terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Os dirigentes portistas nunca enxergaram o valor de Walter

De facto Walter não conseguiu impor-se na equipa portista, mas tal deve-se ao facto dos treinadores do FC Porto nunca terem percebido as suas verdadeiras características e terem pretendido fazer dele um sprinter que dada a sua compleição física, o seu perfil morfológico nunca seria possível! Pois Walter não é um jogador para grandes correrias (veloz). Também não é jogador do tipo mexido, para vir buscar a bola à defesa ou ao meio campo, mas é um jogador possante e pujante que aguenta muito bem o choque com os centrais adversários se se admitir que possa ter 4 ou 5 kg a mais. É possuidor de boa técnica, bom domínio de bola pois cobre bem o esférico. Mas a sua característica mais forte é ser senhor dum disparo (chuto) poderoso, potente e preciso! Por isso tem de ser assistido pelos colegas a fim de aproveitarem os seus potentes e precisos remates.
É um jogador assim a modos que dum Correia Dias possante e detentor dum chuto potentíssimo!


FC PORTO - Timão diz que FC Porto pediu 10 milhões por Walter

O Corinthians estará interessado em Walter, jogador dos quadros do FC Porto que na última época foi figura de destaque do Goiás, uma das surpresas do Brasileirão. O jornal brasileiro recorda o interesse e junta-lhe o choque sofrido pelos responsáveis do clube paulista ao saberem do preço do passe do avançado: 10 milhões de euros.

O Diário de São Paulo diz que por esse preço o Timão não aceita sequer conversar, recordando que o clube brasileiro pagou 12 milhões ao MIlan para ter Alexandre Pato. "O Walter vale isso, mas é um valor bastante elevado para o mercado de inverno. Vamos ver como as coisas correm", disse Teodoro Fonseca, representante do ponta de lança.

A verdade é que a boa época de Walter impressionou, ao ponto do empresário garantir que metade dos clubes da Série A brasileira estarem interessados no avançado, que terá igualmente despertado o interesse de clubes no Leste Europeu e em França.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.