quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Dragões revelam o mapa do tesouro

Antero Henrique, Director-geral, deu algumas pistas que ajudam a explicar o porquê dos azuis e brancos conseguirem aliar rendimento desportivo a sucessos de vendas. Jogar em antecipação é fundamental...
Antero Henrique levantou a ponta do véu sobre o modo como o FC Porto se tem organizado nos últimos anos para conseguir ter tanto sucesso no mercado de transferências. 
Em entrevista à France Football, aproveitando a deslocação do PSG ao Dragão para a Champions, o director-geral dos azuis e brancos explicou o porquê dos dragões serem hoje reconhecidos no mundo inteiro como uma referência no desenvolvimento de jogadores, que transferem depois por montantes chorudos. 
"O sucesso do FC Porto assenta em três pressupostos: recrutamento, desenvolvimento e rendimento. O recrutamento articula-se com scouting, o desenvolvimento com a formação e o rendimento com a produtividade do jogador na equipa principal. A maior parte dos jogadores são jovens quando chegam ao nosso clube e acabam por estar em formação permanentemente. Se ao nível da deteção privilegiamos o talento individual, ao nível da equipa principal é o coletivo", começa por explicar.
Provas de grandes negócios são inúmeras
De Juary a Jardel, passando por Anderson, Pepe, Deco e Hulk, as provas de grandes negócios são inúmeras, a tal ponto que as últimas transferências de peso do clube se fizeram em troca de 40 milhões de euros por Falcao e outros tantos por Hulk.
"No scouting não há orçamentos que façam a diferença. A esse nível pesam muito menos e equilibram-se melhor as coisas. Trabalhamos com 250 olheiros espalhados pelo mundo, em países que façam sentido para o futebol, porque não vamos enviar ninguém para o Bangladesh... Temos os olheiros internos e os externos, que se subdividem em vários níveis de observação, o que permite que um jogador seja visto por várias pessoas. Esses olheiros, por sua vez, trabalham com as chamadas equipas-sombra, que não são mais do que um conjunto de jogadores que referenciamos em vários campeonatos e que são suscetíveis de vir a ser contratados pelo FC Porto".

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Francisco Marques, você não tem emenda, conserto:
    está repleto de preconceitos, é mal intencionado, venenoso...enfim uma tristeza os seus comentários!
    Chega a ser incrível! Sempre predisposto a especular e injectar veneno, a injuriar...!
    Os seus comentários são de alguém obcecado, raia a esquizofrenia...!
    Olhe é a última vez que respondo aos seus devaneios (disparates), sempre que vier com palavreado do género, caixote do lixo é serventia da casa.
    Tenho muita pena mas é impossível dialogar com pessoas como o Francisco! Para si: os portistas são os maus da fita, e os benfiquistas os bons!
    Você não tem cura, já lhe disse e volto a conceder: quando é que se convence que o Benfica só foi bom no tempo do Borges Coutinho e do Eusébio?! Presentemente é uma equipa vulgaríssima de lineu, que vive à custa da doente Imprensa desportiva benfiquista e das arbitragens favoráveis.
    E veja lá se deixa de destilar para o meu blog: o seu veneno a sua azia...as kompensan são muito boas, acredite que dão bom resultado...

    AM

    ResponderEliminar
  3. Francisco Marques!

    Você é um caso perdido, não tem mesmo emenda!
    Lá vem você outra vez com a sua ideia fixa da "Fruta"! Se já lhe disse que não valorizo isso porque até há bem pouco tempo atrás era costume os presidentes dos clubes oferecerem pequenas prendas aos árbitros quando estes iam apitar esses clubes, e, todos o faziam.Ponto.
    Mais! Até levavam árbitros e jornalistas amigos nas viagens ao estrangeiro, nos jogos particulares ou amigáveis.
    Mas você tem a mania de ser uma espécie de virgem ofendida...!!!

    Não queira "bancar o bonzinho" porque eu não acredito e sabe porquê? Basta ouvir a BenficaTV para ficar ao nível... e isso só serve para acirrar/acicatar os ânimos dos portistas contra os encarnados. Daí a justificação para certas reacções do Pessoal portista.
    E com isto termino para lhe dizer que nos seus comentários não há ponta por onde se lhe pegue...estou a perder a paciência para o aturar, pois só me faz perder tempo...!!

    AM

    ResponderEliminar
  4. Amigo Armando eu também não aprecio o estilo que se pratica na Benfica TV, e raramente vejo por esse motivo.
    Oxalá que o Porto Canal não everede pelo mesmo caminho,a coberto da desculpa de que os outros fazem o mesmo, a ver vamos no futuro, é que às vezes pela boca morre o peixe.
    Espero bem que não, a bem da pacificação do futebol, se é que alguma vez a vai ter, o que sinceramente duvido.
    Saudações desportivas.
    Francisco Marques

    ResponderEliminar
  5. Francisco Marques!

    Esta publiquei, mas, as suas dúvidas não auguram nada de bom da sua parte! O Porto Canal já está a transmitir há muito e não tem nada a ver, a diferença é como a água do vinho. Só quem tem preconceitos é que não consegue descortinar...!

    AM

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.