terça-feira, 29 de julho de 2008

"Vaidade incomensurável"


28/07/2008

O jurista José Guilherme Aguiar atribuiu hoje à "vaidade incomensurável" de Ricardo Costa, presidente da Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, as decisões de suspender Pinto da Costa e despromover o Boavista para a Honra.
A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu hoje adoptar o parecer solicitado a Freitas do Amaral e vai proceder à respectiva declaração de interesse público e homologação dos campeonatos.
Em causa está a reunião do Conselho de Justiça (CJ) de 04 de Julho, que decidiu a descida de divisão do Boavista para a Liga de Honra e a suspensão de dois anos a Pinto da Costa, presidente do FC Porto, no âmbito do processo Apito Final.
Nesta reunião, decidida apenas por cinco conselheiros, não esteve presente o presidente do CJ da FPF, por considerar que não havia condições para prosseguir a reunião.
Freitas do Amaral, convidado para perceber a legalidade das reuniões, entregou um parecer à FPF, que foi hoje adoptado, acabando assim por se decidir a suspensão de Pinto da Costa e a descida do Boavista.
Guilherme Aguiar, em declarações à Agência Lusa, afirmou discordar em pleno do parecer de Freitas do Amaral, apelidando-o até de "sentença", e explicou que pode estar prestes a explodir a "maior crise no futebol português de todos os tempos".
"O primeiro responsável é o presidente da CD da LPFP. Esse e a sua vaidade. Mas vamos ver o que acontece. Ele ficou muito bem na fotografia. Embora seja do Norte, não tem clube do Norte. A vaidade dele é incomensurável. Se ele for verdadeiro é capaz de dizer que é do Benfica. Se for mentiroso, se calhar diz que é da Académica", afirmou.
O jurista, também membro efectivo do Conselho Superior do FC Porto e seu ex-vice-presidente, disse que Freitas do Amaral agiu como se fosse um "juiz" e que acredita "numas pessoas e não em outras".
"Até respeito a decisão de hoje da FPF, mas isso se houvesse algum fundamento legal nesse parecer. Se houvesse uma opinião isenta e bem estruturada".
Guilherme Aguiar lembrou também que pode haver perda de mandato na FPF e indemnizações avultadas, caso os recursos do Boavista e de Pinto da Costa sejam validados.
"Aquele encontro dos cinco conselheiros foi manifestamente ilegal. Isso só acontecia no tempo antes do 25 de Abril. Foram violados os direitos democráticos".
Desta forma, Boavista é despromovido para a Liga de Honra, ocupando o seu lugar o Paços de Ferreira, enquanto Pinto da Costa mantém-se suspenso por dois anos, em casos de corrupção consumada e tentada no âmbito do processo Apito Final.


PS - Boavista
Álvaro Braga Júnior assegurou que hoje pode estar-se a viver "um dia triste para o futebol português, já que se destrói a verdade desportiva" e disse que a FPF tem discursos diferentes todos os dias.
"Apelo aos boavisteiros, que tenham cargos na FPF, para se demitirem já amanhã (terça-feira). O nosso futebol não tem emenda. Nunca precisei de pareceres para defender as minhas opiniões", afirmou, em alusão ao documento encomendado a Freitas do Amaral.


PS 1 - 28/07/2008 00H30 Os italianos tentam instigar/influênciar Quaresma a forçar saída do FC Porto a fim de pouparem alguns milhões de euros.
Marco Branca admite ao CM aproximação ao extremo dos dragões.
“Quaresma deve chegar em breve a Itália”"Vamos ser sérios. É sabido que o Inter de Milão está interessado em Quaresma mas ele ainda é jogador do FC Porto. Contudo, acredito que possa chegar em breve para reforçar o nosso clube." As palavras são de Marco Branca, director desportivo dos nerazzurri, em conversa com o CM, admitindo que hoje será "um dia importante" para o desenrolar das negociações.
"É público o nosso interesse. Até José Mourinho o admitiu, mas temos de aguardar. Até final da semana tudo poderá ficar resolvido", disse Marco Branca, sem querer revelar os contornos do negócio. " Não vou falar de valores. Aguardem. Tudo a seu tempo", afirmou, já irritado com a insistência.
Quaresma tem uma cláusula de rescisão de quarenta milhões de euros mas os responsáveis azuis--e-brancos admitem negociar por um verba inferior: cerca de 25 milhões. Ao que o nosso jornal apurou, o acordo deverá ficar fechado nas próximas horas,
sendo que o clube de José Mourinho terá de ceder numa das pretensões dos actuais campeões nacionais: garantir 25 por cento do valor de uma futura transferência do jogador.
"O FC Porto está a ser muito duro a negociar mas ele [Quaresma] está preparado para sair. Itália espera-o", disse ao CM fonte próxima do extremo, garantindo que o seu pensamento já está "muito longe" do dragão.

PS 2 - Retirado do C.M.
Lucho González é o outro assunto de momento no Dragão. O internacional argentino é pretendido pelo Atlético Madrid, que está disposto a tudo pelo ‘el comandante’.
Ao que o nosso jornal apurou junto de fonte próxima do clube madrileno, Lucho é a única opção em carteira. "Javier Aguirre [técnico dos colchoneros] só o quer a ele. Não quer mais ninguém. Aguirre pensa que com Lucho poderá vencer inclusive a Liga dos Campeões", adiantou a mesma fonte.
Certo é que o técnico mexicano ficou algo apreensivo com o meio--campo da equipa na digressão pelo seu país natal e já fez saber junto da direcção que pretende um médio com as características do argentino do FC Porto. Com a dispensa do português Maniche o Atlético de Madrid prepara-se para o ataque final a Lucho.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.