domingo, 29 de junho de 2008

Médio esquerdino Duda


Uma oferta milionária da Rússia, duas de Atenas
Nesta altura, a melhor das ofertas, pelo menos financeiramente, é a que chega da Rússia. Duda poderá usufruir um salário mensal a rondar os 375 mil euros por mês. Praticamente irrecusável, é certo.
Mas o atleta está decidido a não ir para um campeonato tão distante e desconhecido, principalmente pela má experiência dos muitos portugueses que lá estiveram recentemente.
Assim, o internacional português tem dado maior atenção aos números lançados pelo Olympiakos (3 milhões por ano) e pelo Panathinaikos (2,5 milhões). No primeiro caso, Duda parece ser mesmo uma aposta pessoal do técnico Ernesto Valverde, que lhe terá ligado no início da presente semana.

Venda de Quaresma pode ajudar

No meio de todas estas hipóteses, surge ainda mais uma variante. A venda, ou não, de Quaresma. Se o extremo sair para o Inter de Milão pelos valores vindos a público, o F.C. Porto conseguirá aproximar-se dos números sugeridos pelos helénicos.

Duda admitirá, até, ganhar menos dinheiro no Dragão, pois o seu objectivo é vestir de azul e branco. Em entrevista ao Maisfutebol, em Novembro de 2006, o médio/extremo esquerdo já havia sido claro.
«O que eu queria era ter vindo para o F.C. Porto. Cheguei a estar na cidade reunido com os dirigentes do clube e acreditei mesmo que era possível vestir de azul e branco (...) Era um sonho que tinha e que tenho. Infelizmente, não o pude concretizar no imediato, mas espero um dia ser contratado pelo F.C. Porto. Aliás, só volto a Portugal se for para jogar no meu clube (...).»

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.