terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Bruno de Carvalho é camões ou deliberadamente vesgo

Até podemos aceitar que o presidente dos "calimeros", ou viscondes falidos com são conhecidos, puxe a brasa para a sua sardinha na qualidade de adepto, cada um defende-se como quer, agora falar em falta de honestidade dos jornalistas quando é ele próprio desonesto na apreciação do lance que ditou o penalty e que deu o primeiro golo do Sporting, e sim, porque é evidente, desbloqueou o jogo que se afigurava muito difícil para a equipa de Alvalade.
Ó Bruno não se trata de questionar se foi falta depois da linha de fundo, a questão é que:
1 - não foi empurrão por trás, foi carga de ombro legal e prevista pelas leis do futebol (então ultimamente os jogadores do FC Porto, estes sim, são muitas vezes empurrados por trás e os juízes do apito consideram carga de ombro legal!)
2 - o lance desenrolou-se fora da grande área, e a ser falta nunca poderia ser penalty
3 - é evidente que o penalty favorável ao Sporting foi desbloquear um jogo que se afigurava muito difícil para a equipa de Alvalade porque até aí o seu domínio do jogo era infrutífero.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.