos, meus e da minha família.

d) Estou de acordo que o voto não deve ser obrigatório, mas como não quero delegar em ninguém a possibilidade de tentar influenciar a política a colocar em prática, para mim o voto é uma obrigação cívica.
A abstenção, significa que "tanto se lhe dá como se lhe deu". Implica, aceitar todas as filosofias de vida, todas as políticas, passar cheques em branco aqueles que detêm o poder.

e) Em democracia o voto é a arma do povo. O que eu prezo, é a minha liberdade de escolha, e por isso, advogo o debate e o esclarecimento. Entendo que se deve ter consciência política.

f) O 25 de Abril de 1974 aconteceu porque as pessoas queriam eleições livres, queriam liberdade de pensamento e de imprensa, preconizavam e defendiam o desenvolvimento do País que era um dos mais atrasados do mundo. Por isso não me venham falar em desistir de participar.

Cordiais cumprimentos

Armando Monteiro

4 comentários:

  1. Caro amigo!

    É indubitável que é um espírito intelectualmente superior com grande capacidade de argumentação, mas cujos argumentos, mesmo que para si a atitude que defende seja coerente, não deixa de revelar desconfiança para não dizer preconceitos relativamente a algumas forças políticas em (confronto) questão.
    Mas mais! Com todo o seu discurso bem elaborado, não consegue dar-me uma alternativa válida à minha intenção de participar, de tentar influenciar o rumo dos acontecimentos.

    Depois revolta-se contra uma esquerda portuguesa impotente que não consegue transmitir confiança ao eleitorado de modo a poder ser alternativa aos partidos do arco da governação...!
    Pois não, e, não consegue porque personalidades lúcidas e esclarecidas como o Rui Valente logo à partida, vá-se lá saber porquê, nem sequer lhe concedem o benefício da dúvida.
    Ainda por cima com toda a propaganda da imprensa super conservadora (quem manda nas redacções dos jornais e das televisões não são os detentores do dinheiro?), contrária às propostas da esquerda, como é que quer que os políticos de esquerda como por exemplo: Carlos Carvalhas que anos antes previu a factura que forçosamente iríamos pagar, Carvalho da Silva, João Ferreira...etc...etc...se imponham?!
    Mais ainda! Como é que os comunistas servem para governar nas autarquias, mas não servem para governar o País?!

    Caro amigo, eu proponho-me votar na CDU, e sabe porquê?

    1) Creio não haver dúvidas que é a única força política que defende efectivamente os trabalhadores (já alguma vez participou em reuniões sindicais de modo a ficar a saber de que lado da trincheira está?)

    2) É a força política que mais coerentemente/consistentemente defende as regalias sociais: boas condições de trabalho justamente remuneradas, o acesso à saúde para toda população ( os melhores hospitais são os estatais) o acesso à educação em igualdade de oportunidade para todos, transportes públicos acessíveis para todos...etc...etc.

    3)Diga-me faço mal em confiar e optar por votar na acima citada força política?! Até pode pensar que faço mal, mas eu conscientemente tenho a certeza que estou no caminho certo e que se contribuir para que a CDU obtenha melhores resultados do que o CDS, já dou por justificada a minha opção, que quanto mais não seja servirá para impedir uma nova maioria de direita, depois da actual tanto mal ter feito, entenda-se empobrecimento, ao País.

    Cordiais cumprimentos

    Armando Monteiro.

    ResponderEliminar
  2. Meus amigos!

    Vamos lá a saber: estão satisfeitos com a governação do actual executivo? Se estão, força é altura de apoiar, caso contrário há que contribuir para a mudança...!

    No espectro político nacional há forças que ainda não governaram, mas que têm dado provas nas autarquias... quem só reconhece: CDS, PDS e PS como forças políticas de intervenção, tenham lá paciência, mas têm graves preconceitos.

    Nos últimos 40 anos de democracia os que se abstiveram, como não intervieram no processo, só conseguiram foi demonstrar indiferença... até voltar ao fascismo...se fosse o caso...

    Cada um é livre de pensar e agir como entender, "cada cabeça sua sentença" , mas uma coisa eu sei: não foi com os abstencionistas que se conquistaram as regalias sociais, o progresso da sociedade, o desenvolvimento do país...; foi com a participação, a luta dos povos; caso contrário ainda estaríamos na escravatura, no trabalho de sol a sol; e eu quero acreditar que os meus bons amigos não são apologistas do regresso a um passado lúgubre.

    Só um pequeno exemplo: para se passar do horário de sol a sol para as 48 horas semanais morreu gente...

    E acreditem, são as pessoas que se manifestam na rua, que reclamam por melhores condições de vida, que se indignam com os farsantes, são esses que têm mérito e obtêm vitórias...

    A política é isto mesmo: escolher/optar por soluções, por filosofias de vida...

    E aqueles que não intervém por inércia são inócuos...

    E isto recuso-me a ser

    Cumprimentos,
    Armando Monteiro

    ResponderEliminar
  3. Registo.

    Sr.Rui Valente!

    Tal como sugere voltei a ler o seu post e sabe o que entendi:

    a) Das a suas afirmações, no que se refere à CDU está mal informado...

    b) O termo "caducas comunistas" revela perfeitamente o que lhe vai no espírito, e na minha opinião (vale o que vale) mas não vou dizer, porque de certeza se iria zangar comigo e não vale a pena. Por isso continue a pensar e agir como afirma...

    C) A mim conseguiu enganar-me com os seus anteriores "posts" sobre as suas posições políticas.
    Se me dei ao trabalho de debater consigo certas questões foi por acreditar que era um intervencionista de esquerda.
    Mas na realidade o seu último "post" definiu-o com muita precisão, e sim, por isso, não voltará a preocupar-se com os meus comentários.

    Armando Monteiro

    PS - É melhor intervir mesmo que as condições não sejam as ideais do que não fazer nada.

    Já agora, um desafio, elabore um POST sobre qual é para si o país e o sistema político ideal, exemplar no mundo, a fim de eu ver se consigo compreender a sua óptica,ou seja, a sua visão de progresso para uma sociedade mais justa...

    A abstenção na prática corresponde à manutenção do Status Quo vigente

    ResponderEliminar
  4. Digno de registo:

    O administrador do blog www.renovaroporto.blogspot.pt é alguém que não aceita ideias contrárias às suas (dele).

    Sr. Abílio Costa,
    Subscrevo na integra este seu comentário abaixo mencionado...

    ENQUANTO A EUROPA FOR GOVERNADA POR AQUELA MATRONA ALEMÃ, QUE SÓ SE PREOCUPA COM OS INTERESSES ALEMÃES EXPLORANDO O RESTO DA EUROPA, NÃO VAMOS A LADO NENHUM. VEJAM INGLATERRA, JÁ QUER SAIR DA UNIÃO EUROPEIA, E OUTROS PAÍSES A QUEREREM IR PELO MESMO CAMINHO, ISTO SÓ PROVA QUE A UNIÃO EUROPEIA FOI UM FRACASSO. OS ALEMÃES NUNCA FIZERAM NADA DE BOM NA EUROPA, PELO CONTRÁRIO, E ESTE É O MELHOR EXEMPLO...

    ABÍLIO COSTA.

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.