quinta-feira, 20 de maio de 2010

Revolução no Plantel do FC Porto (Tomaz Andrade n'OJOGO)


Apesar de ainda não se conhecer o nome do sucessor de Jesualdo Ferreira, na SAD já se trabalha na construção do plantel do FC Porto para a próxima época com o objectivo essencial da recuperação do título nacional. Há jogadores nucleares que o clube não quer vender, mesmo com ofertas elevadas, outros dados como transferíveis, embora não a qualquer preço, e ainda os que querem sair ou manifestaram essa intenção. Depois, dependendo do número de saídas e das movimentações próprias do mercado, parte-se para o preenchimento dos lugares em falta. E, neste aspecto, o próximo treinador vai ter uma palavra a dizer quanto ao nome dos reforços.

À partida, e tendo em conta os tais jogadores que pretendem sair ou colocam essa possibilidade com o objectivo de jogar com mais regularidade, como Bruno Alves, Raul Meireles, Fucile ou Tomás Costa, contratar um defesa-central, um lateral-direito, um trinco e um ponta-de-lança são as prioridades da SAD. No caso do trinco, a justificação está no facto de haver apenas Fernando, uma vez que não há garantias do retorno de Prediger, e quanto ao ponta-de-lança, a questão tem que ver com Farías, um avançado muito pretendido no Brasil e tapado por Falcao. No ataque, Rodríguez é dado como transferível, embora a saída dependa de uma boa proposta. Uma época de pouca utilização e a ausência no campeonato do mundo podem complicar a tarefa.
Dos habituais titulares, há uma fatia grande de jogadores que irão manter-se, casos de Rolando, Álvaro Pereira, Fernando, Rúben Micael, Hulk, Falcao e Varela. Depois, há outro grupo, composto por jogadores como Maicon, Miguel Lopes, Belluschi, Mariano e Guarín que são vistos como potenciais titulares, mais ainda se se confirmarem algumas saídas.

Bruno Alves e Meireles à espera do Mundial - Há um lote grande de jogadores que podem sair, mas talvez a questão não se resolva antes do Mundial. Bruno Alves e Raul Meireles estão no topo da lista e há notícias do interesse de clubes franceses. Só que o Mundial pode valorizá-los mais e a SAD não vai querer perder margem negocial. Fucile e Tomás Costa também já manifestaram a intenção de sair, enquanto a situação de Rodríguez depende das propostas. Com mais um ano de contrato, Farías também está no mercado.

Falcao e Hulk não têm preço - Segurar as principais pérolas e proteger jogadores tidos como nucleares é um dos objectivos da SAD neste defeso. Falcao e Hulk surgem à cabeça. Têm mercado, mas as propostas não irão ser ponderadas. Principalmente porque estão em fase de crescimento e podem render mais dinheiro no futuro. Rolando, Álvaro Pereira, Fernando, Rúben Micael e Varela são outros jogadores nucleares. Na baliza, à partida, não haverá qualquer alteração.

Apenas o regresso de Ukra está confirmado - Dos vários jogadores que o FC Porto emprestou na última época, abundam as dúvidas em torno de um eventual regresso. Para já, apenas Ukra, cedido ao Olhanense, tem o regresso confirmado ao Dragão. O sérvio Stepanov, por exemplo, tem mais uma época de contrato, mas se não for integrado no plantel prefere rescindir. Prediger, Pelé, Castro, Ventura, Diogo Viana, Pedro Moreira, Rui Pedro e Yero são algumas das dúvidas. A opção para a maior parte deve passar por um novo empréstimo, de maneira a continuarem o processo de evolução.

Castro ainda não recebeu indicações do clube - É provável que Castro venha a ter uma oportunidade de mostrar serviço ao futuro treinador do FC Porto durante a pré-temporada, contudo o médio ainda não recebeu qualquer indicação por parte do clube. Ao contrário do seu companheiro no Olhanense, Ukra, que Pinto da Costa já deu como certo no próximo plantel. Castro não esconde a ambição de voltar a representar o clube onde fez a formação. "Acredito que posso regressar ao FC Porto e é para isso que trabalho todos os dias. Neste momento ainda não fui informado de nada. Tenho sempre confiança, mas a convicção tem de ser deles. Se me quiserem, vou com todo o gosto", referiu no final da partida da Selecção de sub-21 com a Holanda.
Castro esteve no plantel portista em 2007/08 e depois foi emprestado ao Olhanense, clube que ajudou a subir de divisão e, já esta época, a manter na Liga Sagres. No FC Porto fez dois jogos no campeonato.


PS - Pepe, um exemplo de profissionalismo!
Para que Pepe esteja a caminho da boa forma, o médico Carlos Diéz enaltece a vontade do jogador. "Pepe é um excelente profissional. Depois de duas a três horas de treino diário em campo, faz ainda um trabalho complementar no ginásio, muitas vezes com sessões duplas de fisioterapia."

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.