quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O presidente do FC Porto critica FPF

O presidente do FC Porto criticou o "timing" do jogo de Portugal no Gabão e acusou a FPF de andar a ganhar dinheiro à custa dos jogadores dos clubes.
Perante tanto absurdo, só lamento que o Secretário de Estado não tenha impedido este escândalo", disse Pinto da Costa, referindo-se ao jogo desta quarta-feira da Seleção Nacional no Gabão.
Em declarações ao Porto Canal, no final da partida de hóquei em patins FC Porto-Valongo, o presidente portista mostrou-se bastante crítico da Federação Portuguesa de Futebol. "Levam os jogadores para onde bem lhes apetece. A Federação anda atrás do dinheiro às custas dos jogadores, tem milhões em depósitos a prazo, é rica e não se poupa a nada", afirmou, antes de prosseguir com o custo que a viagem ao Gabão tem para os dois jogadores do FC Porto. "Os nossos jogadores chegam às 5 horas, depois ainda vêm para o Porto e na sexta-feira ainda podem ter de ir para a Madeira", disse referindo-se à proximidade do jogo da Taça de Portugal, com o Nacional.
"Paulo Bento geriu bem o tempo de utilização dos centrais, uma parte para Pepe e outra para Bruno Alves, porque são fraquinhos. Já os nossos, é lamentável o que se passou", disse sobre o facto de João Moutinho ter jogado 73 minutos e Varela ter disputado 67'. "A preparação para o Nacional sai prejudicada", disse.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.