quarta-feira, 4 de junho de 2008

Futebol - Os dirigentes que temos

Tanto a FPF como a CD da Liga de Clubes estão infestadas de gente sem escrúpulos, destituída da mais elementar isenção, cega pela sua (deles) paixão clubista, que se serve dos cargos que ocupa para instrumentalizar, manipular, falsear ,digo até tentar, despojar o FC Porto Clube, de todo o mérito desportivo alcançado pela equipa de futebol do FC Porto dentro das quatro linhas.

Em face do acima exposto é da mais elementar justiça, o FC Porto clube com mais títulos ganhos nos últimos vinte anos reivindicar/exigir estar representado nos órgãos dirigentes do futebol Nacional, ou então, até ter um dirigente seu na UEFA.
Perante os constantes atropelos à verdade e ética desportiva que se estão a verificar neste momento, devem os dirigentes responsáveis pela FC Porto, Futebol SAD iniciar uma campanha de informação tendente a repudiar, verberar os comportamentos desses tais dirigentes, criticando-os acerbamente e denunciando as atitudes dos tais sujeitinhos.
Sugiro que Jorge Nuno se sirva do seu prestígio para todos os dias conceder entrevistas bombásticas aos órgãos de comunicação social convenientes a fim de repudiar e denunciar tais procedimentos dessa gente sem escrúpulos, de modo a agitar e informar a opinião pública das nossas posições. Dado que a actual situação está muito próxima da que se verificava no tempo do fascismo, é urgente denunciar as manobras dessa gente que visa ùnicamente menosprezar, subestimar os feitos do FC Porto no campo desportivo, nem que para isso tenhamos de provocar uma verdadeira revolução para inverter o actual estado das coisas. Além disso , torna-se necessário dar o máximo da publicidade, dar relevo às justificações do FC Porto, provando que temos razão, e divulgando que o clube foi condenado extemporâneamente, de modo a fazer reverter esta situação iníqua .

2 comentários:

  1. Olá,

    Serenidade sim, mas sinceramente não estou tão optimista para o recurso. Será um golpe violento, extremo, se a decisão não for anulada, mas a vida continuará, com o Porto pujante de sempre...

    Cada vez mais orgulhoso de ser adepto de quem sou. Um clube secular. Indomável. Lutador. Digno. Superior.

    E isso, venham quem vier, ninguém nos tira. Finalmente, neste País, cairam as máscaras. Sabemos quem eles são. Já podemos chamar os bois pelo nome.

    ps: Sábado lá estarei, fervorosamente, torcendo pelos turcos. Sim, porque enquanto o merdas do Madail continuar na Federação, aquela não é a minha Selecção. O meu patriotismo presta vassalagem às cores da minha bandeira. Azul e branca.

    ResponderEliminar
  2. Meu caro amigo é muito difícil sem o apoio da C.social conseguir passar a mensagem e que como deves saber a C.S é na maioria dos casos anti-portista.
    Acho também que aqueles adeptos ou até os que não têm clube, já perceberam que C.D.da Liga tomou decisões que contrariam os mais elementares pricipios do direito.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.