quinta-feira, 21 de agosto de 2008

A prestação da equipa do FC Porto

Não sou daqueles que emitem críticas destrutivas a qualquer preço. Mas que custou muito a engolir mais esta derrota da Supertaça, custou! Tenho para mim, que com um pouco mais de humildade, cautela e atitude da parte da equipa do FC Porto, se calhar, não seria tão fácil ao Sporting cantar vitória. Claro que há que ter em conta diversas condicionantes. A equipa sofreu a perda de dois elementos preponderantes no rendimento do conjunto (Bosingwa e Assunção). Os substitutos (os novos) ainda não estão adaptados à equipa e ao futebol português. Esbarramos com um Xistra predisposto a fechar os olhos às entradas maldosas dos jogadores do Sporting, e, em contra partida, a apitar a tudo que lhe parecesse falta contra o FC Porto. Depois, e alem disso, acho que o Jesualdo, revelou uma certa inépcia na estratégia que adoptou, porque ainda não conseguiu encontrar a fórmula de bater o Sporting. Chegado a este ponto, volto a insistir na tecla de que para vencer o Sporting, o FC Porto tém de vestir o fato macaco e ser humilde. Defender em primeiro lugar a todo o custo, com determinação, com atitude, e, só depois pensar em marcar golos para tentar ganhar. O que aliás, é o que o Sporting do Paulo Bento faz. E assim, lá vão continuando a ganhar-nos.

2 comentários:

  1. Para acompanhar em directo todos os programas de análise desportiva (trio de ataque, dia seguinte, tempo extra, Luís Freitas Lobo, Rui Santos) ou rever aqueles que perdeu... passe por..



    http://conversasdabola.pt.vu/




    ;)
    ;)

    ResponderEliminar
  2. Custou-te a ti e a todos nós, mas parece que com Jesualdo as taças são para perder, o que é o contrário da nossa filosofia.
    Vamos pensar que no campeonato não vai ser assim.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.