terça-feira, 16 de outubro de 2012

Extracto do artigo de Miguel Sousa Tavares

Porque, na minha opinião, é o mais digno de relevo do artigo do Miguel, decidi publicar aqui no meu blogue o respectivo extracto!
...Vieira que ao contrário de outros, conhece bem Pinto da Costa, até já foram amigos, e não pode ignorar o quanto de mérito, de inteligência e de trabalho tem a gestão de Pinto da Costa, responsável por tantos e tantos êxitos que desesperam os benfiquistas.
…Ora, devo confessar, com toda a sinceridade e amizade, que a entrada em cena do José Eduardo Moniz me deixou apreensivo. O tom, a voz e a expressão dele ao microfone não eram o que eu recordo. Depois, a sua afirmação de que o Benfica luta contra contra “truques de arbitragem e conluios esmagadores”, se bem que destinada a satisfazer o populismo basista e sanguinário que é o menu habitual destes almoços na província, augura mais do mesmo, mais do pior. Moniz acaba de chegar ao futebol, onde não se lhe conhece nenhuma opinião, nenhuma qualificação específica, designadamente em matéria de arbitragem. E já conhece truques e conluios?! Truques e conluios usava a RTP (de onde Moniz veio) para tentar, como dizia Albarran, “esmagar as privadas à nascença”. E, contra esses truques e conluios, Moniz pegou depois na TVI, à beira da morte, e, em poucos anos, transformou-a na estação de televisão líder. Eu estive lá com ele, no início desse processo de viragem, e a convite dele. Ambos sabemos que o turnover só foi conseguido a pulso, com muito trabalho, muita ousadia e muito mérito. Antes de se juntar ao politicamente correcto dos benfiquistas (e sportinguistas) que acham sempre que o adversário não tem mérito algum e que os seus sucessos derivam só de truques e conluios. Moniz faria melhor em proceder como na TVI: estudar as fraquezas e forças próprias e alheias e tentar perceber, por exemplo, como é que num mercado global de tal forma desequilibrado, o FC Porto conseguiu ser duas vezes, nos últimos 25 anos, campeão da Europa e do Mundo? A que truques e conluios se deverá isso?
2 – Sir Alex Ferguson, eterno treinador e manager do clube que é o maior predador do futebol mundial, cujos méritos resultam apenas da faculdade de utilizar os milhões sem fim à sua disposição para ir roubar os jogadores que os outros formam sem dinheiro equivalente, já declarou a sua real cobiça em James Rodriguéz, do FC Porto.
Eu percebo o desejo de Sua Magestade fergusiniana e percebo bem que ele não queira antes desviar as suas atenções para Silvestre Varela, por exemplo. Só não percebo é porque razão- ele, que acha que o FC Porto compra os campeonatos no supermercado- em lugar de passar a vida a cobiçar jogadores do FC Porto, não vai ao supermercado abastecer-se directamente.

Opinião- Boa Miguel, nesta última sentença, como aliás no resto, foste magnífico!

1 comentário:

  1. Você é obtuso, não entende e deturpa tudo. Depois arma-se em "chico esperto"! Resultado: caixote do lixo

    AM

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.