quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Se o ridículo matasse...!


02/10/2014 - Curiosa a capa d'hoje do CM atribuindo ao árbitro do jogo a responsabilidade pela deficiente exibição da equipa benfiquista...!

Não admira, habituados como eles estão, aos árbitros portugueses, os quais para poderem continuar a dirigir jogos, têm de favorecer os encarnados em todas as situações do jogo, desde o treinador que se farta de contestar as decisões dos juízes do apito e a agredir jogadores adversários, quando deviam ser eles próprios nos jogos a dar o exemplo e a predisporem-se a aceitar disciplinadamente as decisões de quem tem por missão ajuizar e decidir.
Na óptica dos benfiquistas os árbitros só erram (se for o caso) contra o Benfica, porque quando erram a favor são erros humanos e devem ser imediatamente esquecidos (escamoteados)...


O problema, é que quando jogam nas competições europeias, os juízes do apito não estão coagidos pelos dirigentes da arbitragem portuguesa e por isso actuam segundo os seus critérios sem pressões de quem quer que seja e daí a grande diferença...!
Pelos vistos, os encarnados (mal habituados) esquecem-se do facto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.