quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Pinto da Costa abre o livro sobre arbitragens vergonhosas

18/02/2015 - Pinto da Costa abre o livro para reprovar actuações nada edificantes dos árbitros

Numa entrevista exclusiva a O JOGO, Pinto da Costa aborda o duelo do FC Porto com o Basileia nos oitavos de final da Liga dos Campeões, mas também a atualidade do campeonato português. O presidente dos dragões reforçou a ideia de que o clube se sente prejudicado pelas arbitragens no campeonato. E revelou factos sobre a última jornada, enquadrando a decisão de não expulsar um jogador do V. Guimarães por entrada sobre Casemiro. Antes, porém, falou do encontro do rival.

"O Benfica ganhou bem ao V. Setúbal, mas aos cinco minutos havia um penálti com possível expulsão que não foi marcado. No jogo do campeonato a história repetiu-se com um árbitro do Porto [Manuel Oliveira, da AF Porto foi o árbitro na Luz]. E no nosso jogo com o V. Guimarães o árbitro não teve culpa nenhuma, porque na agressão bárbara, que não tem outro nome, do Cafú ao Casemiro, foi o quarto árbitro, o Vasco Santos [também da AF Porto], que deu sinal para que só fosse exibido o amarelo. Todo o nosso banco viu e já confirmámos isso. Aliás, vê-se na televisão", comentou Pinto da Costa, numa conversa que pode ler na íntegra na edição desta quarta-feira do jornal O JOGO.


"Podemos eliminar qualquer equipa"

Na cidade onde o FC Porto disputou a sua primeira final europeia, Pinto da Costa falou das hipóteses da atual equipa na Champions. Assumiu objetivo de estar entre os oito melhores e mostrou-se confiante


 Árbitros nomeados


Jorge Ferreira (bracarense) nomeado para o jogo das águias em Moreira de Cónegos. Jorge Tavares escolhido para Alvalade e Hugo Miguel no dérbi entre Boavista e FC Porto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.