segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Bolas paradas, bom prenúncio


Declarações de Lisandro

"Queremos é vencer no próximo dia 16"
Em dia de vitória, Lisandro preferiu destacar o trabalho desenvolvido na pré-época. "É sempre bom ganhar, mas queremos é vencer quando for a sério, no dia 16". O avançado destacou ainda Hulk, a quem lhe encontrou "boas qualidades", designadamente a "dinâmica" que empresta ao jogo e o "poder físico", apesar de não saber se o FC Porto está mais forte. "Saíram jogadores importantes e só mais para a frente vamos poder dizer alguma coisa". Sobre a possibilidade de lutar novamente pela lista de melhores marcadores, a resposta do costume: "Só penso em ganhar títulos pelo FC Porto".


PS -
O Torneio Cidade de Braga já mostrou que o F. C. Porto é capaz de sobreviver à ausência de Quaresma. O craque voltou a ficar de fora das opções do treinador, o que deixa bem iminente a possibilidade de transferência para o estrangeiro. Os críticos podem dizer que a equipa perde magia, mas a verdade é que Lucho González tem-se revelado o artista da orquestra nos momentos em que é preciso lucidez e génio na condução da bola. E por outro lado, Rodríguez mostrou possuir o mesmo futebol irreverente "del gitano".
O jogo foi um bom teste à mecanização ofensiva, perante um adversário lento e a fazer jus ao velho ferrolho italiano. O Cagliari, 14.º classificado, transformou-se no adversário perfeito que permitiu ao F. C. Porto mostrar qualidades, mesmo sem precisar de atingir a velocidade máxima. Uma delas, por exemplo, foi a facilidade com que marcou três golos em dez minutos, na sequência de bolas paradas, devido à presença na equipa de mais jogadores de elevada estatura, o que dificulta a marcação aos adversários. Os dois primeiros após pontapés de canto - num deles é Bruno Alves quem assiste Lisandro López, o outro é Lino a centrar para Farias. E ainda o bis de Lisandro, desenhado por Lucho, de livre, com a colaboração de… Bruno Alves.
O desafio também serviu para fazer alguns testes e Fernando cumpriu na posição seis, embora sem a segurança e o à vontade de Raul Meireles, aquele que deu até agora, melhores indicações para substituir o Paulo Assunção. De qualquer maneira, o brasileiro é bem mais rápido a executar do que Bolatti, embora lateralize mais o seu futebol.

Não obstante o argentino parecer estar cada vez mais a perder terreno em relação à concorrência, devido à sua menor capacidade de mobilidade, é preciso não esquecer as suas outras qualidades: boa presença física, bom poder de desarme e boa qualidade de passe, de preferencia sempre mais virado para a baliza adversária.
Sapunaru mostrou predicados, principalmente a lateral, na posição de defesa central evidenciou bom jogo de cabeça embora tambem alguma falta de entrosamento e de adaptação ao lugar, aliás compreensível.

Por último, Hulk acusou alguma pressão, pois demonstrou nervosismo, na ansia de fazer tudo bem e depressa. Depois duma estreia tão promissora, nem o golo marcado - num pormenor sensacional, em que sentou o guarda-redes - disfarçou uma certa precipitação na abordagem dos lances. De resto, compreensível, num jogador que chegou há tão pouco tempo ao FC Porto.
Antes desse lance, o F. C. Porto perdera concentração defensiva e o Cagliari reduziu para 3-1, por Fini, num lance em que Helton não segurou a bola à primeira. Entretanto, a equipa do FC Porto pareceu ficar algo desnorteada e Lazzari ainda chegou a acertar no ferro. Porem o jogo já estava no fim e a goleada era uma realidade, tal como a vitória no torneio, ganho por antecipação, graças à melhor pontaria dos Dragões nas grandes penalidades.


PS 1 -
Gostei muito da exibição da equipa do FC Porto que alinhou na primeira parte contra o Cagliari!Portanto,na minha opinião a melhor defesa: Sapunaru,Rolando e B.Alves,Fucile/Lino(Benitez)pelo menos para já. Atenção! Por aquilo que vi contra o Leixões,o Benitez está a subir de forma e vai dar muita luta.
Meio-campo: Lucho e Meireles (consensuais) o terceiro elemento a sair deste grupo: Guarin, T.Costa, Fernando e Bolatti (sim Bolatti, porque embora seja um pouco parado, não devemos esquecer as suas outras qualidades: presença física, capacidade de desarme e qualidade de passe, quase sempre virado para a baliza adversária). Ataque: Lisandro, Hulk (a breve prazo! Aliás este que se cuide,pois está aí o Tecla a garantir que tem uma palavra a dizer na discussão por um lugar no ataque) Tarik (se estiver em forma) e o Rodriguez.

Importante: na minha opinião, o relativo êxito (melhoria) nos lances de bola parada, deve-se ao facto de actualmente a equipa ter mais jogadores de elevada estatura, o que dificulta/perturba e muito as marcações dos adversários. Agora a equipa dispõe das seguintes "torres": Sapunaru, Rolando, B.Alves, Lucho, T.Costa e o Guarin.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.