quinta-feira, 24 de julho de 2008

Ainda o enredo com a saída de Quaresma


Se a moda pega, sempre que um qualquer Tubarão europeu decida cobiçar um dos craques do FC Porto, bastar-lhe-á vir cá e, juntamente com o empresário do jogador aliciar o "ditocujo atleta" e pronto, o clube não terá outra alternativa senão vender o seu activo ao preço por eles préviamente estabelecido!!!

Como é que a FC Porto-Futebol,SAD permite que os Jorges Mendes deste País aliados aos italianos do Inter de Milão venham, através de manobras de bastidores pouco claras, cá estabelecer os valores para uma possível transferência deste ou daquele atleta do clube?!
Quaresma quando renovou aceitou a clausula de rescisão de 40 milhões, o que até era bom para ele porque elevava o seu estatuto, o valor dele como profissional de futebol e, o seu prestígio internacional.
Vêm agora os pseudos entendidos (analistas) nestas andanças de certa Comunicação Social contrária ao FC Porto especular que nesta situação o profissional de futebol Quaresma já não terá cabeça para se reafirmar na equipa do FC Porto!
Na minha opinião é muito simples: existe uma clausula de rescisão de 40 milhões de euros com a qual o Quaresma concordou na altura de assinar o contrato, além disso o Quaresma tem contrato com o FC Porto, portanto se os italianos dum clube qualquer querem o jogador, muito bem, chegam a acordo com o clube, pagam o devido pre-estabelecido e amigos como dantes.
A não ser assim, senhores do Inter de Milão, calcem uns patins e vão jogar hoquei.

Enredo da possível transferência de Quaresma

24/07/2008
Inter oferece 25 milhões de euros por Quaresma (noticiado em ABOLA)

A transferência entrou na fase de provocações finais e o Inter de Milão ameaçou não passar dos 20 milhões.
A mialgia de Quaresma continua a ser um trunfo ocasional de grande alcance para os italianos. O FC Porto tem a faca e o queijo na mão.
O Inter de Milão parte para as pressões finais e conta com as circunstâncias relativamente favoráveis de Quaresma continuar de baixa clínica. Conjugações perversas ou nada infantis na perspectiva italiana, sendo que é certo, previsível e próprio do mercado o que o Inter tem feito nestes últimos dias: ameaçar deixar cair o negócio, fazer-se desinteressado e, de repente, mandar mensagem a dizer que não dá mais que 25 milhões de euros como fez ontem.
Essa é a evolução para contar a partir dos contactos, cruzamentos e mensagens suaves do dia que passou, em que a situação de Quaresma no Porto foi seguida com toda a atenção e, sob determinadas perspectivas e ângulos, cobre amplamente os interesses dos italianos, estranhamente (?) seguros de que o próprio Quaresma “fará a sua força para se juntar ao grande Inter, decidido a qualquer custo a juntar-se a Mourinho”, como dizem os periódicos de Milão.

23/07/2008 Últimos dias no Dragão (futurologia em ABOLA)

Quaresma vai fazer mais um ou dois treinos no FC Porto, se tiver condições, mas nem seria de espantar que ficasse desde já de lado, na presunção de que a sua transferência é um facto a consumar até sábado, altura em que o FC Porto se apresenta aos associados.
Nesta fase da negociação, as informações só saem às pinguinhas, e cobertas de parra ao sabor dos interesses de cada um. Mas se no plano interista o que se captou indica “alguma evolução”, como foi confessado a ABOLA por responsáveis italianos, na casa do Dragão já não há muito a acrescentar: “É tema quase fechado, ele vai, disso já não há qualquer dúvida”, condescendeu fonte bem informada, num quadro onde a habilidade negocial do FC Porto, a capacidade mobilizadora de José Mourinho e a sagacidade que tornou Jorge Mendes num referencial da indústria do futebol confluem e se fundem nessa certeza quase, quase, absoluta: Quaresma ainda poderá fazer um ou outro treino no FC Porto, mas estará mais depressa em Itália do que estas delongas típicas de negociações duras deixariam perceber.
É certo que há muito dinheiro em jogo, mas neste xadrez de madeiras caras, a deslocação de Quaresma para o lado do Inter está interiorizada por todos. O que resta saber, o que há de mais interessante, agora, para… adivinhar, é por quantos milhões ele sairá. E as fontes de ABOLA andam mais descaídas para a barreira dos 30, sendo de recordar que, há perto de duas semanas, o acordo andou muito próximo de se fechar logo aí, e se 28 milhões era a verba.
É natural, entretanto, que com Quaresma já sem cabeça para se reafirmar no Dragão, as margens se estendam um pouco para cada lado. Mas que ele sai, sai. Até sexta-feira, provavelmente, sendo que, como dado praticamente adquirido, o FC Porto já não o apresentará como membro distinto do plantel desta época.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.