sábado, 7 de dezembro de 2013

Convocados para defrontar o Braga

06-12-2013 - KELVIN E GHILAS DE REGRESSO AOS CONVOCADOS

As chamadas dos avançados Kelvin e Ghilas são as notas de destaque na lista de convocados elaborada por Paulo Fonseca para a recepção ao Sporting de Braga, marcada para este sábado, às 20h15, e referente à 12.ª jornada da Liga.

​Os dois jogadores, que já não eram opção para o técnico portista desde o triunfo sobre o Vitória de Guimarães para a Taça de Portugal (2-0), a 10 de Novembro, regressam assim aos eleitos de Paulo Fonseca. Ghilas esteve de resto em recuperação durante esse período, devido a uma lesão contraída ao serviço da selecção da Argélia. Em relação à última convocatória, saem Fernando, a cumprir castigo, e Ricardo.
Na derradeira sessão de trabalho antes do duelo com os minhotos, realizada no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, Bolat treinou sem limitações e o defesa Quiño voltou a ser recrutado ao FC Porto B, enquanto o guarda-redes angolano Kadú fez o percurso inverso. Izmaylov e Fucile estão autorizados a ausentar-se para tratar de assuntos de natureza familiar e pessoal, respectivamente.
O jogo entre FC Porto e Sporting de Braga, da 12.ª jornada da Liga, disputa-se este sábado, às 20h15, no Estádio de Dragão.

Lista de convocados: Helton e Fabiano (g.r.); Danilo, Lucho, Maicon, Josué, Jackson Martínez, Quintero, Ghilas, Herrera, Varela, Licá, Carlos Eduardo, Mangala, Alex Sandro, Kelvin, Otamendi e Defour.

 
PAULO FONSECA: "QUEREMOS VOLTAR À NORMALIDADE"
A normalidade no FC Porto é vencer e, por isso, Paulo Fonseca nunca poderia encarar o ciclo de três jogos sem triunfos de ânimo leve. Em conferência de imprensa de antevisão da recepção ao Sporting de Braga (sábado, 20h15), a contar para a 12.ª jornada da Liga portuguesa, o técnico fez uma análise frontal, admitindo que é preciso “melhorar a equipa no seu geral” e desviando os temas laterais
Questionado várias vezes sobre a segurança da sua posição ao leme dos Dragões, o técnico sublinhou que “o treinador não é o mais importante”. “O mais importante é o clube e voltarmos às vitórias. Queremos voltar à normalidade”, afirmou, lembrando depois que os adeptos têm um papel importante a cumprir: “Gostamos de jogar em casa com eles, temos é de estar todos unidos e ter os adeptos a apoiar os jogadores para voltarmos à normalidade”.
O adversário, que se tem assumido nos últimos anos como uma das principais potências do futebol português, também mereceu uma análise cuidada: “O Braga vem de uma vitória em casa e de um jogo muito conseguido na Luz. Teremos isso em conta e sabemos que é um adversário muito organizado, que vem também à procura de jogar em segurança defensiva e a explorar o contra-ataque. Mais uma vez teremos de estar preparados para este cenário de jogo, sabendo que queremos voltar às vitórias”.
Paulo Fonseca admitiu que, no FC Porto, a “margem para errar” é sempre nula e garantiu que o plantel e a equipa técnica estão “conscientes” do que é preciso fazer para voltar ao rumo certo. “Em relação à finalização temos de melhorar esse aspecto, como outros. Não foi só a finalização que esteve mal e temos noção clara disso. É fundamental entendermos o que é preciso para melhorar a equipa no seu geral”, disse.
O treinador adiantou ainda que a ausência de Fernando, suspenso por um jogo, “não vai de todo mudar a forma de jogar” dos Dragões e que Ghilas está recuperado e “motivado” para jogar no sábado. A presença do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa junto da equipa, ao longo da semana, foi outro assunto da conferência, merecendo mesmo uma espécie de desabafo de Paulo Fonseca: “Não lhe posso dar a mesma importância que vocês porque é uma situação normal. Por que hei-de sobrevalorizar isso se é algo que acontece com normalidade? Não vejo motivos para o fazer".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.