quinta-feira, 17 de julho de 2008

Futebol, análise ao rendimento dos craques


Rodríguez indiscutível (publicado em OJOGO)
TOMAZ ANDRADE/PEDRO COSTA, em Marienfeld [Alemanha]
Mais do mesmo. O jogo com o PAOK serviu para perceber que Jesualdo Ferreira se prepara para manter a estrutura da última temporada. Mexer pouco, mas bem, é o objectivo. Na primeira verdadeira vitória da pré-temporada, depois de dois jogos a bater em amadores, o treinador portista repetiu no onze inicial nove jogadores da última época e acrescentou-lhes mais dois sul-americanos - foram sete no total, nenhum brasileiro. Benítez e Rodríguez formaram o lado esquerdo, o corredor escolhido para as duas equipas atacarem: o PAOK para explorar a insegurança do lateral e o FC Porto para tentar aproveitar as qualidades do extremo. E foi precisamente por aquele lado que surgiu a jogada do primeiro golo. Rodríguez inventou, Lisandro provocou o penálti e Lucho finalizou. Entrar a ganhar foi perfeito, muita mais para uma equipa cansada pelos últimos treinos. Percebeu-se isso nos minutos que se seguiram, com os jogadores a esconderem as debilidades físicas através de uma bloco recuado e próximo. A segunda parte serviu para mostrar mais alguns reforços e perceber que Tomás Costa nunca poderá ser extremo. Jesualdo experimentou o argentino no lado direito e ele respondeu com uma exibição pobre, tão pobre como a de Mariano na primeira parte. O lado esquerdo voltou a ser o preferido para atacar, mas agora já não morava lá Rodriguez... À dificuldade dos portistas em criar oportunidades, o PAOK respondeu sempre com ineficácia na hora do último remate. Jesualdo agradeceu.
FC Porto 1 - PAOK 0
Stimberg Stadion Erkenschwick
Árbitro Florian Steuer
FC Porto
Nuno (Helton, 46'); Fucile (Sapunaru, 46'), Stepanov (Rolando, 46'), Bruno Alves (Pedro Emanuel, 46') e Nélson Benítez (Tengarrinha, 72'); Bolatti (Fernando, 46'), Raul Meireles (Lino, 46') e Lucho (Guarín, 46'); Mariano (Tomás Costa, 46'), Rodríguez (Alan, 46') e Lisandro (Farías, 46').
T Jesualdo Ferreira


PS - Destaque para a segurança de Stepanov, que jogou pela primeira vez.

PS 1 - Se a equipa de futebol do FC Porto dispusesse dum goleador do nível dum F.Gomes, Jardel, ou até do Benny , seria óptimo.

A cegueira dos lampeões

PS 2 - Revolta (publicado em OJOGO)
JORGE MAIA
Depois de alguns dias de um silêncio tão óbvio que só pode ter sido cúmplice, a decisão do Tribunal Arbitral de Desporto, de recusar os recursos apresentados pelo Benfica e pelo Guimarães, e a correspondente confirmação por parte da UEFA da participação do FC Porto na próxima edição da Liga dos Campeões fez voltar as críticas violentas ao Conselho de Justiça da Federação Portuguesa Futebol. Durante alguns dias ainda houve quem alimentasse a esperança de que, se não se fizesse muito barulho e se se atribuísse ao CJ uma credibilidade que claramente não merece, os juízes do TAS ignorassem a polémica que rodeou a última e tumultuosa reunião daquele órgão, dando crédito ao teor da decisão de cinco conselheiros amotinados. Ontem, perante a evidente inutilidade do CJ para as causas do Benfica e do Guimarães no TAS e na UEFA, voltaram as críticas violentas e os apelos à intervenção imediata de poderes superiores. Ó da guarda, aqui d'el rei, chamem a polícia, a ASAE e o Governo. E se isso não chegar, há até quem vá mais longe e defenda a política da terra queimada: a UEFA faria bem era em suspender Portugal inteiro. A Federação, os clubes, tudo a eito, assim é que era, a ver se aprendíamos. É bem visto. Se não vai quem nós queríamos que fosse, não devia era ir ninguém.


PS 3 - Fraude (Apito dourado/Final)
O advogado considerou ainda o processo uma "fraude" e uma "invenção", referindo-se ao facto de Valentim Loureiro estar pronunciado por 26 crimes de corrupção activa, mas poder vir a ser condenado por abuso de poder.

PS 4 - bibó-PoRtO,Carago!
Olá a todos os notáveis comentadores presentes até aqui!
Desde o Soudani ao Lucho,Blue Boy, passando pela Dragãozinha,e Patrícia,produziram comentários imperdíveis dignos de serem emoldurados!Terrifics!

1 comentário:

  1. - Se a equipa de futebol do FC Porto dispusesse dum goleador do nível dum F.Gomes, Jardel, ou até do Benny , seria óptimo.-
    Ou com o talento de um Rabat Madjer!...
    Um abraço

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.