domingo, 7 de dezembro de 2014

Saborosa vitória arrancada em Coimbra

Só a boa exibição dos Dragões em Coimbra permitiu à equipa portista construir uma saborosa vitória. Estando portanto de parabéns a equipa azul e branca!
No jogo em questão, os portistas jogaram com grande atitude, esforço e muita força de vontade, de modo que nunca concederam espaços aos estudantes para estes desenvolverem o seu futebol e criarem jogadas de perigo junto à baliza do FC Porto.

Destaques

A equipa portista valeu pelo seu conjunto, mas Jackson merece no entanto realce pelos dois excelentes golos que marcou e pelo que jogou. Quanto ao resto, Herrera também marcou um bom golo e a defesa e meio-campo exibiram-se em bom nível, com destaque para Ruben Neves. Quanto aos avançados, Oliver esteve muito próximo do seu melhor nível e Brahimi pelo que tentou merece nota positiva porque se não conseguiu fazer mais foi porque teve sempre a vigiá-lo dois ou três adversários.
 
Académica                  FC Porto   -   12.ª jornada
 
                                                13'  Jackson Martínez (c)  24' Jackson Martínez (c) 47'  Herrera
 
 
Sábado, 6 Dezembro 2014 - 20:15 - Competição: Primeira Liga

Estádio:Estádio Cidade de Coimbra

Árbitro:Manuel Mota (Braga)

Assistentes:Paulo Vieira e Pedro Fernandes

4º Árbitro
 
Académica: 32 Lee, 22 Oualembo, 14 Iago Santos, 5 Ricardo Nascimento, 37 Ofori,

65 Fernando Alexandre, 4 Obiora, 20 Rui Pedro, 21 Marcos Paulo (c), 11 Magique, 23 Salli

Suplentes: 1 Cristiano, (49' Lee), 3 Aníbal Capela, 9 Schumacher, 10 Ivanildo, (73' Magique)

28 Nuno Piloto, 29 Aderlan, 30 Rafael Lopes, (70' Marcos Paulo)

Treinador: Paulo Sérgio

FC Porto: 12 Fabiano, 2 Danilo, 4 Maicon, 3 Martins Indi, 26 Alex Sandro (93'),

36 Rúben Neves, 16 Herrera, 30 Óliver Torres, 11 Tello, 9 Jackson Martínez (c), 8 Brahimi

Suplentes: 25 Andrés Fernández, 5 Marcano, 7 Quaresma, (65' Tello), 10 Quintero,
 
(55' Danilo), 18 Adrián López, 22 Campaña, 99 Aboubakar , (81' Jackson Martínez)

Treinador: Julen Lopetegui 


 
FC Porto venceu a Académica 3-0 com golos de Jackson Martínez (2) e Herrera

​Numa exibição consistente o FC Porto venceu este sábado a Académica (3-0), em Coimbra, com Jackson Martínez em plano de evidência, ao apontar dois golos, ambos na primeira parte (13m e 24m). Na segundo tempo, Herrera (47m) estabeleceu o resultado final e confirmou um triunfo que não deixa margem para dúvidas.

Com Maicon de regresso ao eixo defensivo e Rúben Neves no lugar de Casemiro, o FC Porto manteve a identidade que lhe é reconhecida nos primeiros 45 minutos e pôs os olhos na baliza à guarda de Lee desde o apito inicial. Logo aos três minutos, Jackson Martínez viu-lhe negado o primeiro golo da noite por um fora-de-jogo milimétrico, mas a noite do colombiano estava destinada a ser de festa. Ao minuto 13, após recuperação e passe de Rúben Neves, o capitão dos Dragões tirou um defesa o caminho e rematou rasteiro e cruzado, de pé esquerdo, sem hipóteses para o guardião da Académica.

Desfeito o nulo, o FC Porto manteve-se sereno e seguro, continuando a fazer da posse de bola uma das suas qualidades mais vincadas. Com o relógio a marcar ainda 24 minutos, o momento da noite, por Jackson Martínez. O camisola nove tomou o gosto aos golos de fora da área e fez o 2-0 num remate colocadíssimo e mais do que digno a figurar na galeria dos golos mais notáveis deste fim-de-semana. Foi o décimo de Jackson Martínez no campeonato, registo que lhe confere a liderança na lista dos goleadores. Ao ritmo de Cha Cha Cha, assim se construía uma vantagem de dois golos que muito justamente se manteve até ao intervalo, pois a Académica pouco ou nenhum perigo foi capaz de criar.
(isto por mérito da equipa portista que não concedeu espaços aos estudantes para desenvolverem o seu futebol)
A etapa complementar arrancou praticamente com o terceiro golo do FC Porto, assinado por Herrera e pensado por Tello, que deliciosamente deixou o médio mexicano na cara de Lee, desfeiteado com um toque subtil (47m). O reinício forte dos Dragões permitiu uma melhor gestão dos segundos 45 minutos e as oportunidades de golo quase que desapareceram. Só ao segundo e último minuto de compensação, encontramos novo lance de perigo, mas o remate
de Quintero, em zona frontal, saiu ligeiramente por cima. Com a lição indiscutivelmente bem estudada, o FC Porto saiu de Coimbra com nota alta e mantém três pontos de desvantagem para o Benfica, que visita o Estádio do Dragão na próxima jornada (domingo, 14 de Dezembro, 20h00).

 
Declarações de Lopetegui
“No futebol nada é fácil”
Lopetegui elogiou a “mentalidade, concentração e atitude” dos Dragões na vitória por 3-0 frente à Académica

A vitória do FC Porto em Coimbra acabou por ser tranquila, muito por fruto dos dois golos marcados nos primeiros 24 minutos. Porém, na sala de imprensa do Estádio Cidade de Coimbra, Julen Lopetegui afirmou que “no futebol nada é fácil” e que o triunfo azul e branco só foi possível pela “concentração” da equipa num campo complicado. Segue-se o encontro com o Shakhtar Donetsk (quarta-feira, 19h45, sexta e última jornada do grupo H da Champions League), em que poderão alinhar alguns jogadores com menos minutos.

“Estou satisfeito com a mentalidade, a concentração e a atitude, que são coisas que a equipa tem de ter para vencer num campo destes”, resumiu o técnico, que depois elogiou o “acerto” dos portistas na hora de rematar e a “capacidade de controlar o jogo”. Jackson Martínez, autor de dois golos, mereceu uma menção especial: “É um jogador que traz muita coisa à equipa, não só junto à baliza. É um avançado com características para nos ajudar em muitas circunstâncias, com e sem bola. Se marcar, melhor”.

Para além de Jackson, também Rúben Neves mereceu elogios de Lopetegui. “É um jovem que já participou em muitos jogos. Tem de crescer muito mais e, com a atitude e mentalidade que tem, vai continuar a evoluir e crescer e hoje fez um bom jogo. Fez o que lhe pedimos e esteve num bom nível, como o resto da equipa”. O técnico explicou igualmente que Danilo saiu de aos 55 minutos para “não correr riscos” físicos, para além do facto de já ter um cartão amarelo.

Depois do jogo com o Shakhtar segue-se a recepção ao Benfica, para a Liga portuguesa (domingo, 20h00). Na superflash após a partida em Coimbra, Lopetegui considerou que a Champions é “sempre importante” e revelou que poderão alinhar alguns jogadores com menos minutos frente aos ucranianos: “Apesar do primeiro objectivo, a qualificação, e o
segundo, o primeiro lugar do grupo, estarem atingidos, vamos procurar fazer um bom jogo frente aos nossos adeptos e vencer”.


PS - A um lampião fanático_Ver aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.