domingo, 19 de outubro de 2014

Sporting pensa pequenino

19/10/2014 - Os dirigentes e técnicos sportinguistas pensam pequenino, pois decidiram esgotar todos os trunfos e reservas físicas na eliminatória da Taça de Portugal, talvez porque para eles vencerem uma competição em Portugal, neste caso a Taça de Portugal, já será muito bom. O que equivale a reconhecerem que não têm equipa, nem plantel para mais altos voos. Mas mais, ou eu estou muito enganado, ou eles vão pagar a factura de todo o esforço despendido no Dragão, já no próximo jogo para a Liga dos Campeões. É que o futebol que o Sporting pôs em prática no Dragão, tenho a certeza absoluta que não vai conseguir repetir em todos os jogos, nas competições que vão ter de disputar. Aliás os testes futuros que se aproximam, e a que serão submetidos, já irão confirmar, ou não, estas minhas teorias. A não ser que eles tenham uma equipa de super-homens, algo em que não acredito.

Admitindo que não as pode vencer todas (competições em que está envolvido) Lopetegui fez opções
Não é por acaso que Lopetegui (e não só, outros técnicos de renome no futebol internacional, adoptam um sistema parecido, seleccionando de antemão as competições que mais lhes interessam vencer) um técnico competente e avisado procede à rotação de vários jogadores na equipa portista.
Outra razão importante é o facto do actual plantel ser muito jovem e jogarem juntos há muito pouco tempo. Daí o rendimento, por vezes, oscilante dos Dragões.
Em contra partida a equipa adversária que venceu a eliminatória da taça no Dragão, é a mesma das últimas épocas e por isso já devidamente entrosados e familiarizados com o futebol nacional.
Não tenho dúvidas que a equipa portista, atendendo ao talento e nível dos seus profissionais, com o passar do tempo, a adaptação ao clube e ao futebol português, irá de certeza absoluta melhorar e muito o seu rendimento, a não ser que aconteça algum cataclismo imprevisível…

 
PS - Os jogadores do Sporting jogam com matreirice e provocação 

Certas entradas a pisar o pé ou nas canelas do adversário (como a entrada maldosa de Montero sobre Casemiro) que Jorge Sousa deixou passar, possivelmente com receio das contundentes críticas dos dirigentes sportinguistas, mas que foi muito rápido a admoestar Casemiro com o cartão amarelo e esqueceu-se de proteger jogadores portistas, como por exemplo, o Quintero, que foi massacrado durante todo o jogo pelos sarrafeiros de serviço do Sporting.
Notou-se que aos jogadores portistas lhes falta estabilidade emocional, e o Sporting soube aproveitar isso para jogar (utilizar com o beneplácito do juiz do apito) com todo o tipo de matreirices e provocações aos adversários.

1 comentário:

  1. Registei para memória futura a festa de Augusto Inácio no jogo de ontem.

    Vila Pouca!

    Deixá-los festejar... eu acredito que para os calimeros vencer a Taça de Portugal já será muito bom ...

    Pensando bem, se calhar, Lopetegui reconhecendo que neste momento não consegue vencer todas as competições em que os Dragões estão envolvidos, tratou de facilitar...para nós mais importante do que a Taça, é já a Liga dos Campeões e o Campeonato Nacional, por isso, deixá-los festejar, que se calhar, vão já pagar a factura no próximo jogo para a Champions, do esforço despendido no Dragão.

    Abraço

    A.Monteiro

    PS - No dragaoatento "Sporting pensa pequenino"

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.