terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Paulo Fonseca

Porque será que o futebol que a equipa portista pratica não condiz com o discurso do seu líder técnico?!

PAULO FONSECA: "QUEREMOS REAFIRMAR A FORÇA DO FC PORTO NA EUROPA"

16-12-2013 - ​Paulo Fonseca já reagiu ao sorteio que colocou o Eintracht Frankfurt no caminho do FC Porto nos 16 avos de final da UEFA Europa League. Em declarações ao
www.fcporto.pt
, o técnico dos Dragões sublinhou a força do futebol alemão, mas prometeu um FC Porto determinado e ambicioso na abordagem a esta eliminatória, que se disputa em Fevereiro do próximo ano.
​“Vamos defrontar uma equipa do campeonato alemão, um dos mais fortes e competitivos do mundo. No passado fim-de-semana venceram o Bayer, em Leverkusen, uma equipa que está na luta pelo título, e alcançaram cinco vitórias na fase de grupos da UEFA Europa League, pelo que prevemos uma eliminatória complicada. Queremos, no entanto, reafirmar a força do FC Porto na Europa e, por isso, vamos trabalhar para seguir em frente na competição. De qualquer forma, lembro que a UEFA Europa League apenas se disputa a partir de Fevereiro, pelo que até lá temos muitos desafios pela frente que queremos ganhar”, afirmou Paulo Fonseca.
O Eintracht Frankfurt foi sexto na última edição da Bundesliga, regressando assim às competições europeias, sete anos depois. No entanto, na história do clube está a conquista de uma Taça UEFA, em 1980, frente aos também alemães do Borussia Mönchengladbach. A equipa de Frankfurt foi campeã alemã por uma vez (1959) e venceu a Taça da Alemanha por quatro vezes (1974, 1975, 1981 e 1988). Neste momento, a formação treinada por Armin Veh está no 15.º lugar do campeonato, com 14 pontos, apenas três acima da linha de água.
Na fase de grupos da Europa League, classificaram-se no primeiro lugar do grupo F, à frente dos israelitas do Maccabi Tel Aviv, dos cipriotas do APOEL e dos franceses do Bordéus, com cinco vitórias (15 pontos) e apenas uma derrota, em Tel Aviv. Sem confrontos oficiais com equipas portuguesas, o Eintracht já perdeu com o FC Porto num jogo particular, em Julho de 1990, relativo à meia-final do Philips Trophy (em Berna, na Suíça), no desempate por grandes penalidades (5-4).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.