quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Os árbitros de futebol em Portugal

É voz corrente, ou foi no passado, voz corrente entre treinadores e dirigentes dos clubes mais pequenos portugueses que os árbitros (portugueses) protegiam de preferência os clubes considerados grandes.
Mas por outro lado há que ter em conta que os clubes grandes com maiores orçamentos estariam melhor apetrechados, tinham os melhores jogadores, os jogadores mais tecnicistas e por via disso seria lógico que os árbitros protegessem o melhor futebol, o futebol mais técnico, melhor jogado.
Foi então que beneficiando disso, do seu estatuto de clube do regime, de maior número de adeptos, e talvez também por via disso, de maior apoio de grande parte da Comunicação Social portuguesa, à frente dos quais estiveram sempre: o jornal A Bola, a RTP, a SIC, a TVI, SportTV…etc…(até o Record contribui para denegrir o FC Porto) o clube da águia sempre levou vantagem na protecção que os árbitros concediam aos seus futebolistas. Não quero com isto tirar mérito ao Benfica de há 40 anos atrás, dos tempos áureos do Eusébio, Coluna, José Augusto e Simões, que na sua época ganhavam quase tudo, repito, com o seu futebol e já nessa altura com alguma benevolência dos árbitros .
Se de facto houve épocas em que se poderia pensar que os clubes pequenos teriam alguma razão, porém já não é o caso presente, porque até se constata que actualmente há uma tendência para os árbitros assumirem uma predisposição de em caso de dúvida favorecerem as equipas da casa, ou seja, as visitadas, exceptuando o Benfica, porque os juízes do apito sabem que em caso de benefício dos encarnados esse benefício é escamoteado, já porém no caso de qualquer erro do árbitro que prejudique os benfiquistas, a comunicação social afecta ao clube da águia não se cala exorbitando excessivamente nas suas críticas ao infeliz árbitro que eventualmente tenha cometido o crime de lesa pátria de prejudicar os benfiquistas, dando exaustivo relevo ao lance.

PS – Este texto vem a propósito de aparecerem aqui pelo blog alguns lampiões vesgos fanáticos a contar anedotas sobre os últimos trinta anos em que dizem eles o FC Porto beneficia dum pseudo controle da arbitragem!‼
Deliberadamente esquecem-se do seguinte:

1 –
O FC Porto não tem ganho só dentro de portas também tem ganho na Europa: 2 ligas dos campeões, 2 ligas europeias, 2 campeonatos do mundo, 1 taça das taças…etc…e atendendo que Portugal é um país pequeno logicamente não será por influências extra futebol que os Dragões vencem! (quantos trofeus tem ganho o Benfica na Europa nos últimos trinta anos?!)
2 – É crença entre os adeptos portistas que para ganhar (principalmente) em Portugal o FC Porto tem de ser muito melhor do que os seus adversários, porque em caso contrário, nível semelhante, perderemos sempre.

3 – Os adeptos portistas não ambicionam ser beneficiados pelos juízes do apito, já se contentariam se pudessem usufruir das prerrogativas, ou seja, regalias que beneficiam os benfiquistas, relativamente à protecção que os árbitros dão à integridade física dos encarnados.

1 comentário:

  1. Aos infelizes de baixo nível que aqui vêm comentar, ou seja lampiões rascas arvorados em detentores da verdade e da ética desportiva, digo-vos: não me surpreende nada as vossas posições, mais, vocês quando chamam doentes e facciosos aos outros, estão definitivamente a ver-se ao espelho.

    ResponderEliminar

Abrimos portas à frontalidade, mas restringimos sem demagogia, o insulto e a provocação.