domingo, 7 de outubro de 2012

Liga Portuguesa- FC Porto 2 SCP 0

Ao intervalo FC Porto 1 Sporting 0.
A primeira parte do clássico valeu pela excelente jogada do golo do FCP, aos 9 minutos, a qual  começou (praticamente) com uma fantástica assistência de Danilo, que rompeu pelo centro do terreno, levantou a cabeça e como reparou que o Jackson se preparava para se desmarcar, fez um excelente chapéu aos centrais leoninos, indo a bola ao encontro do Jackson tendo este já ultrapassado os seus adversários. Jackson não se fez rogado, recepcionou a bola com a coxa e sem a deixar cair rematou de calcanhar, num gesto técnico que foi uma autêntica obra d'arte!
Resultado Final: vitória do FC Porto sobre o Sporting por 2-0
Estes clássicos com os dois grandes de Lisboa são sempre muito disputados e, por vezes até excessivamente vividos. Verificando-se muitas vezes manifestações de indisciplina e mau perder, obrigando o árbitro do jogo a puxar dos cartões de modo a tentar serenar os ânimos. Claro que os excessos de agressividade e as atitudes de indisciplina tem um responsável, que no caso dos leões é o seu treinador, neste caso o Oceano, que pelos vistos não se importa de tentar ganhar a qualquer preço...!
Destaques na equipa portista
Helton: sempre que foi chamado a intervir exibiu-se a preceito. Danilo: pode não ser um futebolista muito rápido, mas com a bola nos pés é quase sempre decisivo: passes muito precisos e adopções de soluções incisivas e de grande qualidade. Maicon (enquanto jogou) e Otamendi: chegaram e sobraram para as encomendas. Alex Sandro: mesmo não tendo realizado a melhor exibição dos últimos tempos, não jogou contudo mal. Fernando e João Moutinho: foram os dois esteios do costume da equipa, tanto a defender como a atacar.
Lucho: é o comandante e, mesmo sem o fulgor de épocas anteriores, é sempre um elemento preponderante na manobra da equipa! Varela: continua um jogador muito útil à equipa, mas  parece-me ter perdido velocidade, pelo que não consegue ser tão acutilante como em épocas anteriores no FC Porto. James: não fez o melhor jogo dos últimos tempos, mas é um futebolista decisivo e de grande futuro. Jackson: marcou um golo fantástico e poderia ter marcado outros se conseguisse ser um pouco mais rápido.
Os substitutos : cumpriram a tarefa que lhes foi pedida, refrescar a equipa.
FICHA DE JOGO - Liga, 6.ª jornada - 7 de Outubro de 2012
Estádio do Dragão, no Porto - Assistência: 38.909 espectadores
Árbitro: Jorge Sousa (Porto)
Assistentes: Bertino Miranda e Rui Licínio
Quarto árbitro: Renato Gonçalves
FC PORTO: Helton; Danilo, Maicon, Otamendi e Alex Sandro; Fernando, Lucho e João Moutinho; Varela, Jackson Martínez e James
Substituições: Maicon por Mangala (17m), Varela por Atsu (66m) e Lucho por Defour (75m)
Não utilizados: Fabiano, Castro, Kleber e Kelvin
Treinador: Vítor Pereira
SPORTING: Rui Patrício; Cédric, Boulahrouz, Rojo e Insúa; Cshaars, Elias, Pranjic; Izmailov, van Wolfswinkel e Carrillo
Substituições: Izmailov por Adrien (60m), Rojo por Jeffren (75m) e Elias por Viola (85m)
Não utilizados: Boeck, Xandão, Rinaudo e André Martins
Treinador: Oceano Cruz
Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Jackson Martínez (10m) e James (84m, pen.)
Cartões amarelos: Lucho (24m), James (26m), Schaars (34m), Carrillo (40m), Fernando (40m), Izmailov (51m), Pranjic (65m), Adrien (67m), Rojo (69m e 72m), Boulahrouz (83m), Elias (83m) e van Wolfswinkel (88m)
Cartão vermelho: Rojo (72m)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.