domingo, 24 de fevereiro de 2013

Vítor Pereira

23/02/2013 - “SÓ UMA EQUIPA UNIDA DARIA A VOLTA AO RESULTADO”


Faltou frescura
“Depois de um jogo a meio da semana, de uma exigência altíssima, para desbloquear este Rio Ave, que jogou fechadíssimo lá atrás, era preciso uma equipa fresca. Estes jogos pós-Champions têm sempre o seu preço. Ainda por cima, falhámos uma grande penalidade e sofremos logo um golo. Só uma equipa unida daria a volta ao resultado.”
A personalidade de Jackson
“O Jackson é um homem com uma personalidade forte, por isso é que é ponta-de-lança e é um ponta-de-lança de grande nível. A decisão, no penálti falhado, é dele e aquela execução para o segundo golo também é dele. Numa questão de segundos meteu a bola na baliza. No segundo penálti, ele quis marcar e a equipa, que é unida, reconhece-lhe competência e carácter.”
Mais dificuldades
“Falhar o primeiro penálti colocou-nos ainda maiores dificuldades, mas a equipa encontrou soluções. Se o Oblak não faz aquela grande defesa nos últimos minutos, o Jackson teria feito um hat-trick.”
Com alma
“Apelei à alma da equipa, percebemos que a equipa não estava fresca e as ideias não saíam. Também é preciso saber ganhar com carácter. Vale exactamente os mesmos três pontos que uma grande exibição.”

PS - Na minha opinião o motivo de tanta posse de bola e tão poucos golos, deve-se à ausência da capacidade de explosão (velocidade) de alguns avançados e a alguma inépcia no capítulo do último passe para golo (médios e extremos), ou seja, na falta de precisão do passe nos últimos trinta metros!

2 comentários:

  1. Comentários com os quais concordo!

    1 - Remigio Costa disse...
    …Francamente, não colhe muito para mim a tese de que a seguir a um jogo da champions as equipas acusam o desgaste da intensidade do jogo e não conseguem recuperar dos esforços feitos. Será, em parte, verdade. Mas, então, onde estão os efeitos do planeamento? Será assim tão cansativo que três dias não são suficientes para recuperar para estar em condições de defrontar uma equipa de 2ª linha, em casa, ainda que esta seja arrumadinha e ansiosa por brilhar?
    Para mim, a grande explicação pode ser exemplificada pela forma como Jackson abordou o lance do penalti à...Jackson Peneirento ou pelo patético episódio protagonizado por Maicon e Helton no golo do Rio Ave!
    2 - Anónimo disse...
    Apenas temos que saber dar também o mérito ao adversário e 'desculpar' o Maicon, pois vê-se, nota-se bem que a pujança fisica, sua imagem de marca, desapareceu. Se foi só pela lesão, ou pelos problemas familiares não sei. Mas este não é o mesmo Maicon.
    O Jacksson foi excesso de confiança, se calhar nos treinos, calha-lhe sempre bem.. e ontem tentou fazer um Panenka num jogo a sério. Alguém lhe explique que estava 0-0.. e com 0-0 não se pode brincar. Se estivesse 3-0, aí, sim, poderia à vontade fazer uma gracinha. Mas acredito que aprendeu a lição.
    Eu, se fosse ao treinador, dava agora 2 dias de folga a todos e reunia as tropas a seguir... para se concentrarem em mais 2 meses de trabalho no duro. Depois, em Maio eles poderão bem usufruir e fruir até Julho.. para gozar.
    Cumptos,
    Somos Porto
    A Caminho do Tri
    M P Pinto

    3.- Miguel Oliveira disse...
    …Justamente pelo estilo de jogo da equipa, eu apostaria no Defour assim que estiver a 100% no lugar do Fernando, principalmente contra estas equipas que se fecham bem, o Defour tem muito mais capacidade de passe, o Fernando faz muitos passes maus. A jogar, mais valia ficar entre os centrais quando temos posse e subir os laterais ao mesmo tempo. De resto é esperar que o James recupere a forma física e espero que o Varela passe a ficar no banco, para mim é de longe o pior jogador dos 11 que costumam jogar de inicio. Uma palavra para o Quiño, que esteve bem tirando uns cruzamentos, mas para primeiro jogo não esteve mal. E Jackson, os penaltys à panenka, guarda para quando tivermos a ganhar por 2 ou mais golos!
    4 - Ricardo disse...
    Só discordo de duas coisas, acho que o Varela jogou mal ontem. Tem de ir para o banco urgentemente, quando James tiver a 100 por cento.
    E em relação ao James apesar de não ter estado bem, foi decisivo com a assistência para o 2 golo.
    Era o único em campo que parecia que sabia cruzar ontem.

    ResponderEliminar
  2. Na minha opinião o motivo de tanta posse de bola e tão poucos golos, deve-se à ausência da capacidade de explosão (velocidade) de alguns avançados e a alguma inépcia no capítulo do último passe para golo (médios e extremos), ou seja, na falta de precisão do passe nos últimos trinta metros!

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.