sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Liga Portuguesa- FC Porto 5 Marítimo 0

02/11/2012- Os portistas realizaram hoje uma das melhores exibições da época. Bom futebol  de conjunto, praticamente ao primeiro toque, boa ligação entre todos os sectores da equipa, quero salientar que gostei principalmente do jogo da equipa.
Destaques: Helton e os defesas hoje estiveram impecáveis, não deram quaisquer chances aos avançados do Marítimo. Devo realçar no entanto a acção do Otamendi a defender e a passar muito bem, e do Danilo que dadas as suas aptidões técnicas, me parece mais médio que defesa. Mangala também muito bem a defender.
No meio-campo: Fernando enquanto jogou, Moutinho e Lucho bem, porem quero salientar a atitude e acerto do Defour, hoje para mim uma agradável surpresa, substituiu o Fernando e a equipa não se ressentiu.
Ataque: Varela teve bons pormenores  no ataque, marcou um bonito golo, e, ajudou bastante o defesa do seu lado. James, fez a diferença, teve pormenores de classe, marcou dois belos golos, e é, actualmente juntamente com Jackson a figura da equipa. Jackson, também marcou dois excelentes golos e é claramente o goleador da equipa, um elemento que por si só mantém em respeito os defesas contrários, dada a sua técnica, mobilidade, domínio de bola e capacidade de finalização! 
FICHA DE JOGO - Liga portuguesa, oitava jornada
Estádio do Dragão, no Porto- Assistência: 27.609 espectadores
Árbitro: Cosme Machado (Braga)
Assistentes: Alfredo Braga e Nuno Eiras
Quarto árbitro: Pedro Vilaça
FC PORTO: Helton; Danilo, Maicon, Otamendi e Mangala; Fernando, João Moutinho e Lucho (cap.); James, Jackson e Varela
Substituições: Fernando por Defour (28m), Maicon por Abdoulaye (32m) e Helton por Fabiano (74m)
Não utilizados: Castro, Kleber, Miguel Lopes e Atsu
Treinador: Vítor Pereira
MARÍTIMO: Ricardo; Briguel (cap.), João Guilherme, Roberge e Rúben Ferreira; Semedo, Rafael Miranda e João Luiz; Sami, Danilo Dias e Heldon
Substituições: Sami por Fidelis (intervalo), Semedo por Olberdam (intervalo) e João Luiz por David Simão (70m)
Não utilizados: Welligton, Márcio Rozário, Luís Olim e Ytalo
Treinador: Pedro Martins
Ao intervalo: 2-0
Marcadores: Jackson (3m e 59m), Varela (35m) e James (72 e 77m)
Cartões amarelos: Roberge (53m), Otamendi (63m), João Luiz (66m) e Danilo Dias (83m)

5 comentários:

  1. Boa noite,

    Não foi ópera mas foi cha-cha cha ao ritmo d’El Bandido e sob a batuta de Moutinho.

    Jogo colectivo, jogadas de envolvimento, solos individuais de magia, foram os condimentos para uma grande noite no Dragão.

    Destaque para James, que rubricou uma grande exibição. Marcou e deu a marcar, e conjuntamente com Varela e Jackson foram o furacão que varreu os insulares.
    Jackson “cha-cha-cha” Martinez, cada vez mais confirma os predicados que levaram o FC Porto a apostar num avançado que jogava no desconhecido campeonato mexicano. Bisou na partida, e ficou a dever ainda mais golos.
    Está confiante, e é com uma frieza incrível que fura as redes adversárias. Seis jogos seguidos a marcar, e oitavo golo na conta pessoal para o campeonato.
    Varela, surge num grande momento de forma, dinâmico no corredor, rematador, fez o golo da noite! Fantástico!
    Por último nota de destaque para o maestro Moutinho. Duas grandes assistências para golo e um trabalho muito sólido no meio campo, num jogo em que a responsabilidade do jogo ofensivo passou sempre pelos seus pés.
    Nota negativa para as lesões que foram demasiadas.
    Importante a vitória, que moraliza a equipa antes da deslocação a Kiev.
    Há que manter a dinâmica e atitude, evoluir tranquilamente, pois não podemos adormecer e conceder aos adversários golos fruto de azelhices, como as que sucederam nas anteriores jornadas.

    É pena que o frio meteorológico aliado ao frio nos bolsos, tenha afastado do jogo de hoje muitos adeptos, que perderam um excelente jogo de futebol por parte da nossa equipa.

    Abraço e bom fim de semana

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. caro Armando, caríssimas(os),

    esta noite fomos capazes de superar (mais) uma daquelas equipas "mete nojo", com uma exibição digna, consistente e capaz de ter brindado os ilhéus lá da pérola do Atlântico com um 'bailinho' que tão cedo não se esquecerão ;)

    os meus três únicos lamentos vão para as outras tantas lesões de Helton, de Maicon e de Fernando, que certamente condicionarão a ida a Kiev...

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar
  3. Paulo e Miguel !

    Não há dúvida os nossos gloriosos guerreiros contribuíram para dar uma lição ao "guardanapo"
    Estamos de parabéns!

    Abraço,
    A Monteiro

    ResponderEliminar
  4. Ao anónimo de:
    O Maritimo foi de facto uma equipa dócil, que no jogo todo fez 5 ou 6 faltas...!
    Olhe, se calhar o "mete nojo" refere-se a pessoas que fazem comentários como o seu.
    Só um vesgo,asqueroso e mal intencionado, classifica de equipa dócil uma equipa que manda três adversários para o estaleiro...!

    AM

    ResponderEliminar
  5. Surripiado do http://www.dragaodoente.blogspot.pt/, retrata bem a minha opinião.
    ...Temos e isso é claro, jogadores de grande talento e alguns brilharam muito esta noite, mas este Porto de classe, Vintage, que goleou o Marítimo, valeu sobretudo pelo colectivo. Foi Porto de mais e que obrigou a haver Marítimo de menos. Não tenhamos medo de o dizer, para reticências já bastam as dos mesmos de sempre.

    AM

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.