sexta-feira, 20 de junho de 2014

Enredos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional

20/06/2014 - Benfica e Sporting de braço dado com (golpistas) a ilegalidade

Um ano depois de ter sido aprovada a divisão da II Liga em duas séries, Norte e Sul, os clubes votaram em sentido contrário, aprovando a manutenção do atual figurino de uma série.

A decisão foi tomada esta sexta-feira em Assembleia Geral da Liga, na qual estiveram 26 dos 33 clubes associados da Liga, com o voto contra do Braga e a abstenção do Boavista e terá agora de ser ratificada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).
A favor votaram 19 clubes, entre os quais o Benfica e o Sporting, representados por Paulo Gonçalves e Patrícia Silva Lopes, do gabinete jurídico daqueles clubes.

Por não reconhecerem legitimidade à Mesa da Assembleia Geral da Liga, presidida por José Manuel Falhas da Costa, o FC Porto, o Vitória de Guimarães, o Rio Ave, o Estoril e a Académica abandonaram a Assembleia Geral Extraordinária desta sexta-feira que decorreu na sede da Liga, no Porto.

20/06/2014 - José Eduardo Simões presidente da Académica


...O dirigente academista criticou ainda a direção da Liga "que administrava 14 ou 15 milhões de euros e agora nem metade consegue realizar, e gasta esse dinheiro internamente, nem se sabe como, pois não tem contas aprovadas, não faz orçamentos".

"Em qualquer país do mundo uma pessoa deste género estava em frente a um tribunal a responder por gestão danosa. Só em Portugal é que consegue manter-se, em conluio com um ex-presidente ou ainda presidente da AG, ainda nem ninguém sabe bem a situação", referiu, em alusão ao presidente da Liga, Mário Figueiredo.

Rui Alves candidato às eleições na Liga


"Como foi público e notório nesse processo eleitoral, sentimos a evidência da práticas de atos que configuram ilícitos de natureza criminal no exercício de funções públicas, quer do presidente da Liga quer do presidente Assembleia Geral da Liga", referiu Rui Alves, que na ausência da Procuradora Joana Marques Vidal foi recebido por um assessor.

...Rui Alves referiu ainda que a sua equipa jurídica está a preparar um processo contra o presidente da Liga (Mário Figueiredo) e o presidente da AG da Liga (Carlos Deus Pereira) a apresentar mais tarde à PGR.

Liga: V. Guimarães e Estoril com recurso no CJ para anular eleições

Os dois clubes apresentaram ainda nas Varas Cíveis da Comarca do Porto uma providência cautelar para suspender todos os efeitos da Assembleia Geral eleitoral.

"O Vitória de Guimarães e o Estoril, que são o rosto de um conjunto mais alargado de clubes, apresentaram na segunda-feira um recurso no Conselho de Justiça da FPF a solicitar a nulidade do ato eleitoral, porque o que teve lugar está inquinado, pelo que um novo processo eleitoral tem de ser aberto", disse o diretor-geral do Vitória, João Martins, a propósito da reeleição de Mário Figueiredo como presidente, com 10 de 51 votos possíveis.

João Martins explicou que "foi ainda pedido que o CJ abra um processo disciplinar contra o presidente da mesa da Assembleia geral, Carlos Deus Pereira", que rejeitou as candidaturas de Fernando Seara e Rui Alves, alegando irregularidades e aceitando somente a lista de Mário Figueiredo.

Os clubes, conforme referiu ainda João Martins, "ponderam mais mecanismos, tais como intentar uma ação criminal contra o presidente da mesa da AG, por abuso de poder e uso discricionário do mesmo".

"Foi sempre tudo na base do 'quero, posso e mando'. É um golpe de estado. Pensamos também expor o caso à tutela, ao Governo, porque é o interesse público, o futebol português, que foi posto em causa. As pessoas estão agora um pouco enlevadas pelo Campeonato do Mundo, mas se no domingo cairmos, vão perceber que o futebol português é, na sua essência, os campeonatos".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.